quarta-feira, 29 de abril de 2020

Dicas para controle de peso nesta quarentena!

Olá, se você estiver ganhando peso neste período pode ser porque você está:



- Ansioso
- Sem ter o que fazer e está muito sedentário
- Falta de exercícios
- Não se programa para ter uma alimentação saudável
- Fica com preguiça de pensar em soluções
- Se acomodou porque tudo ainda vai demorar
- Fica se desculpando, ah! tá tudo tão chato, vou comer!

Qual destas situações você se encontra?

Que tal pensar em soluções do tipo:
- Puxa, me olhei no espelho e não estou gostando das gordurinhas que estão aparecendo!Então, tenho que fazer alguma coisa para não piorar.
- Meu cardápio está ruim, vou procurar algumas receitas novas e menos calóricas.
- Meu dinheiro está curto e não posso pagar um personal mas posso abaixar aplicativos de graça e fazer exercícios em casa pelo menos 3 x na semana.
- Vou ocupar meu tempo para não ficar indo na geladeira o tempo todo.
- Vou parar de ficar vendo notícias ruins e vou pensar positivo e tomar atitudes para cuidar melhor de minha saúde e de meu corpo!

Bora focar nestas situações positivas!

Os resultados serão excelentes, pode acreditar!

Mas se ainda assim não souber por onde começar, pode me procurar!



Telefone: 55-21-998444298. Faço neste momento atendimentos online.

Conte comigo!

Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista


LinK: http:// ansioso, perda de peso, dieta, quarentena, coronavírus, dicas de emagrecimento, emagrecer, exercícios


domingo, 26 de abril de 2020

Receita especial para fazer para o Dia das Mães!

Olá! Está chegando o dia das Mães! Já pensou o que fazer para ela?
Aqui vai uma sugestão muito gostosa!



Falso Risoto de Bacalhau

Ingredientes

160 g de bacalhau dessalgado, hidratado com leite desnatado e desfiado
40 g de presunto light cortado em cubos
120 g de cebola picada
1 gema de ovo
2 claras de ovos
Fio de azeite extra virgem
1 colher (chá) de salsinha picada (separe um pouco para decoração)
2 cebolinhas francesas
Pimenta e sal a gosto
Chips de inhame
2 inhames

Modo de preparo

Refogue a cebola no azeite por dois minutos.
Acrescente o bacalhau e o presunto e deixe refogar por alguns minutos.
Em seguida, junte os ovos e mexa constantemente, com movimentos circulares, por três minutos.
Retire do fogo antes que os ovos cozinhem por completo.
Acrescente a salsinha e mexa.
Monte o bacalhau com um aro sobre o prato.
Decore com chips de inhame, salsinha e cebolinha francesa.
Chips de inhame
Deixe os inhames de molho em água com gelo por 15 minutos.
Em seguida, forre o prato do micro-ondas com papel próprio para ir ao forno (tipo Assa-Fácil).
Escorra e disponha o inhame no prato do micro-ondas.
Cozinhe em potência alta por quatro minutos.
Em seguida, transfira para uma forma antiaderente.
Leve ao forno preaquecido, em temperatura média, por oito minutos.
Gostou da receita?
Pode acompanhar uma bela salada e um vinho!

Siga também minhas outras redes sociais: Instagram:@patriciamendesnutricionista e facebook:Nuttrisaude
Fonte: Lucília Diniz
Link: https://bacalhau, receita light, dia das máes, culinária light, culinária

sexta-feira, 24 de abril de 2020

Pensar positivo, como pode ajudar na perda de peso?

Em tempos de quarentena, a maioria dentro de casa, uma situação que gera ansiedade para muitos, como controlar o peso?

Difícil para você?

O que está fazendo para manter sua saúde mental em dia?

Está fazendo algum tipo de exercício para se manter ativa?

Como está sua organização de cardápio e suas compras de alimentos?

Estas são algumas perguntas que se você se importa com seu corpo e sua saúde, você deve responder e procurar soluções práticas e possíveis para este momento atual.

Vou dar algumas dicas para ajudar você!

67 melhores imagens de Motivação para emagrecer | Motivação ...

