quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Konjac: o que é quais são seus usos

 

O alimento konjac é derivado do bulbo da planta e é comercializado em forma de suplementos alimentares, farinhas e gelatinas. Além do seu uso culinário, a planta é aproveitada em outras áreas. Sua raiz, por exemplo, é usada na confecção de esponjas. 



Uso alimentício 

konjac é composto majoritariamente de água, contendo poucas calorias (cerca de 7 kcal por 100g). Seu uso foi popularizado entre pessoas em dieta por conta de seus benefícios na perda de peso. 




Contudo, uma pesquisa realizada em 2014 não conseguiu relacionar a perda de peso com o glucomanano, o que era esperado. É possível que a fibra dietética retarde o processo digestivo, fazendo com que a pessoa se sinta cheia por mais tempo. Além disso, o seu uso foi a causa de diversos efeitos colaterais como desconforto abdominal, diarreia e constipação. 

Benefícios

O uso do konjac, entretanto, ainda pode ser benéfico para a saúde.

Diabetes

Uma pesquisa realizada no Risk Factor Modification Centre no St Michael's Hospital entre 2002 e 2003 comprovou que o uso do glucomanano de konjac em conjunto com o ginseng americano pode resultar na melhora moderada no controle de diabetes tipo 2. 

Colesterol

Foi comprovado que 3 gramas de glucomanano por dia podem ser uma chave para a diminuição do colesterol. Em 2019, o glucomanano de konjac foi usado em um experimento em ratos e foi observado que os níveis de colesterol ruim nos animais diminuíram.

Pele

konjac também é composto por ceramidas. Ceramida é um lipídio composto por álcool insaturado de 18 carbonos esfingosina e um ácido graxo de cadeia longa, unido mediante uma ligação amida. Elas constituem cerca de 40% a 65% das células do estrato córneo, a camada mais externa da epiderme. 

A ceramida previne a perda de hidratação da pele e age como um escudo, a protegendo.

 Malefícios

O suplemento de konjac foi banido na Austrália por ser um fator em possíveis sufocamentos. Sua ingestão em forma de gelatina também pode causar sufocamento, principalmente em crianças.

Em 2018, uma mulher australiana ingeriu um pacote de macarrão de konjac e teve que ser hospitalizada — o macarrão não foi digerido e criou um bloqueio em seu estômago, causando dor abdominal e vômito.

A planta também é associada a problemas gastrointestinais como dores abdominais, náusea, diarreia, inchaço e gases.

Outros usos

konjac também está presente na indústria da beleza e de cuidados com o corpo. A comercialização de buchas feitas a partir da raiz dessa planta é popular entre os amantes de skincare

A bucha promete ser um esfoliante gentil que pode ser usada em peles sensíveis, em casos de rosácea e pele seca, auxiliando a remoção da pele morta. Ela também ajuda a tirar a maquiagem, segura para passar nos olhos dependendo do produto que ela absorveu.

A bucha de konjac também tem seu lado negativo. Embora algumas empresas prometem, ela não ajuda na melhora da acne mesmo com o auxílio do carvão ativado presente em algumas fórmulas. 

Além disso, ela tem uma vida útil, podendo ser usada por apenas um mês. Então, embora ela seja uma alternativa natural, ela pode não ser tão sustentável. Mesmo sendo feita de material compostável as embalagens usadas na indústria são muitas vezes feitas de plástico, portanto é necessário pesquisar alternativas mais benéficas ao meio ambiente. 

 Fonte: Ecycle

Link: https:// konjac, emagrecimento, compostável,calorias, glucomanano,skincare, ceramida, suplementos alimentares

 

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Como acabar com o estresse: atividades físicas podem melhorar a saúde mental


Saber como acabar com o estresse é, sem dúvidas, um dos grandes desejos do ser humano moderno. Porém, inicialmente, precisamos lembrar que essa condição é, na verdade, um importante mecanismo de defesa que herdamos dos nossos ancestrais.



Nos tempos em que a maioria das pessoas precisavam caçar para ter o que comer, os picos de estresse funcionavam como uma espécie de alerta, para deixar o corpo pronto para desafios complexos. O coração acelerava para fornecer mais sangue aos músculos, a respiração ficava mais forte e o organismo, enfim, estava pronto para o confronto. 

Carregamos essa característica em nosso DNA até os dias atuais. E é por isso que, sempre que estamos em alguma situação de ameaça ou medo, sentimos os efeitos do estresse. No entanto, problemas no trabalho, conflitos familiares e trânsito, dificilmente nos permitem extravasar toda essa carga emocional que é naturalmente gerada pelo corpo.

Com isso, o organismo começa a acumular sentimentos ruins e hormônios do estresse. Fator que pode desencadear uma série de problemas e distúrbios mentais, como depressão e ansiedade. Para evitar que isso ocorra, uma das saídas é descarregar o estresse em atividades físicas.

“Quando nos exercitamos, ocorre a liberação de neurotransmissores como a serotonina que, entre outras funções, equilibram o humor. Os exercícios também liberam endorfina, que atua em nosso organismo como um analgésico, aliviando dores e o estresse", explica a educadora física Domitila Crislaine Antas.

O ideal é procurar por algum esporte ou atividade que lhe traga prazer e satisfação. Tente praticar aquilo que você gosta, independente da performance e da intensidade. Isso, por si só, já trata bons benefícios para a saúde mental.

Porém, a professora Domitila também indica algumas modalidades especiais para quem quer se livrar do excesso de estresse, como meditação, yoga e pilates. Ou até mesmo atividades mais intensas: jump, artes marciais e dança.

"As primeiras ajudam a desacelerar a mente do ritmo frenético em que vivemos e as últimas, em especial as artes marciais, promovem a disciplina e o autocontrole. Lembrando que todas têm benefícios, o essencial é sempre mesclar as modalidades para uma eficiência ainda maior", finaliza.

Fonte: Saúde em dia

Link: https://depressão, bom humor, ansiedade, exercícios, endorfina, hormônios do bem estar, alegria, mente saudável, mente positiva, emagrecimento

sábado, 27 de novembro de 2021

5 Dicas para controle de peso nas festas de fim de ano!

 Olá Pessoal!

O Natal está se aproximando e o Ano Novo também!

É uma época de muitas festas, happy hours, encontros no trabalho, etc. Ou seja, muita comilança e bebidas de um modo geral. Ao mesmo tempo, muitos querem perder peso para estar em forma no verão!



Então, pensando nisso, vou dar algumas orientações para ajudar vocês nesse período:

1) Antes de ir para uma festa ou happy hour, não vá com fome. Coma algo leve antes. ( 1 fruta, ou sopa ou iogurte), assim não perderá o controle sobre a quantidade dos alimentos.

2) Controle a quantidade das bebidas alcoólicas, estipule uma quantidade para você! Procure trocar a cerveja por gim ou vodka, assim beberá menos calorias. Entre uma bebia e outra beba água.

3) Para beliscar em barzinhos, procure escolher lugares que conheça o cardápio e que tenha opções mais light. ( Seguem alguma sugestões: espetinho de carne ou frango ou queijo, filezinho acebolado ou ao molho madeira, porção de queijo branco, salgado de forno, comida japonesa ( só os peixes).

4) Para as ceias de Natal e Ano Novo, procure opões de assados, com menos molhos e carne menos gordurosas ( ex: lombinho, chester, bacalhau, peru). Evite preparações com molhos e maionese. Coloque sempre uma boa salada gostosa e diferente para acompanhar as carnes. E as sobremesas, escolha a que mais gostar e coma um pedaço.

5) Nos dois dias seguintes, faça exercícios, caminhada, o que puder e coma bem pouco para compensar os exageros!

Gostou das dicas? Tem outras para sugerir? Coloque aqui seus comentários.

Visite meu Instagram: @patriciamendesnutricionista e meu facebook: Nuttrisaude

Patrícia Brigagão Mendes

Nutricionista

Link: https:// natal 2021, ano novo 2021, festa de fim de ano, festas na quarentena, emagrecimento, dicas de natal, dicas de emagrecimento na quarentena, dieta, cardápio natalino


quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Pão Fit de Couve-Flor

 

A couve-flor é ideal para adeptos da dieta low carb.

