sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Nutrição Comportamental, como pode ajudar no emagrecimento?

 Precisamos ampliar nossa visão e lembrar que o ser humano se nutre de alimentos e sentimentos. Quando falamos sobre o que é nutrição comportamental, consideramos o peso e outras coisas também.

Porque é claro que o peso é um critério importante; mas também procuramos entender o contexto social em que o paciente se insere, os hábitos, o histórico, o estilo de vida que leva, entre outros fatores.

Podemos dizer que essa abordagem é mais focada no indivíduo e na sua relação com a comida. O tratamento envolve ajudar a pessoa a recuperar autonomia, ou seja, suas noções de fome e saciedade e voltar a comer de forma mais consciente.



Como ocorre a perda de peso?

Como o foco principal da nutrição comportamental é resgatar o prazer em comer, tornando a relação com o alimento mais saudável, a perda de peso não é tão imediata como acontece com algumas dietas. No entanto, isso está longe de significar que ela seja inexistente.

Os números diminuindo na balança passam a ser uma consequência do autoconhecimento. A pessoa passa a aprender a identificar suas emoções e a não buscar consolo nos alimentos, como acontece quando o estresse e a ansiedade tomam conta da rotina. Essa atitude está diretamente ligada com a perda de peso — ou seja, ela é consequência de uma série de comportamentos.

Isso pode parecer um ponto negativo, mas a permanência desses aprendizados pode ser a peça chave para conquistar os seus pacientes. Basta mostrar que não é preciso cortar nada da alimentação, apenas fazer escolhas certas nos momentos certos, respeitando as necessidades e as reações do corpo.  


Quem pode se beneficiar com a nutrição comportamental?

Não há restrições na nutrição comportamental. Afinal, estabelecer um vínculo saudável com a comida é uma excelente forma de começar a melhorar a alimentação em qualquer faixa etária.

Tal melhora é sucedida por escolhas inteligentes feitas não por obrigação ou devido a dietas restritivas, e sim ao conhecer o próprio corpo e suas necessidades.

Pessoas que não conseguem colocar dietas em prática ou que não conseguem se organizar para estabelecer uma alimentação saudável costumam ter bons resultados com esse método, pois passam a compreender a sua relação com a comida, o que facilita a mudança. Na maioria das vezes, é apenas isso que falta para essas pessoas se tornarem mais saudáveis.


Qual profissional pode te ajudar?


Nutricionista, Coach de Emagrecimento e psicólogos


Fonte: Nutrisoft

Link: https:// nutrição comportamental, nutrição, neurociência, emagrecimento, comer de forma consciente, dietas, psicologia, nutrição positiva, coaching de emagrecimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário