sexta-feira, 29 de abril de 2022

O que é e para que serve a coenzima Q10

 Vira e mexe surgem novidades que prometem melhorar o nosso desempenho na academia ou aumentar os nossos níveis de energia. Com a coenzima Q10 não é diferente. No entanto, precisamos dar o braço a torcer: ela parece, realmente, uma ótima aliada da prática de exercícios físicos. 



O QUE É A COENZIMA Q10? 

A coenzima Q10 é uma substância natural do nosso corpo. Ela está presente em praticamente todas as células e tem como principal função participar da geração de energia. É por isso que ela está presente em tecidos de grande demanda energética, como o coração, o cérebro, os rins e o fígado, além dos tecidos musculares. 

Fora isso, essa coenzima também tem um grande potencial antioxidante, o que significa que ela protege as células dos temidos radicais livres.  

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA COENZIMA Q10? 

Segundo a Dra. Alice Paiva, nutricionista da Clínica Slim Santé, os seus benefícios são inúmeros, como melhora do desempenho esportivo através do aumento da quantidade de energia disponível para os músculos, redução de fadiga e aumento do desempenho físico durante os exercícios. 

Fora isso, essa coenzima também age minimizando os sintonas e os sinais de fibromialgia, como dor, ansiedade e depressão. “Outra parte importante em que essa substância atua é na imunidade, auxiliando e restaurando os níveis de vitamina C e E, e, para concluir, aumenta significativamente à capacidade antioxidante e reduz os níveis de marcadores infamatórios em pacientes que estão com a saúde mais debilitada”, diz. 

SUPLEMENTAÇÃO DE COENZIMA Q10

Assim como vitaminas e minerais, a coenzima Q10 pode ser suplementada. Alguns estudos mostram que a maioria dos efeitos benéficos podem ser obtidos com ingestão diária de 100 mg e não há contraindicações. No entanto, é importante sempre consultar um profissional para garantir o consumo adequado. 

“A suplementação de CoQ10 possui fatores que podem potencializar seus efeitos", continua a nutricionista. "A presença da vitamina E e do ômega-3 podem duplicar a sua biodisponibilidade. Uma vez que sua absorção se dá em meio lipofílico, ou seja, rico em gordura, tais associações promovem maior ação da cq10.”

Você já tomou esse suplemento? Gostou?

Fonte: Boa Forma

Link: https:// suplemento, coenzima Q10, antioxidante, energia, imunidade,desempenho na academia,exercícios físicos, disposição

segunda-feira, 25 de abril de 2022

SÍNDROME DO COLON IRRITÁVEL

 A Síndrome do Intestino Irritável é uma condição crônica caracterizada por sintomas como diarreia, cólica, gases, inchaço e dor abdominal e constipação.


Causas

A medicina convencional ainda não conhece bem as causas da Síndrome do Intestino Irritável. No entanto, já sabemos que as mulheres têm maior tendência ao desenvolvimento desse quadro durante a menstruação e a gravidez. Além disso, pesquisadores acreditam que a microbiota intestinal possa desempenhar um papel nesse contexto.

As possíveis causas da Síndrome do Intestino Irritável incluem sensibilidade excessiva do sistema imune ou infecção bacteriana prévia no trato gastrointestinal.

Outros sintomas da Síndrome do Intestino Irritável costumam ser:

  • Vontade frequente de urinar
  • Dor de cabeça
  • Dores nas articulações ou músculos
  • Cansaço persistente
  • Em mulheres, sexo doloroso ou dispareunia
  • Menstruação irregular

Os sintomas de Síndrome do Intestino Irritável costumam piorar após as refeições, e um surto pode durar vários dias e, em seguida, desaparecer completamente. Além disso, podem ocorrer quadros de ansiedade e depressão.

Diagnóstico de Síndrome do Intestino Irritável

É preciso procurar orientação médica para obter o diagnóstico de Síndrome do Intestino Irritável. Geralmente são pedidos exames de sangue, fezes e colonoscopia para descartar a possibilidade de outros quadros, como a doença celíaca.

O que comer?

Saber o que comer pode ajudar a aliviar alguns sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, mas isso depende do organismo de cada pessoa.

Normalmente, cortar alimentos com cafeína, lactose, açúcar, feijão e reduzir o tamanho das refeições e a ingestão de comidas fritas e picantes pode ajudar.