1) Se você acreditar que consegue, em primeiro lugar, você terá forças e ideias ou vai procurar ajuda para manter o seu foco.
2) Procurar uma organização de tarefas diárias para ocupar seu tempo e não ficar pensando em comer o tempo todo.
3) Escolha um cardápio possível de você executar, saudável e nutritivo para comer todos os dias ou a maior parte do tempo.
4) Incentive a família a seguir o seu foco, todos terão mais saúde com isto.
5) Veja um horário pelo menos 3 x na semana para fazer exercícios em casa. Pode ver em aplicativos ou site , muitas aulas de graça ou veja com um personal online.
6) Procure ver filmes alegres, escutar músicas motivadoras e ler livros de auto ajuda para te motivar.
7) Se afaste de maus pensamentos e evite a procrastinação.
8) Se precisar ajuda profissional, os atendimentos online podem ser feitos pela Nutricionista, personal e psicóloga ou Coach de emagrecimento.

Gostou das dicas?

Então comente aqui suas maiores dificuldades neste momento!

Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista e Coach de Emagrecimento


terça-feira, 21 de abril de 2020

Quer ser atendida pela Nutricionista neste momento de quarentena?Sabe como fazer?

Se durante a quarentena ou durante a pandemia você precisar de orientação nutricional para emagrecer ou porque está grávida, ou é diabética, enfim, se precisar, saiba que não precisa ficar sem atendimento.



Entre em contato comigo pelo meu zap:21-998444298 e agendaremos um atendimento online. Minha agenda funciona assim:

Atendimentos terça à tarde ou quinta pela manhã. Marcarei um horário para você e te explico como será o atendimento.
Ele pode ser feito por aplicativos, ou pelo telefone, ou pelo facetime. Será como for melhor e mais fácil para você.

Qual as vantagens de atendimento online?
-Segurança na sua saúde neste momento
-Não vai deixar de se cuidar
-Seja o problema que tiver, estará sobre controle
- Não vai se sentir desamparada neste momento
- Ajuda na sua autoestima
- Vai se sentir mais feliz
- Pode alcançar seus objetivos com orientação e acompanhamento profissional
Além de todas estas vantagens, você poderá ter um acompanhamento diferenciado e pode escolher uma das opções abaixo junto com sua consulta como um presente que vou dar para você neste mês de abril . Mas este presente será oferecido para as 10 primeiras pessoas que entrarem em contato e fizerem seu agendamento.

Qual o presente?
Pode escolher uma das opções:
1) Um cardápio personalizado das refeições principais para uma semana ou
2) Um ebook virtual de receitas low carb ou
3) Orientações práticas para congelar e descongelar alimentos
4) Dicas comportamentais para emagrecimento
5) Uma sessão de coach de emagrecimento para turbinar e direcionar seu objetivo maior!
Uau! Quantos presentes interessantes além do preço diferenciado para o momento.
Não perca esta oportunidade! Agende já seu atendimento e escolha seu presente. São poucas vagas!
Aguardo seu contato!

Siga meu Instagram:@patriciamendesnutricionista

Patrícia Brigagão Mendes

Nutricionista
#emagrecimento#perderpeso#nutriçãoclínica#nutricionista

sábado, 18 de abril de 2020

Atividade física durante a quarentena, é importante para quê?

Os exercícios físicos são sempre benéficos ao corpo e a saúde mas neste momento de quarentena a importância ainda é maior. Por quê? Vou explicar.



Normalmente os exercícios físicos são importantes para :

- Perda de peso
- Baixar glicemia para pacientes diabéticos
- Diminuir o colesterol LDL e aumentar o HDL
- Diminuir a hipertensão
- Ganho de massa muscular
- Ganhar disposição
- Diminuir a celulite
- Retardar envelhecimento

E agora na quarentena? Quais os benefícios a mais para a saúde?

- Diminuir a ansiedade e estresse
- Melhorar a circulação sanguínea
- Aumentar a imunidade pois se está com saúde mental isso vai interferir na imunidade
- Controle emocional
-  Aumentar a produção da serotonina para sentir bem estar e ficar de bom humor.
- Melhorar o convívio com a família que estiver junto no mesmo espaço
- Controle de peso, pois neste momento a tendência é ganhar peso

Mas como fazer exercícios se não temos academia e não podemos sair de casa, quais as soluções?

As sugestões são as seguintes:

- Usar aplicativos de exercícios no computador ou celular e criar um hábito de fazer aulas. e
Escolha aulas de acordo com sua idade e seu condicionamento físico. Não queira virar atleta neste momento.
- Subir ou descer escadas no seu prédio, desde que não tenha outras pessoas juntas e que tenha os cuidados de higiene necessários.
- Se tiver um play ou varanda, faça exercícios básicos lá.
- Ou contrate um personal e tenha aula online.

Seguindo estas orientações , com certeza vai se sentir melhor, mais produtivo, com menos dores no corpo e ficará mais saudável!

Se cuide e cuide de sua família!

Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista

link:https://quarentena,exercícios,bom humor, ansiedade, saúde,estresse, controle de peso


quinta-feira, 16 de abril de 2020

Está com insônia? Sabe como resolver?

Não são poucas as pessoas que enfrentam grande dificuldade para dormir. O quadro se agrava ainda mais quando o paciente também luta contra os sintomas do estresse e da ansiedade, que comprometem a qualidade do sono. Relaxar e simplesmente descansar pode vir a se tornar um desafio enorme para aqueles que não conseguem desligar. Pensando nisso, nós separamos 6 rituais para insônia que podem contribuir para uma vida mais saudável.
Como saber se tenho insônia? - Blog CPAPS

Consiga tirar suas merecidas horas de sono com esses rituais para insônia

Não mexa no celular na cama

Desligar a cabeça antes de dormir é essencial para o relaxamento neste momento. O hábito de assistir televisão, mexer nas redes sociais ou, até mesmo, entrar em contato com qualquer outro dispositivo eletrônico pode te fazer perder o sono e resultar em horas acordado. Isto porque a luz que emana dos aparelhos diminui a produção de melatonina, hormônio responsável pela regulação hormonal e indução do sono. Desta forma, a exposição à claridade inibe sua produção.

Ressignifique o espaço da cama

Muitas pessoas têm o costume de comer na cama, assistindo alguma coisa ou, por vezes, trabalhar em cima do colchão. No entanto, parar com essa prática pode te ajudar a manter uma rotina de sono significativamente mais saudável. Evitando esses comportamentos e usando a cama somente para dormir, o cérebro passa a entender que aquele espaço está associado a uma atividade específica, o que facilitará na hora de sentir o sono.

Bebidas com efeitos calmantes

Pode parecer muito simples, mas o bom e velho chá pode ser um ótimo remédio para te ajudar a dormir mais rápido e um dos melhores rituais para a insônia. Aposte em ervas como camomila, erva cidreira, erva doce e outras que contribuam para a sensação de relaxamento. Além disso, você pode optar por toma-lo com água ou leite morno, que também é uma alternativa bastante nutritiva.

Invista em práticas que reduzam a ansiedade

A ansiedade é uma das principais inimigas de quem tenta manter uma rotina de sono saudável, por isso é importante sempre encontrar formas de driblá-la. Em períodos em que a agonia e os pensamentos destrutivos estiverem frequentes, procure praticar yoga durante o dia e invista em aplicativos para meditação, por exemplo. Todas essas práticas de relaxamento induzido são ótimos rituais para a insônia.

Auto hipnose

O método consiste em hipnotizar a si mesmo para conseguir alcançar um estágio de relaxamento profundo, que é um grande aliado da qualidade do sono. Para quem nunca ouviu falar no procedimento, existem diversos tutoriais e vídeos na internet que disponibilizam material para realizar o procedimento que é supersimples de fazer.

ASMR

O ASMR – Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano, é o nome dado à sensação prazerosa e relaxante desencadeada por meio de barulhos, sussurros, movimentos leves e estímulos visuais, como a pintura e o desenho. A prática também é conhecida como “massagem cerebral” e é uma excelente forma de indução ao sono. Vale ressaltar que não são todas as pessoas que conseguem atingir o relaxamento, mas pode ser uma alternativa para quem sofre com problemas de insônia.
Fonte: Alto Astral

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Cuidados com a higiene ao ir ao mercado, você sabe quais são?