Uma xícara (chá) do ingrediente tem apenas 5 g de carboidratos.

Também aporta vitaminas A, K, B; e minerais como magnésio, potássio e fósforo.

E, claro, não contém glúten.

Ainda por cima, é um vegetal crucífero.

Rica em fibras, esta classe configura alimentos ideais para emagrecer.

Eles contêm glicosinolatos e tiocianatos (incluindo sulforafano e isotiocianato).

Estes compostos aumentam a capacidade do fígado de neutralizar substâncias tóxicas.

Trata-se de um poder detox deste alimento.

Esta capacidade dos crucíferos nos ajuda a reduzir a retenção de líquidos.

Por tudo isso, devemos aumentar seu consumo.

E vale no café da manhã, o que ainda traz funcionalidade à primeira refeição do dia.

Pois esta é a ideia deste pãozinho!

A receita a seguir fica pronta em 20 minutos e rende 10 unidades.



Ingredientes

1 couve-flor cozida
2 ovos
Sal e azeite a gosto

Modo de preparo

Triture a couve-flor no processador.
Junte os ovos e sal e mexa bem.
Na frigideira, jogue um fio de azeite.
Coloque 1 colher (sopa) da mistura.
Ajeite a massa e deixe dourar, virando dos dois lados.
Repita o processo para outra fatia até acabar.
Use com homus ou recheie como quiser.

Fonte: Lucilia Diniz

Link: https:// pão low carb, pão de couve flor, pão fit, receita fit, receita low carb, dieta low carb, cardápio low carb, emagrecimento, dieta

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

5 Orientações comportamentais que funcionam para controle de peso na Pandemia!

 No início da pandemia, a maioria das pessoas achavam que seria rápido. A ansiedade cresceu, o medo, as incertezas e tudo isso foi descontado na comida para a grande maioria. 



Qual o resultado?

Ganho de peso para um percentual grande da população de todas as idades.

Como resolver?

Aqui vão algumas dicas importantes:

1) Identifique as causas da sua ansiedade.

Se conseguir identificar, saberá se precisa de uma Psicóloga ou uma Nutricionista ou um Médico ou todos. Peça ajuda, não fique esperando piorar!

2) Procure relaxar de alguma maneira possível para você e que te agrade muito!

Pode ser passear, ler um livro, ir a praia, sair com um amigo ou amiga, viajar, fazer uma massagem corporal relaxante, enfim, procure algo que te traga prazer! Isso ajuda a aliviar a ansiedade.

3) Pratique algum tipo de atividade física ao ar livre, tome sol ! Isso traz boas energias, aumenta sua vitamina D, emagrece, aumenta sua imunidade e traz felicidade!

4) Evite comprar besteiras e guloseimas! Não tenha em casa. Assim evita a compulsão!

5) Durma pelo menos 7 horas por noite. Assim ficará mais bem disposto a enfrentar qualquer situação sem estar cansado e mal humorado.

Experimente esses 5 passos e depois em conte como você se sentiu!

Tenho certeza, que irá melhorar!

Patrícia Mendes

Nutricionista


domingo, 21 de novembro de 2021

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE USO DE ANABOLIZANTES

 

O uso de anabolizantes vem se tornando, a cada dia, um hábito comum, principalmente pelas pessoas que praticam esportes, para aumentar a competitividade, ajudar na cura de lesões ou simplesmente por questões estéticas.



Porém, o consumo excessivo desse tipo de produto é muito perigoso e pode causar danos irreparáveis ao corpo humano.

1. Os esteroides androgênicos anabólicos, mais conhecidos como anabolizantes, são um produto derivado principalmente da testosterona, hormônio responsável por muitas características que diferem homem e mulher. Eles atuam no crescimento celular e em tecidos do corpo, como o ósseo e o muscular.

2. O uso de anabolizantes gera efeitos colaterais, tanto em homens e mulheres, como: aumento de acnes, queda do cabelo, distúrbios da função do fígado, tumores no fígado, explosões de ira ou comportamento agressivo, paranóia, alucinações, psicoses, coágulos de sangue, retenção de líquido no organismo, aumento da pressão arterial e risco de adquirir doenças transmissíveis (AIDS, Hepatite).

3. No caso das mulheres, o uso de anabolizantes pode gerar características masculinas no corpo, como engrossamento da voz e surgimento de pelos além do normal. Além disso, aumento do tamanho do clitóris, irregularidade ou interrupção das menstruações, diminuição dos seios e aumento de apetite.

4. Nos homens, o excesso de anabolizantes pode causar aparecimento de mamas, redução dos testículos, diminuição da contagem dos espermatozoides e calvície.

5.Em adolescentes, as consequências podem ser piores, como comprometimento do crescimento, maturação óssea acelerada, aumento da frequência e duração das ereções, desenvolvimento sexual precoce, hipervirilização, crescimento do falo (hipogonadismo ou megalofalia), aumentos dos pelos púbicos e do corpo, além do ligeiro crescimento de barba.

6. Esses hormônios podem ser usados clinicamente e, ocasionalmente, serem prescritos sob orientação médica para repor o hormônio deficiente em alguns homens e para ajudar pacientes com aids a recuperar peso. Nos casos de necessidade clínica, os pacientes são indicados a tomarem apenas doses mínimas para apenas regularizar sua disfunção.

7. O uso das injeções de anabolizantes esteroides pode levar ao risco de infecção pelo HIV e vírus da hepatite, se as agulhas forem compartilhadas. Esteroides Anabólicos obtidos sem uma prescrição não são confiáveis, pois podem conter outras substâncias, os frascos podem não ser estéreis e, além disso, é possível que nem esteroides contenham.

8. Usar anabolizantes para fins estéticos ou para aumentar o rendimento esportivo é proibido, além de ser de grande risco para a saúde. Entretanto, por aumentarem a massa muscular, estas drogas têm sido cada vez mais procuradas e utilizadas por alguns atletas para melhorar a performance física e por outras pessoas para obter uma melhor aparência muscular.

9. Um estudo de 2007 traçou o perfil do usuário de anabolizantes no mundo. De acordo com os dados, o usuário típico não é o adolescente ou o atleta, mas o homem de cerca de 30 anos, bem educado e com renda alta, segundo um estudo publicado hoje. Foram pesquisados 2.663 homens e mulheres de 81 países, indicando que o motivo principal para o uso desses compostos é o aumento da musculatura.

10. Muitos atletas consomem anabolizantes a fim de conseguirem uma melhora na performance dentro do esporte. Os anabolizantes, quando entram em contato com as células do tecido muscular, aumentam o tamanho dos músculos do corpo humano. Porém, isso é caracterizado Doping, e o esportista pode ser punido por isso, como já ocorreu em inúmeros casos. Dependendo da situação, o atleta pode ser banido do esporte.

Fonte: SBEM

Link: https:// SBEM, anabolizante, testosterona, hormônios, ganho de músculo, ganho de massa muscular, efeitos dos anabolizantes, suplementos, suplementação, esporte,

 

sábado, 20 de novembro de 2021

O novo tratamento personalizado para os 4 tipos de obesidade

 Diferente do que dizem alguns gurus do emagrecimento, influenciadores e a publicidade, não existe uma pílula mágica, uma dieta revolucionária nem um tratamento ideal que funcionem como solução generalizável e absoluta para a perda de peso e para o combate à obesidade, segundo médicos da área.



Mas uma recente pesquisa realizada na prestigiosa Clínica Mayo, nos Estados Unidos, determinou categorias específicas de obesidade com o objetivo de estabelecer tratamentos personalizados para o combate à doença.

A Clínica Mayo é uma entidade sem fins lucrativos dos EUA fundada há mais de cem anos, com foco em saúde, educação e pesquisa.

"Há muita desinformação sobre o que pode ser feito para se perder peso", aponta o gastroenterologista Andrés Acosta, especialista em obesidade na Clínica Mayo, à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC). "E a perda de peso bem sustentada através dos tratamentos disponíveis continua sendo um desafio na prática clínica."

Segundo o especialista em obesidade, pelo que se sabe hoje, a forma mais eficaz de se perder peso exige uma combinação de cuidados: dieta, exercícios e um projeto de mudanças no estilo de vida.