Outros hábitos que podem fazer bem para quem possui Síndrome do Intestino Irritável são a prática de exercícios regulares e a ingestão de alimentos probióticos.

Em contrapartida, ingerir especiarias como gengibrehortelã-pimentacamomila e erva-doce podem ajudar a reduzir os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

Tratamento da Síndrome do Intestino Irritável

Quando as mudanças no estilo de vida não funcionam para amenizar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, o médico ou a médica podem recomendar o uso de medicamentos como laxantes, antidepressivos e antibióticos.

Fonte: Ecycle

Link: https:// síndrome do cólon irritável, Síndrome do Intestino Irritável, constipação, antibióticos, prisão de ventre, depressão, ansiedade, exercícios, especiarias,probióticos, prebióticos, doença celíaca,microbiota intestinal

quinta-feira, 21 de abril de 2022

Xô, insônia: dieta para melhorar a qualidade do sono

 Dados da Associação Brasileira do Sono (ABSono) indicam que mais de 70 milhões de brasileiros sofrem com insônia. Um distúrbio que, para algumas pessoas, pode parecer algo sem importância e fácil de resolver. Mas, que se for ignorado ou minimizado, pode trazer graves consequências para o bem-estar e a saúde.



“Muitas pessoas estão relatando problemas para dormir devido à ansiedade e ao estresse. Dormir pouco pode causar um aumento da pressão arterial, da frequência cardíaca e do hormônio do estresse, o cortisol, ainda mais em um quadro de insônia, que se caracteriza por diversas noites mal dormidas”, comenta a nutricionista .

Existem até mesmo algumas pessoas que acreditam que o seu organismo já se acostumou a dormir poucas horas. No entanto, isso pode ser um sinal perigoso. “Desregulações como a insônia indicam que há algo errado. Dormir pouco pode prejudicar concentração, criatividade, humor, capacidade de resolver problemas e até potencializar sentimentos de depressão, ansiedade, entre outros”, exemplifica a nutricionista.

A recomendação da nutricionista, no que diz respeito à alimentação e o sono, é evitar dietas com grandes restrições calóricas. Principalmente aquelas que prometem um emagrecimento acelerado. “Quando você come menos do que deveria, não demora muito para que os efeitos físicos e psicológicos da restrição apareçam, como a insônia. A perda rápida de alguns quilos não pode ser mais importante do que a sua saúde mental e física”, reforça.

Evite comer comidas pesadas antes de dormir. A noite, sempre é melhor para a digestão fazer duas horas antes de dormir sua última refeição e que seja leve.

Fonte: Saúde em dia

Link: https:// insônia, sono tranquilo, dieta para sono tranquilo, dormir bem, deita saudável, vida saudável

segunda-feira, 18 de abril de 2022

Receitas de Lanches light

 Saber como emagrecer sem passar fome, talvez, seja o grande tesouro do século. No entanto, a busca por um estilo de vida mais saudável, em um mundo onde as escolhas alimentares estão cada vez mais pautadas na velocidade de preparo e no sabor agradável, tende a deixar tudo mais complexo. Os pratos que, geralmente, atendem essas duas características costumam ser ultraprocessados e repletos de gorduras saturadas, carboidratos de alto índice glicêmico e produtos químicos. Tudo que é preciso evitar para ter uma dieta balanceada.



Para fugir disso, muitos acreditam que a única saída é diminuir o número de refeições e comer o menos possível. A grande questão, porém, é que a chave para o sucesso da boa alimentação está na qualidade dos alimentos e, não necessariamente, na quantidade. Para demostrar como emagrecer sem passar fome e, muito menos, gastar um tempo precioso na cozinha, consultamos algumas nutricionistas .Elas separaram quatro receitas rápidas de lanches com, no máximo, 100 calorias. Confira:



1) Biscoitos integrais com requeijão light

Um lanche muito rápido e simples de fazer. Basta espalhar uma colher rasa de requeijão light em quatro unidades de biscoitos integrais. Atente-se apenas ao rótulo da bolacha escolhida. Verifique se a farinha de trigo integral está no topo da lista dos ingredientes. Caso contrário, é sinal de que o produto não é tão integral assim e o efeito não será o mesmo.

“O leite e seus derivados, como o requeijão light, podem auxiliar no controle do peso corporal porque o cálcio, presente nesses alimentos, atua na prevenção do armazenamento do excesso de gordura”, diz Maria Fernanda, ressaltando a praticidade para emagrecer sem passar fome.