A quarentena tem sido uma peça essencial no combate à rápida propagação do novo coronavírus pelo mundo. Manter-se em casa é uma das maiores ações que se pode tomar em prol da saúde de todos, mas, ainda assim, há necessidades que fazem com que as pessoas tenham de deixar o isolamento social, como a de ir ao mercado – mas, para isso, é preciso tomar muito cuidado.

Maior perigo do mercado

Apesar de existirem vários aplicativos que permitem pedir compras a domicílio, o longo prazo dos serviços e a impossibilidade de entregar em alguns locais são alguns dos fatores que fazem muitas pessoas terem de ir à rua para abastecer a casa com alimentos, artigos de limpeza e outros itens essenciais durante a pandemia.
Neste local, é essencial manter as medidas preventivas recomendadas por órgãos de saúde, como guardar uma distância de ao menos um metro das outras pessoas, usar o braço ou lenço para cobrir o rosto ao tossir ou espirrar, limpar e desinfetar produtos adquiridos ao chegar em casa e evitar tocar o rosto – mas há ainda outro fator que pode estar sendo negligenciado: o carrinho ou a cesta de compras.
De acordo com especialistas da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, estes dois objetos representam um dos maiores pontos de contágio do estabelecimento, justamente pelo fato de que muitas pessoas os tocam diariamente – e várias podem não estar seguindo as medidas preventivas mais importantes, como lavar as mãos com frequência ou usar álcool em gel.
Há, é claro, quem siga as medidas à risca, mas também é possível que, no mercado, elas tussam, espirrem ou toquem os itens com as mãos contaminadas – e, infelizmente, a maioria destes objetos é feita de plástico ou aço, dois materiais em que o vírus pode permanecer por até 72 horas de acordo com um estudo publicado pelo periódico “The New England Journal of Medicine” .
Outro grande risco, de acordo com a universidade norte-americana, é o contato próximo com outros clientes ou funcionários.

Como minimizar os riscos

Para fazer com que a experiência no supermercado não vire um foco de contágio, é importante que você desinfete as partes do carrinho ou da cesta em que se põe a mão. Para isso, alguns estabelecimentos têm oferecido lenços desinfetantes na entrada, mas também é possível levar os seus próprios de casa (bem como um pano e um frasco com álcool 70%).
Aqui, é importante que os lenços sejam descartados imediatamente após o uso (e o pano, guardado em uma sacolinha para ser lavado em casa). Depois disso, é preciso esperar alguns minutos para que o álcool faça efeito – e, enquanto isso, é importante desinfetar as próprias mãos com álcool em gel para não voltar a contaminar o carrinho.
Após deixar o local, é recomendado limpar as mãos com álcool gel novamente, bem como higienizar a maçaneta do carro e de casa e os itens pessoais que levou com você, como o celular, carteira e até o cartão de crédito.
Para reduzir o risco de contágio entre pessoas, mantenha uma distância de pelo menos um metro dos outros, inclusive na fila, e tente minimizar suas viagens ao mercado, especialmente nos horários de pico.
Muitas pessoas têm recorrido ao uso de luvas para ir ao mercado, mas elas não oferecem nenhuma proteção extra ao vírus, já que, ao tocarem superfícies contaminadas, ficam tão infectadas quanto as mãos e podem levar o vírus ao organismo do indivíduo caso entrem em contato com o rosto ou mesmo outros objetos pessoais que podem servir de vetor de transmissão, como celular e carteira.
Assim, o melhor é lembrar-se de não tocar o rosto (e também evitar levar o celular ao rosto enquanto estiver no mercado) e higienizar todos os itens pessoais ao chegar em casa.
Fonte:MSN

domingo, 12 de abril de 2020

Boa Páscoa para todos!

Nesta época de quarentena muitos vão passar uma Páscoa sozinhos ou com poucos familiares. Com certeza será uma momento diferente . Vamos passar este dia com esperança, fé e amor .
Desejo a todos e seus familiares um Feliz Páscoa!



Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista


sexta-feira, 10 de abril de 2020

Receita de Bacalhau Espiritual para Páscoa!


Uma receita especial para Páscoa!