Em alguns casos, pode ser necessário um segundo nível de tratamento com remédios, endoscopia ou cirurgia.

Entretanto, nem todos os pacientes respondem da mesma forma a estas diversas intervenções, e os resultados variam muito.

Por isso, Acosta e sua equipe foram investigar quais são as características particulares de pessoas com sobrepeso e, principalmente, obesidade.

Eles identificaram quatro "fenótipos" da obesidade e, com base nisso, realizaram estudos clínicos durante seis anos para definir a quais tratamentos cada um desses grupos responde melhor.

Confira as categorias identificadas pelos pesquisadores.

1. O cérebro 'faminto'

Aqui estão as pessoas obesas que não conseguem sentir saciedade, comendo continuamente e repetindo porções.

Por isso, cada refeição significa uma farta ingestão de calorias.

O cérebro e o sistema digestivo estão conectados, com o último sendo responsável por enviar sinais de saciedade ao primeiro. Mas, no caso de pessoas com o "cérebro faminto", "é como se esse sinal nunca aparecesse", explica Acosta.

2. O intestino 'esfomeado'

Este fenótipo inclui aqueles que comem porções normais, mas sentem fome novamente dentro de uma ou duas horas.

Isso também está relacionado às mensagens que o intestino deveria enviar ao cérebro, idealmente algo como: "Acabei de comer. Preciso de um tempo para digerir a comida e me sentir saciado".

Mas quando o intestino não funciona bem por algum motivo, esses sinais são perdidos e a sensação de fome volta rapidamente.

As pessoas afetadas tendem a comer várias vezes ao dia, entre as grandes refeições.

3. Alimentação 'emocional'

Pessoas que comem de forma atrelada às suas emoções, alegres ou tristes, em momentos de estresse ou ansiedade, pertencem a esse grupo.

"Quando têm um dia bom elas vão comprar no Dunkin 'Donuts (rede americana que vende rosquinhas) e quando têm um dia ruim... vão ao Dunkin' Donuts", resume Andrés Acosta.

4. Combustão lenta

O gastroenterologista diz que o quarto fenótipo é simbolizado pelos pacientes que chegam ao seu consultório dizendo que seu metabolismo "não está funcionando".

"Na verdade, eles têm um metabolismo ineficiente", explica o médico.

Estas pessoas não queimam as calorias correspondentes ao seu peso, altura, idade e sexo.

Na pesquisa realizada pela equipe da Clinica Mayo, esse foi o fenótipo menos comum. Concluiu-se que 22% dos pacientes estudados estavam nesta categoria, e o restante estava distribuído de forma bastante parecida entre os outros três grupos.

Também verificou-se que quase um terço dos participantes da pesquisa pertenciam a mais de um fenótipo.

Tratamentos

Uma vez classificados os fenótipos, é preciso identificar o melhor tratamento para cada um deles.

A equipe da Clínica Mayo desenvolveu um algoritmo para tratar 88 pacientes com medicamentos personalizados de acordo com seu fenótipo, enquanto outros 230 receberam o tratamento padrão.

Pacientes que receberam tratamento personalizado perderam 16% do peso em um ano, quase o dobro daqueles tratados com o método tradicional — estes perderam 9% do peso.

"É uma verdadeira mudança na prática médica contra a obesidade", comemora Acosta. "Deixemos para trás a ideia de que uma coisa vai curar a todos, e comecemos a pensar em tratamentos personalizados contra a obesidade, baseados em fenótipos fisiopatológicos."

Além de estabelecer com quais medicamentos específicos cada tipo pode ser tratado, é importante definir tratamentos multidisciplinares que incluam a opção de endoscopias, cirurgias, terapia psicológica — especificamente para o grupo de alimentação emocional — e dietas.

Acosta e sua equipe esperam que os resultados de suas pesquisas mudem a forma como é tratada a doença — hoje a principal causa do diabetes tipo 2, esteatose hepática e doenças cardiovasculares, entre outras.

