quarta-feira, 14 de julho de 2021

Novo estudo revela como a perda de sono afeta o bem-estar físico e mental

 Basta três noites consecutivas de perda de sono para causar uma grande deterioração do seu bem-estar mental e físico. Um novo estudo publicado na revista Annals of Behavioral Medicine analisou as consequências de dormir menos de seis horas por oito noites consecutivas – a duração mínima do sono que os especialistas dizem ser necessária para manter a saúde ideal em adultos comuns.



O autor principal Soomi Lee, professor assistente na Escola de Estudos do Envelhecimento da Universidade do Sul da Flórida, descobriu que o maior salto nos sintomas apareceu após apenas uma noite sem dormir. O número de problemas mentais e físicos piorou continuamente, com pico no terceiro dia. Nesse ponto, a pesquisa mostra que o corpo humano se acostumou relativamente a repetidas perdas de sono. Mas tudo isso mudou no dia seis, quando os participantes relataram que a gravidade dos sintomas físicos estava no seu pior.

“Muitos de nós pensamos que podemos pagar nossa dívida de sono nos fins de semana e ser mais produtivos durante a semana”, disse Lee. “No entanto, os resultados deste estudo mostram que ter apenas uma noite sem dormir pode prejudicar significativamente o seu funcionamento diário.”

Os dados fornecidos pelo estudo Midlife in the United States incluíram quase 2.000 adultos de meia-idade que eram relativamente saudáveis ​​e com boa educação. Entre eles, 42% tiveram pelo menos uma noite de sono perdido, dormindo 1 hora e meia a menos do que suas rotinas normais. Eles registraram seus comportamentos mentais e físicos em um diário por oito dias consecutivos, permitindo aos pesquisadores revisar como a perda de sono causa desgaste e dilaceração no corpo.

Os participantes relataram um acúmulo de sentimentos de raiva, nervosismo, solidão, irritação e frustração como resultado da perda de sono. Eles também experimentaram mais sintomas físicos, como problemas respiratórios superiores, dores, problemas gastrointestinais e outros problemas de saúde. Esses sentimentos e sintomas negativos foram continuamente elevados ao longo dos dias consecutivos de perda de sono e não voltaram aos níveis basais, a menos que tivessem uma noite de sono de mais de seis horas.

Cerca de um terço dos adultos norte-americanos dormem menos de seis horas por noite. Lee diz que, uma vez que isso se torna um hábito, é cada vez mais difícil para seu corpo se recuperar totalmente da falta de sono, continuando o ciclo vicioso de piora do bem-estar diário, que pode impactar profissionalmente. Um estudo anterior liderado por Lee descobriu que perder apenas 16 minutos de sono pode afetar o desempenho no trabalho. Suas descobertas anteriores também mostram que uma pequena perda de sono pode diminuir a consciência diária, que é um recurso crítico para controlar o estresse e manter rotinas saudáveis.

Lee diz que a melhor maneira de manter um bom desempenho diário é reservar mais de seis horas para dormir todas as noites.

Fonte: Isto é

Link: https:// ansiedade, sono, sono tranquilo, bem estar, qualidade de vida, menos estresse, menos doenças, melatonina