Ingredientes:

700g de bacalhau 🐟 dessalgado

2 cebolas médias picadas

2 cenouras🥕 grandes cozidas

1 caixa de creme de leite

3 batatas🥔 grandes cozidas

6 fatias de 🍞 de forma sem casca

3/4 de xícara de 🥛 leite quente

3 colheres bem cheias de manteiga ou margarina

2 colheres 🥄 de sopa de azeite

sal a gosto

1 xícara🍵 de requeijão tipo catupiry

queijo parmesão ralado

noz-moscada a gosto

Modo de Preparo:

Primeiro cozinhe o bacalhau que já deve estar dessalgado.

Espere esfriar e desfie em lascas grandes.

Numa vasilha pique o pão e regue com o leite.

Deixe de molho por uns minutinhos.

Em seguida amasse o pão com o leite fazendo um purê de pão. Reserve.

Passe as batatas e as cenouras em um espremedor fazendo um purê. Reserve.

Em uma tigela, misture com um garfo o creme de leite junto com requeijão. Reserve.

Preaqueça o forno.

Numa panela, coloque a cebola, o azeite, a margarina e doure.

Adicione os purês de batata e de cenoura e misture bem.

Acrescente o purê de pão e a noz moscada e misture novamente até que fique bem encorpado.

Adicione metade do bacalhau e misture bem.

Desligue o fogo e acerte o sal.

Numa forma ou pirex despeje metade da massa de purês, cubra com o restante do bacalhau e por cima coloque o restante da massa.

Em seguida cubra com a mistura de queijo e creme de leite, finalize polvilhando parmesão ralado.

Leve para assar, em 200° C, até dourar.

Boa Páscoa!🐰😍

Vejam outras receitas de Páscoa no meu Instagram: @patriciamendesnutricionista

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Calorias dos Ovos de Páscoa!

Já que ninguém resiste às tentações da Páscoa e é quase impossível não receber um ovinho de chocolate de um amigo ou parente, o jeito é anotar as calorias para perder depois.

As calorias se referem aos ovos inteiros. O que, vamos admitir, não é tão difícil de consumir de uma vez só. Mas fique ligada! Olha o caso do ovo Kit Kat da Nestlé: 400g da delícia têm 2192 calorias, por exemplo. Isso pode ser mais do que você precisa consumir em calorias em um dia inteiro, incluindo café da manhã, almoço e jantar. Veja abaixo e faça as contas para compensar as escapadas da Páscoa:



As calorias destes ovos variam de 1200 a 2500 calorias por unidade. Portanto, uma boa opção é comprar ovos pequenos e dividir com seus familiares, assim terá o prazer de comer e não vai exagerar!
Siga meu Instagran:@patriciamendesnutricionista, neta semana vou dar receitas e dicas para uma Páscoa light!

Espero você por lá!

Fonte: Bem estar

sábado, 4 de abril de 2020

Dicas para uma Páscoa Light e econômica nesta quarentena!

Um dos alimentos que não pode faltar na Páscoa é o tradicional chocolate. São muitas as maneiras que ele pode ser consumido. Ovos, bombons, ovinhos, em barra, seja como for, ele é bem comum entre nós, mas é preciso tomar cuidado com este alimento.
Rico em carboidratos e gorduras, o chocolate fornece muitas calorias. Para se ter uma idéia, uma barra pequena de chocolate ao leite (30g) fornece em média 170,40 kcal. Ou seja, quase 200 calorias numa sobremesa. Para quem quer emagrecer esse valor é muito alto.
Seria necessário para gastar 200 kcal, fazer 50 minutos de caminhada ou 50 minutos de ciclismo, tudo isso por causa de uma mísera barrinha de chocolate. Na Páscoa há quem devore meio ovo brincando. Agora imagine quantas horas de exercícios físicos não serão necessários para gastar tanta caloria.E neste momento de quarentena, muitos não estão fazendo exercícios como deveriam, então fica mais fácil de engordar.
Saiba como sua rádio pode vender mais na Páscoa - Teletronix
Por isso, faça o seguinte: não deixe de comer o seu chocolate, mas prefira-o sem muitos cremes, doce de leite, avelãs, amêndoas, entre outros.Escolha um chocolate amargo e pequeno.. Coma devagar e aos poucos, para que não haja um ganho de peso acentuado. Ou peça para quem for te dar algum presente, peça um enfeite, uma bijouteria ou perfume ou se for comida outro tipo de comida menos calórica e que você goste.
Não esqueçam que o chocolate diet não favorece o emagrecimento. Muitas pessoas acreditam que esse tipo de chocolate possui menos calorias e dessa forma é um bom substituto para o chocolate tradicional, mas isso não é verdade. O chocolate diet é isento de açúcar, mas possui grande quantidade de gordura e por isso não ajuda quem quer eliminar peso.
No tradicional almoço de Páscoa, faça preparações mais saudáveis com muita salada colorida, legumes, carne branca como peixe, frango ou aves. Outra dica importante é sempre dar preferência aos alimentos integrais que possuem mais nutrientes, como o arroz integral.
Pegando o embalo do peixe da Sexta-Feira Santa, vamos consumir mais este alimento lembrando de todos os seus nutrientes como vitamina B1, D, sódio, magnésio, proteínas, além de ácidos graxos ômegas 3 e 6 que são grandes combatentes de doença cardiovascular. Possuem ainda gordura insaturada que é o tipo de gordura que não aumenta o colesterol sangüíneo.
Para a sobremesa (se o chocolate não for suficiente), escolha uma preparação com frutas que será menos calórica, mais barata e muito mais saudável, rica em nutrientes: frutas frescas ou salada de frutas.
Gostou das dicas? Seu corpo agradece!
Coloque em prática estas dicas e verá que os resultados serão excelentes: satisfação e controle de peso!
Boa Páscoa!
Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista
Fonte: baseado num texto do site: Mais equilíbrio