2) Salada de frutas

Já descobrimos por aqui os benefícios de inúmeras frutas. Sabemos que o abacaxi pode fortalecer os músculos, o morango auxilia na perda de peso e o abacate controla o colesterol, por exemplo. Que tal unir todas essas vantagens em uma salada colorida, saborosa, nutritiva e como poucas calorias? E não precisa, necessariamente, utilizar essas frutas citadas acima.

“Coloque em uma taça ½ maçã pequena picada, ½ banana pequena picada e polvilhe com 1 colher rasa de sobremesa de cereal matinal integral com baixo teor de gorduras”, sugere Maria Fernanda.

3) Sanduíche integral de alface e salmão defumado

Bateu aquela vontade forte de comer algo mais robusto durante a tarde e você está de dieta? Calma, vamos mostrar como emagrecer sem passar fome. Uma boa alternativa é fazer um sanduíche com duas fatias de pão integral light, uma folha de alface e duas fatias finas de salmão defumado. Pronto, teremos nutrição, sabor e poucas calorias. De forma rápida e prática.

4) Torradas com ricota

Mais uma prova de que, mesmo que você não tenha nenhum talento ou tempo disponível para cozinhar, dá para emagrecer sem passar fome sim. Basta separar duas torradas integrais — novamente atente-se ao rótulo para evitar surpresas desagradáveis. “E você pode, ainda, acrescentar uma colher de sopa de ricota, que tem 25 calorias e baixo teor de gordura”, sugere a nutricionista.

Fonte: Saúde em dia

https://receitas de lanches light, lanches light, lanche fit, cardápio light, culinária light, emagrecimento, lanche saudável, nutrição saudável, alimentação saudável

sábado, 16 de abril de 2022

FELIZ PÁSCOA A TODOS!

 Essa época do ano, as famílias se reúnem para confraternizar e comemorar essa data especial.

Desejo a todos uma Páscoa com harmonia, paz e alegria!


Um grande abraço da Nutri,

Patrícia Brigagão Mendes

DICAS DE EMAGRECIMENTO

 Coma de tudo com dicas incríveis e receitas que a ajudarão a emagrecer. É possível conquistar a tão almejada silhueta enxuta sem abdicar dos prazeres da culinária brasileira.

Primeiro pergunte a si mesma se realmente você quer emagrecer. Quer mesmo? É determinada? Sendo a resposta positiva, encare o processo com firmeza, serenidade e principalmente disciplina.

Nas dicas abaixo há segredinhos incríveis que reduzem (mesmo!) calorias daquilo que tanto você mais gosta em suas receitas (principalmente as doces). Sempre seguindo as dicas, fica tudo liberado! Se até esse verão não foi possível, não se preocupe, durante todo o ano vá se preparando para o próximo. Enfim, vai valer a pena seguir as dicas, sem dietas ditas milagrosas, sem sofrimentos de última hora,  porque ao chegar o final do ano já estará preparada para ir à piscina ou praia.

Receita de 10 Melhores Dicas para Perder Calorias e Emagrecer - As-10-melhores-dicas-para-perder-calorias-e-emagrecer-2

1- Atacando a despensa: Com certeza você tem uma despensa ou armário onde você guarda os mantimentos. Visualize tudo o que tem e vamos para o ataque: Anote o que seria possível trocar na próxima ida ao supermercado. Exemplo, creme de leite tradicional será substituído por creme de leite light. Biscoitos comuns por biscoitos diet ou integrais, achocolatado comum por achocolatado dietético, refrigerante comum por refrigerante light ou zero, leite de caixa integral por leite desnatado, fruta em calda comum por fruta em calda light, adoçante comum e adoçante culinário devem ser habitual, margarina comum pela margarina light, queijo de minas por cottage, leite de coco tradicional por leite de coco light, coco seco ralado tradicional por coco seco ralado light, e assim por diante.

2– Líquidos: Complementar a alimentação com sucos também é a forma mais sábia e simples de permanecer bem alimentado e manter o peso. Para termos a ingestão diária por volta de 2,5 litros de líquidos, conseguimos boa parte desse total  contido nos alimentos que ingerimos, na água que bebemos e em sucos. Evite beber líquidos durante as refeições.

3- Recomendações: Perder peso sem comprometer a saúde somente é possível combinando atividade física, dieta e, em alguns casos, medicação. Nunca utilize medicamentos por conta própria. A orientação de um profissional especializado é imprescindível. Um nutricionista poderá ajudá-lo a viver melhor e com mais saúde. Só ele poderá elaborar cardápios personalizados e mais adequados às suas necessidades.