"(Que) esqueçamos a ideia de que uma coisa vai curar a todos e comecemos a pensar em fazer um medicamento personalizado contra a obesidade, baseado em fenótipos fisiopatológicos."

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a obesidade triplicou em todo o mundo desde 1975. Existem 1,9 bilhão de pessoas com mais de 18 anos com sobrepeso e 650 milhões de pessoas obesas no mundo — os números são de 2016.

Fonte: BBC News

Link: https:// obesidade, OMS, Organização Mundial da saúde, fenótipos, tratamento da obesidade, Clínica Mayo, BBC News, pessoas obesas, emagrecimento, remédios para emagrecimento,dieta

domingo, 14 de novembro de 2021

Spirulina, o que é e para que serve?

 A spirulina ou espirulina é uma microalga que pode ser usada como suplemento alimentar, já que é uma excelente fonte de proteínas, minerais, vitaminas do complexo B, ferro e antioxidantes, como a ficocianina e o ácido gálico.

Entre os benefícios da spirulina para a saúde, destacam-se a prevenção de doenças do coração, como infarto, aterosclerose e derrame. Além disso, a microalga também auxilia no tratamento da diabetes, da rinite alérgica e no ganho de massa muscular.

A spirulina é um superalimento comercializado na forma desidratada em comprimidos, cápsulas ou em pó e pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e suplementos. A dose e forma de ingestão recomendada varia de acordo com a finalidade de uso do suplemento.



As principais indicações da spirulina para a saúde incluem:

1. Melhorar a disposição

Por ser uma ótima fonte de proteínas, a spirulina fornece boas quantidades de energia para o organismo. Além disso, a microalga tem um efeito prebiótico, fortalecendo as bactérias boas do intestino. Com a flora intestinal equilibrada, há uma maior produção da vitamina B6 que contribui diretamente para o aumento da energia e disposição. 

2. Auxiliar no tratamento da anemia

A spirulina é fonte de ferro, um mineral fundamental para a produção de hemoglobina, um componente dos glóbulos vermelhos no sangue. Assim, a ingestão da microalga pode aumentar os níveis de hemoglobina no sangue, auxiliando no tratamento da anemia.

A ingestão de 6 comprimidos com 500 mg de spirulina cada, divididos ao longo do dia, por 12 semanas, pode aumentar a produção de hemoglobina e melhorar a anemia [1]. Porém, o uso e a quantidade de spirulina deve ser orientado por um médico ou nutricionista.

3. Diminuir colesterol “ruim” e triglicerídeos

A ficocianina, o principal antioxidante presente na spirulina inibe a absorção de colesterol no intestino, diminuindo os níveis de gordura no sangue.

Além disso, outros antioxidantes presentes na spirulina, como betacaroteno e o ácido gálico também contribuem para a redução dos níveis de colesterol total, do colesterol “ruim”, o LDL, e triglicerídeos do sangue, prevenindo doenças como infarto, aterosclerose e derrame.

A suplementação com 4g de spirulina por dia, durante 6 semanas, pode ajudar a diminuir os níveis de triglicerídeos, de colesterol total e do colesterol LDL, além de aumentar o colesterol “bom”, o HDL no sangue. [2]. Porém, é importante lembrar que o uso da spirulina deve ser orientado por um médico ou nutricionista.

4. Prevenir e tratar a diabetes

A spirulina possui antioxidantes e gorduras polinsaturadas em sua composição, promovendo a redução dos níveis de açúcar no sangue, ajudando a prevenir a diabetes e a controlar os níveis de glicose em quem tem a doença. 

Estudos [2][3] mostraram que a ingestão de 2g de spirulina por 21 dias a 2 meses ajudou a reduzir os níveis de glicose no sangue, auxiliando na prevenção e tratamento da diabetes.

5. Promover o ganho de massa muscular

Além de ser fonte de aminoácidos que auxiliam na manutenção e desenvolvimento de músculo, a spirulina ainda contém ácido γ-linolênico, uma gordura polinsaturada que melhora a resistência e a força, necessários para treinos focados em ganho de massa muscular. 

A spirulina também é fonte de antioxidantes que auxiliam na recuperação das fibras musculares após a prática de atividade física, sendo fundamental para o crescimento muscular.