Pode pegar a gripe do Coronavírus mais de uma vez?

No finalzinho de fevereiro, uma notícia vinda do Japão causou temor: autoridades do país nipônico anunciaram que uma guia turística tinha se recuperado totalmente da Covid-19 e, dias depois, os sintomas retornaram. Exames mostraram que ela voltou a testar positivo para o coronavírus (Sars-CoV-2). Um episódio parecido aconteceu na Coreia do Sul.

Na China, onde a pandemia iniciou, os relatos são mais fortes: ao menos 100 indivíduos que se curaram da doença voltaram a apresentar resultados positivos para a presença dessa ameaça microscópica. Será que o corpo não cria imunidade contra esse vírus, o que favoreceria uma reinfecção?
A verdade é que o mundo está aprendendo dia após dia com o coronavírus. Compreender como os pacientes se comportam até a alta é uma das questões-chave dessa história, pois isso tem o potencial de modificar as políticas públicas adotadas até o momento.
De acordo com a evidência científica atual, a probabilidade de uma reinfecção é remota. Quem aposta nisso é o médico Anthony Fauci, líder da força-tarefa contra o coronavírus dos Estados Unidos e um dos maiores especialistas do mundo em doenças infecciosas. 
Numa entrevista para o programa The Daily Show, do canal da televisão americana Comedy Central, ele afirmou: “Se esse vírus age como qualquer outro que conhecemos, uma vez que você é infectado e se recupera, cria uma imunidade que protege de futuras infecções por esse mesmo agente”. 

Como explicar então esses casos na Ásia?

O coronavírus é uma família com vários integrantes. Alguns deles infectam humanos, como é o caso Sars-CoV-2, responsável pela pandemia atual. Outros preferem morcegos, bois ou galinhas. E a experiência mostra que essa turma têm a capacidade, sim, de atazanar o mesmo ser vivo mais de uma vez. “Reinfecções não são eventos tão raros entre os coronavírus”, observa o virologista Paulo Eduardo Brandão, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo
Por outro lado, segundo as pesquisas disponíveis, tudo leva a crer que esse risco de um bate e volta com o Sars-CoV-2 é bem baixo. Basta levar em conta que já são mais de 1 milhão de casos no mundo todo e ao redor de 100 relatos não confirmados de reinfecção em três países. “As análises também indicam que o novo coronavírus não possui uma alta taxa de mutações, o que certamente é importante”, acrescenta o imunologista Eduardo Finger, diretor do Laboratório de Pesquisa Experimental do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, na capital paulista.
Para entender direitinho porque a taxa de mutação dos vírus é relevante quando pensamos na criação de uma resposta imune sustentada, vamos usar como exemplo dois vilões muito comuns: o influenza e o sarampo
Comecemos com o influenza, o causador da gripe: sabe-se que ele se modifica o tempo todo. Isso significa que nosso sistema de defesa perde a capacidade de reconhecê-lo com certa velocidade. Essa, aliás, é a razão de tomarmos a vacina contra a gripe todos os anos: os subtipos de influenza em circulação na nova temporada de frio costumam ser diferentes daqueles que pintaram no ano anterior. 
A mesma coisa não acontece com o sarampo. Por ser um vírus mais estável, basta ter contato com ele uma vez (ou, de preferência, vacinar-se) para que o corpo o detecte e o ataque toda vez que o encontrar. Na maioria das vezes, duas doses do imunizante durante a infância são suficientes para oferecer proteção pelo resto da vida. 