4- Reduzindo teor de gordura: Reduza o teor de gordura dos alimentos e emagreça suas sobremesas preferidas. Veja alguns exemplos: em 1 colher (café) de margarina comum há 36 calorias enquanto a margarina light na mesma proporção há 18 cal. Uma fatia de queijo minas possui 93 cal. e o cottage possui 21 cal. Em um copo de leite integral há 152 cal enquanto o desnatado na mesma proporção há 90 cal.

Receita de 10 Melhores Dicas para Perder Calorias e Emagrecer - As-10-melhores-dicas-para-perder-calorias-e-emagrecer

5- Bolos e Tortas: Um bolo simples (sem calda, recheio e cobertura) é permitido mas saiba que, o bolo industrializado tem menos calorias que o caseiro. O bolo caseiro contém 307 calorias enquanto o industrializado tem 195 calorias (1 fatia média). Bolos com recheios e cremes representam 420 calorias por pedaço. Em cheesecake, substitua 400 gramas de cream cheese que contém 1.200 calorias pela ricota que possui 600 calorias. Geleias diet são boas para recheios ou coberturas contendo aproximadamente 12 calorias por colher (sopa). Em vez de preparar massa de torta tradicional, prepare-a com biscoitos ou torradas trituradas.

6- O chocolate: Biscoito recheado de chocolate deve ser evitado (biscoitos recheados e amanteigados). Invista nos biscoitos integrais. Uma fatia de bolo simples de chocolate possui 147 calorias enquanto 100 gramas de barra de chocolate ao leite com avelãs possui 507 calorias, por isso, prefira o pedaço de bolo. Chocolate em pó; invista no em pó diet. Substitua flan de chocolate por um copo de leite desnatado com 1 colher (sopa) de achocolatado light e economizará 54 calorias. O chocolate amargo tem menos colesterol e mais cacau, um excelente antioxidante. O chocolate ao leite possui alto índice glicêmico, que dispara os picos de fome.

7- Leite condensado e Creme de leite: Três colheres (sopa) de creme de leite = 225 calorias. Três colheres (sopa) de chantilly = 270 calorias. Em sobremesas como salada de frutas , por exemplo, substitua o creme de leite ou chantilly por suco de fruta com meio pote de iogurte desnatado. Uma colher (sopa) de leite condensado na salada de frutas é permitido mas opte por frutas mais aquosas como melão, melancia, pera ou maçã. Experimente Leite Condensado Light para Doces: 1 xícara (chá) de leite em pó desnatado; ¾ xícara (chá) de água quente; ½ colher (sopa) de margarina light; 1 xícara (chá) de adoçante (forno e fogão); 1 colher (café) de essência de baunilha. Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve a mistura à geladeira por 12 horas. Pronto! Poderá fazer brigadeiro, beijinho ou outros doces de sua preferência.

8 – Frutas: Dê preferência às frutas frescas. Pode preparar sucos naturais, mas é preciso ter mais cuidado, pois na forma de suco a quantidade consumida de frutas costuma ser maior do que quando ingeridas in natura. Para não exagerar na quantidade de açúcar presente nas frutas (frutose), utilize no máximo duas porções de fruta e dilua a polpa do suco em água ou água de coco, acrescentando adoçante se necessário.

9- As refeições: As refeições devem ser feitas em lugares tranquilos e sem pressa. Mastigue várias vezes cada garfada, isso fará com que você sinta saciado ingerindo a quantidade certa dos alimentos.
Saladas: Para estimular o consumo de salada, procure deixá-la bem colorida, acrescentando pedaços de frutas como pera em fatias, gomos de laranja, manga picada, uvas passas. Evite adicionar molhos prontos industrializados, priorizando azeite de oliva com moderação, vinagre, limão ou aceto balsâmico. Poderá optar por preparar um molho saudável, à base de iogurte desnatado.
Peixes: Consuma peixes ricos em Ômega3 como salmão, arenque, cavalinha, sardinha e atum.

10- Atividade física: Atividade física é primordial para manter uma vida saudável.Fugir do sedentarismo estimula a circulação e o bem-estar geral. O trabalho físico em academias deve ser realizado com acompanhamento profissional, respeitando as características individuais, os limites impostos pela idade e as condições físicas de cada indivíduo. Caminhe!! É de graça!! Caminhe durante 1 hora, no mínimo 3 vezes por semana. Saiba que nada é fácil e o trabalho sobre si mesmo é longo e muitas vezes árduo. Lembre-se sempre que os milagres só ocorrem com a graça de Deus.