Estudos [4][5indicaram que a suplementação de 6 a 7,5 g de spirulina durante 4 semanas, previne a perda de massa muscular, melhora o desempenho durante a atividade física e reduz o cansaço físico após os exercícios.

6. Aliviar sintomas de rinite alérgica

Por ter atividades anti inflamatórias e estimulantes do sistema imunológico, melhorando a função dos anticorpos, a spirulina pode ser usada como um tratamento natural complementar para aliviar os sintomas da rinite alérgica. Estudos mostraram que a ingestão de 2g de spirulina entre 3 e 6 meses pode diminuir os sintomas da rinite alérgica como, coriza, espirros, nariz entupido e coceira.

7. Ajudar no emagrecimento

A spirulina é uma fonte de proteínas, além de ter boas quantidades de fibras que aumentam o tempo da digestão, promovendo a saciedade e ajudando na redução do consumo de alimentos.

Além disso, essa microalga tem poucas calorias e ainda tem boas quantidades de ácido γ-linolênico, um antioxidante que desempenha um papel importante no metabolismo e redução da gordura corporal.  

Como tomar a spirulina

A spirulina está disponível em forma de pó, comprimido e cápsulas, podendo ser ingerida com um pouco de água ou adicionada aos alimentos, como sucos, molhos, frutas ou saladas. 

Em geral, recomenda-se o uso de 1 a 10 g por dia, variando de acordo com o objetivo do tratamento. A spirulina deve ser ingerida seguindo a orientação de um médico ou nutricionista, podendo ser consumida em uma dose única ou fracionada ao longo do dia. 

Possíveis efeitos colaterais

A ingestão de quantidades recomendadas da spirulina pode causar enjoo, vômitos ou diarreia em algumas pessoas. Apesar das reações alérgicas serem raras, é importante ficar atento a sintomas como vermelhidão e coceira na pele, dor abdominal ou sintomas mais graves, como dificuldade para respirar ou engolir ou inchaço na língua, devendo procurar um atendimento de emergência.

Quem não deve tomar

Devido à ausência de estudos sobre a segurança do uso durante a gravidez e a amamentação, deve-se evitar consumir a spirulina nestas situações. Da mesma forma, essa microalga não deve ser ingerida por crianças e quem tem fenilcetonúria.

Fonte: Tua Saúde

Link: https:// spirulina, espirulina, suplemento para emagrecer, diarréia, vômitos, reações alérgicas, emagrecimento, saciedade, anemia, rinite alérgica, diabetes, ganho de massa muscular

Receitas de Petiscos light

 O poder antioxidante do orégano, utilizado para temperar este delicioso petisco, chega a ser até maior que o da maçã e o da cenoura.

O ideal é consumi-lo cru, fresco ou seco, pois durante o cozimento parte das suas propriedades nutricionais podem ser destruídas.

Para esta receita, sugiro salpicar mais um pouco da erva sobre os palitos, assim que forem retirados do forno.

Já o consumo regular de abobrinha ajuda a controlar o colesterol e a glicose no sangue.

Rica em fibras, melhora o funcionamento do intestino e ainda contribui para o emagrecimento, já que aumenta a sensação de saciedade.

A receita a seguir rende oito porções, com apenas 22 calorias cada.

PALITOS CROCANTES DE ABOBRINHA



Ingredientes

2 colheres (sopa) de cereal de fibras moído
1 colher (chá) de queijo parmesão light ralado
2 colheres (sopa) de orégano
1 colher (sopa) de manjericão seco
2 colheres (chá) de pimenta-caiena em pó
Sal a gosto
2 claras
2 abobrinhas cortadas em palitos

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 180ºC.
Em um prato fundo, misture o cereal, o parmesão, o orégano, o manjericão, a pimenta e sal. Reserve.
Bata as claras até formar uma espuma.
Passe a abobrinha na clara e, depois, na mistura de cereal.
Espalhe os palitos em uma fôrma antiaderente.
Leve ao forno por cerca de 10 minutos ou até ficarem crocantes.
Sirva em seguida.

CHIPS DE ABOBRINHA



Os salgadinhos e frituras têm gordura saturada e muitas calorias vazias.

