terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

5 DICAS PARA ESCOLHER UM NUTRICIONISTA

 Um profissional é imprescritível na hora que decidimos nos alimentar melhor. E por isso, a busca por nutricionistas deve ser levada a sério e de maneira criteriosa para que você encontre um equilíbrio entre suas vontades e sua saúde.




Você sabe como escolher um bom profissional?

TENHA SEU OBJETIVO EM MENTE

É importante, antes de tudo, ter claro o objetivo da sua ida ao nutricionista. Você quer se alimentar melhor? Ganhar massa magra? Emagrecer? Cortar o consumo de carne? Vai realizar uma cirurgia? Há várias possibilidades, assim como existem vários profissionais.

Se você já escolheu seu objetivo, ótimo! Foque em profissionais especializados nessa área, pois assim ele já terá um vasto conhecimento na área além de experiência prática e aprimoramentos que poderão ajudar a ter um melhor resultado.

 

BUSQUE POR REFERÊNCIAS

Uma rede de conversas pode ser a melhor maneira de conhecer ótimos profissionais, aliás indicações não são feitas atoa. Mas, também há a possibilidade de acessar o site do conselho regional de nutrição onde se pode encontrar todos os profissionais que estão habilitados para trabalhar, e quais as suas especializações.

"Se de repente for fazer um procedimento cirúrgico, trabalhar com um profissional da equipe, se estiver procurando um profissional para seu filho conversar com outras mães ou com alguém da escola para checar se talvez não tenham um profissional para indicar, se for fazer um tratamento para ganho de peso ou um tratamento oncológico, ver a indicação do médico oncologista, pode ser que ele trabalhe com um nutricionista".

 

MARQUE UMA CONSULTA

Encontrou um profissional que se encaixa nos seus requisitos? Marque uma consulta! Pode ser que, apesar do mesmo preencher todas as lacunas, na prática a consulta não seja bem o que você espera, por isso, é muito importante de fato conhecê-los antes de fazer sua escolha definitiva.

Alguns pontos que devem ser perguntados pelo profissional são sobre seus hábitos de vida, qual seu objetivo com a consulta, suas intolerâncias e aversões, alergias alimentares, como é seu hábito intestinal, consumo de água, qualidade do sono, sobre as práticas de atividades físicas, uso de medicamentos, doenças pré existentes, doença familiar, hábitos de consumo de alimentação no dia a dia, bebidas alcoólicas. E todas elas são indispensáveis na hora de montar o seu cardápio alimentar.

 

QUANDO SABER QUE O PROFISSIONAL NÃO É O CORRETO

Nem todos irão agradar, isso é claro. Muitas vezes, pode até não ser algo ligado -diretamente- com o profissional, mas com a maneira como o mesmo conduz a consulta.

Quando falamos do que o profissional não pode fazer na consulta, é muito característico. "O profissional precisa ser extremamente ético, precisa ouvir, respeitar e não julgar o problema ou objetivo. Estar ali para ajudar dando um suporte e orientação, aquele profissional que faz as vezes comentários grosseiros ou pejorativos, não é um bom profissional, ou aquele que não pergunta nada, faz o atendimento em cinco minutos e entrega qualquer coisa, não orienta, explica ou tira a dúvida, não será o mais indicado. É importante ter esta atenção e este cuidado para escolher um profissional que te traga segurança, entenda seu problema e esteja do seu lado, precisa ser uma parceira" conta a profissional.

 

SAIBA SE O PROFISSIONAL POSSUI AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA A CONSULTA

Além da balança, hoje existem diversas ferramentas de precisão que prometem auxiliar na avaliação dos resultados como por exemplo a bioimpedância, ou as medidas do adipômetro para ver o porcentual de gordura, massa magra.  Claro, talvez no começo, quando o foco é (por exemplo) na perca de peso, esses aparelhos não sejam extremamente necessários. Mas após um período, quando processos como a diminuição no percentual de gordura ou ganho de massa magra começam a serem fatores importantes, a bioimpedância e o adipômetro se tornam indispensáveis.

Fonte:Boa Forma

Link: https:// boa nutricionista, nutricionista competente, nutricionista clínica, nutricionista comportamental, nutricionista atualizada

Nenhum comentário:

Postar um comentário