Fonte: receitas da Mãe



lINK: HTTPS://#10 Melhores Dicas para Perder Calorias e Emagrecer # Receitas de Mãe #receitasdemae.com.br/receitas#10-melhores-dicas-para-perder-calorias-e-emagrecer/#EMAGRECIMENTO #dicas de emagrecimento #perder peso # vida saudável

sexta-feira, 15 de abril de 2022

Receita de bacalhau para a Páscoa!

 Neste período de Páscoa, não pode faltar uma receita de bacalhau!

Trouxe uma Receita d que irá revolucionar as celebrações na sua casa! 


😉 Uma receita fácil, deliciosa e saudável.

Desejo a todos uma Feliz Páscoa, com amor, perdão, somente sentimentos bons e construtivos!





Gostou da receita? Se tiver outra, pode me enviar!

Um grande abraço,

Patrícia Mendes


terça-feira, 12 de abril de 2022

Como controlar as calorias nesta época de Páscoa?

 Emagrecer sem resistir às tentações da Páscoa. Sonho? Não, pode ser realidade caso você queira de fato eliminar os quilinhos indesejáveis.

A Páscoa traz consigo um sentimento de harmonia e nos mostra que apesar de tudo há esperança. Podemos espalhar este conceito para todas as áreas de nossa vida, social, econômica, emocional. Enfim, sempre poderemos alcançar nossos objetivos se realmente quisermos. E não foge à regra a questão do emagrecimento. Para tudo deve haver um limite e, no que se refere à alimentação, essa é uma das leis: quantidade adequada de alimentos = uma boa saúde.
Um dos alimentos que não pode faltar na Páscoa é o tradicional chocolate. São muitas as maneiras que ele pode ser consumido. Ovos, bombons, ovinhos, em barra, seja como for, ele é bem comum entre nós, mas é preciso tomar cuidado com este alimento.
Rico em carboidratos e gorduras, o chocolate fornece muitas calorias. Para se ter uma idéia, uma barra pequena de chocolate ao leite (30g) fornece em média 170,40 kcal. Ou seja, quase 200 calorias numa sobremesa. Para quem quer emagrecer esse valor é muito alto.
Seria necessário para gastar 200 kcal, fazer 50 minutos de caminhada ou 50 minutos de ciclismo, tudo isso por causa de uma mísera barrinha de chocolate. Na Páscoa há quem devore meio ovo brincando. Agora imagine quantas horas de exercícios físicos não serão necessários para gastar tanta caloria.
Por isso, faça o seguinte: não deixe de comer o seu chocolate, mas prefira-o sem muitos cremes, doce de leite, avelãs, amêndoas, entre outros. E coma devagar e aos poucos, para que não haja um ganho de peso acentuado.

Não esqueçam que o chocolate diet não favorece o emagrecimento. Muitas pessoas acreditam que esse tipo de chocolate possui menos calorias e dessa forma é um bom substituto para o chocolate tradicional, mas isso não é verdade. O chocolate diet é isento de açúcar, mas possui grande quantidade de gordura e por isso não ajuda quem quer eliminar peso.
No tradicional almoço de Páscoa, faça preparações mais saudáveis com muita salada colorida, legumes, carne branca como peixe, frango ou aves. Outra dica importante é sempre dar preferência aos alimentos integrais que possuem mais nutrientes, como o arroz integral.
Pegando o embalo do peixe da Sexta-Feira Santa, vamos consumir mais este alimento lembrando de todos os seus nutrientes como vitamina B1, D, sódio, magnésio, proteínas, além de ácidos graxos ômegas 3 e 6 que são grandes combatentes de doença cardiovascular. Possuem ainda gordura insaturada que é o tipo de gordura que não aumenta o colesterol sangüíneo.
Para a sobremesa (se o chocolate não for suficiente), escolha uma preparação com frutas que será menos calórica, mais barata e muito mais saudável, rica em nutrientes: frutas frescas ou salada de frutas.