Mas, mesmo sabendo disso, não resistimos à sua crocância.

E se fosse possível fazer uma versão absolutamente light?

Pronto, com esta receita a seguir, a questão foi resolvida.

O preparo é simples.

A receita a seguir rende duas porções (2 xícaras), com 39 kcal cada.

Ingredientes

1 abobrinha cortada em fatias finas
1 batata cortada em fatias finas
Sal grosso triturado a gosto 

Modo de fazer

Deixe a batata de molho em água com gelo por 15 minutos.
Forre o prato do micro-ondas com papel próprio para ir ao forno (tipo Assa-Fácil).
Nele, disponha a batata escorrida temperada com sal grosso.
Cozinhe na potência alta por 8 minutos, virando na metade do tempo.
Repita o procedimento com a abobrinha.
Transfira a abobrinha e a batata para uma fôrma antiaderente.
Leve ao forno baixo preaquecido por 10 minutos.

Fonte: Lucília Diniz

Link: https:// receita light, petisco light, petisco fit, abobrinha assada, chips de abobrinha, emagrecimento, culinária fit, cardápio fit, gastronomia

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Emagrecimento através de DESAFIOS ONLINE! Conheça e participe!

Desafios on line funcionam?

 

Você já fez?

 

Muitas pessoas não acreditam!

Muitas pessoas não querem conhecer metodologias inovadoras!

Muitas pessoas têm medo do novo!

Muitas pessoas procuram desculpas para deixarem de

cuidar de seus corpos e saúde!

 

Você é uma delas?

 

Pois é! DESAFIO FUNCIONA!!!!




 

 

Vantagens:

 

-Tem uma motivação no grupo, diferente quando estão sozinhas.

-Compartilham experiências e aprendem coisas novas.

-Tem resultados comprovados se seguirem as orientações.

-Variam a rotina, hábitos e alimentação.

-Geram resultados para seus corpos e saúde, mesmo com pouco tempo!

-Acelera o metabolismo e perde peso!

-Diminui a ansiedade.

-Trabalha mudanças de Hábitos.

-Incentiva pensamentos positivos!

 

Como será este desafio” EMAGREÇA COM BOM HUMOR”:

 

-Será conduzido por uma Nutricionista especialistaem emagrecimento e Nutrição Comportamental ( Patrícia Mendes) e um Professor Internacional de Dança (Marcelo Jordão).

 

-Duração: 7 dias de alegria e bom humor

-Cardápio do Bom Humor incluído

-Aulas De dança online

-Técnicas de Mudança de Hábitos

-100% online

-Será realizado num Grupo Vip no WhatsApp.

-Início: 22/11/21 até 28/11

-Inscrições até dia 18/11.

-Valor: R$ 197,00 

 

Cada participante ganhará de bônus:

um mês de aula grátis online de dança e 

uma consulta individual online com a Nutri

com avaliação corporal virtual.

 

Objetivos do Desafio:

 

-Perder até 3 kg nesse período se divertindo.

-Aprender a fazer uma reeducação alimentar com sabor, prazer e sentir satisfação com o plano alimentar.

-Sentir alegria e bem estar através da dança e cardápio com alimentos específicos que aumentam o hormônio do bem estar.

 

Bora vivenciar essa NOVA experiência e ainda ter o

acompanhamento de uma Nutricionista( Patrícia Mendes)

e de um Prof. De dança ( Marcelo Jordão) que vão fazer

a diferença na sua vida?

 

Não será somente uma semana, serão aprendizados

e resultados que levarão para sempre!

 

Mais informações e inscrições pelo 

 whatsapp:21-998444298

 

Esperamos vocês!

 

Patrícia Mendes ( Nutricionista ) e Marcelo Jordão ( Prof. de Dança)

 

 

 

OBS: Visite minhas redes sociais!



facebook: Nuttrisaude

Instagram: @Patriciamendesnutricionista

 

Link: https:// desafio online, emagrecimento, emagreça, emagrecer dançando, exercícios, 

bom humor,hormônios da felicidade, bem estar, saúde mental, nutrição comportamental, 

cardápio, dieta