Comemore a sua Páscoa com a família, com os amigos e não perca o espírito de união, de fraternidade, faça um gesto carinhoso com quem você gosta: divida também o seu chocolate. Seus amigos e sua barriguinha agradecem.
Fonte: Mais Equilíbrio

terça-feira, 5 de abril de 2022

Transtorno alimentar: estresse pode agravar condição

 Transtorno alimentar é coisa séria. Principalmente se ele é agravado por algum tipo de situação emocional, como o estresse, viu? Segundo levantamento realizado pelo Programa Mental Health, aproximadamente 30% das pessoas que buscam atendimento fazem referência a alguma alteração nos hábitos alimentares por conta de algum tipo de sofrimento emocional.



“Situações de estresse podem desencadear distúrbios alimentares em pessoas que têm predisposição a esses tipos de transtornos”, explica a psiquiatra Luciana Vargas.

De acordo com a médica, transtornos alimentares possuem causas multifatoriais que abrangem genética e ambiente. Além disso, existe um período da vida em que o problema costuma ter início: na adolescência.

“Existe a possibilidade de redes sociais funcionarem como gatilhos para distúrbios alimentares, sobretudo em adolescentes, pois potencializam a divulgação de padrões de beleza inacessíveis”, acrescenta.

A psiquiatra Luciana Vargas enfatiza o efeito da pandemia entre os jovens nos aspectos de saúde mental e a relação com a alimentação. “De acordo com estudo recente, publicado na revista Pediatrics, a hospitalização de adolescentes nos Estados Unidos por transtornos alimentares mais que dobrou nos primeiros 12 meses de pandemia quando comparado aos últimos três anos antes da Covid-19.”

Compulsão alimentar, bulimia e anorexia são os transtornos mais conhecidos. Os pacientes têm, em comum, uma forte crença de distorção de sua imagem corporal.

O tratamento deve ser multidisciplinar, com psiquiatra, psicólogo, nutricionista e clínico geral. “A abordagem terapêutica envolve psicoterapia cognitivo-comportamental e o uso de antidepressivos como inibidores seletivos da recaptação de serotonina ou o uso de agentes para o comer compulsivo”, esclarece a médica.

“Fiquei 22 anos doente”, diz Daiana Garbin

A jornalista e escritora Daiana Garbin, uma das vozes mais influentes quando o assunto é saúde, contou sobre o período em que sofreu transtornos alimentares:

“Hoje sei que começou aos 12 anos. Porém, tive o diagnóstico e iniciei o tratamento apenas aos 34. Foi um período de sofrimento imenso. Naquela ocasião, eu não sabia que transtorno alimentar era uma doença, tinha tratamento e cura”, conta.

Daiana é autora do livro "Fazendo as pazes com o corpo" (Editora Sextante, 2017). “A pior coisa em casos de transtorno alimentar é a família desmerecer esse sofrimento. Isso acontece muito nas doenças mentais, pois como são silenciosas, as pessoas sentem dificuldade de acreditar na dor que causam”, afirma.

Ajuda aos diferentes casos

Pesquisas apontam que a anorexia nervosa é um distúrbio alimentar com alta taxa de mortalidade; entre 15% e 20%. Os pacientes correm o risco de restringir o consumo de alimentos a ponto de atingirem um grau extremo de desnutrição. Porém, continuam a se sentir gordos. É alta a incidência em mulheres jovens, especialmente.

Portadores de bulimia, por sua vez, apresentam episódios incontroláveis de consumo de alimentos e, em seguida, têm reações desproporcionais para evitar ganho de peso, como provocar vômito e usar medicamentos laxantes. Já o transtorno da compulsão alimentar come exageradamente e sofre em virtude da falta de controle sobre a ingestão da comida.

A psiquiatra Luciana Vargas salienta que não se deve insistir para um paciente comer ou parar de comer, já que essas doenças envolvem negação de seu estado e falta senso crítico em relação ao problema. “No entanto, é fundamental insistir para que busque ajuda de profissionais de saúde especializados em transtornos alimentares”, diz.

“Em geral, pensamos que sofrimento com comida se refere a quem não tem o que comer, e não com quem tem acesso a alimento. Essa doença é complexa e envolta em muitos preconceitos – mas tem cura!”, finaliza Daiana Garbin.

Fonte: Luciana Vargas, doutora e mestre em Psiquiatria e Psicologia Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e psiquiatra da rede Care Plus./ Alto Astral

Link: https:// trasntorno alimentar, anorexia, bulimia, diabulimia, compulsão alimentar, dieta para transtornos alimentares, obesidade, magreza, distorção da imagem,