Outra possibilidade: uma interpretação inadequada dos exames

Talvez o que esteja sendo visto como reinfecção, na verdade, seja uma conclusão precipitada dos testes de diagnóstico da Covid-19Um dos métodos mais utilizados hoje no mundo se chama PCR (sigla em inglês para reação em cadeia da polimerase). Essa técnica rastreia a presença de pequenos trechos do código genético do vírus em amostras de um paciente. 
“Sabemos que pessoas que receberam alta após o tratamento para a Covid-19 continuam excretando pedaços do coronavírus, o que daria um resultado positivo num teste desses. Isso, por sua vez, poderia ser entendido como reinfecção quando, na verdade, trata-se de uma infecção primária que não se resolveu totalmente”, explica Brandão.
Que fique claro: o PCR é um dos melhores métodos de detecção. Ele é inclusive recomendado pela Organização Mundial da Saúde e pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. O problema estaria na interpretação de seus resultados num contexto com milhares de pacientes em atendimento. 

Reinfecção ou ainda em recuperação do coronavírus?

Uma terceira explicação para esses relatos nos três países orientais seria o fato de o paciente ainda não estar 100% recomposto da Covid-19 e receber alta antes da hora. Ora, após invadir as células superficiais da boca, dos olhos ou do nariz, o bendito Sars-CoV-2 pode descer pelo sistema respiratório até alcançar os pulmões.
Acontece que o teste de diagnóstico dessa infecção é feito com o auxílio de uma haste flexível com algodão na ponta. Essa ferramenta é introduzida pelo nariz até alcançar o comecinho da garganta. A ideia é esfregar o cotonete ali para retirar um pouco da mucosa, que será analisada no laboratório para ver se há coronavírus ou não no pedaço.
Algumas pessoas que estão se recuperando podem passar por esse exame e não apresentar vírus nessa região das vias aéreas superiores. Mas o agente infeccioso pode estar escondido mais pra baixo, lá nos pulmões. Com o resultado negativo, o sujeito é liberado da internação e, sem os cuidados com a saúde, volta a apresentar os sintomas, uma vez que a carga viral sobe de novo. 
Seguindo essa linha de raciocínio, não estaríamos diante de um quadro de reinfecção, mas, sim, de uma doença que não foi devidamente tratada e curada

Experiência com primatas

Um estudo realizado por um convênio de cientistas chineses acrescentou informações relevantes a essa história. Na experiência, quatro macacos rhesus foram infectados com o novo coronavírus e, após alguns dias, se recuperaram bem. Na sequência, eles tiveram contato novamente com o Sars-CoV-2: nenhum experimentou uma segunda infecção. Nem mesmo quando o vírus foi colocado diretamente no organismo desses primatas.
Apesar de interessante, o trabalho merece ressalvas. “Nós somos próximos de macacos, mas não somos macacos. Há uma série de doenças infecciosas em que o sistema imune deles age de uma maneira diferente do nosso”, pondera Finger. A exposição a um vírus no laboratório também não é a mesma coisa do contato natural, no dia a dia. 
Se, por um lado, não dá pra levar as conclusões do trabalho a ferro e fogo, por outro ele aponta para uma luz no fim do túnel. “O experimento sinaliza que uma futura vacina poderá ser efetiva quando estiver disponível”, analisa Brandão. 

O que se tira de lição dessa história?

Em primeiro lugar, vale reforçar que cientistas, médicos e autoridades em saúde pública estão aprendendo em tempo real a combater o coronavírus e seus estragos. Portanto, é natural que as recomendações se modifiquem conforme o conhecimento avança e novas peças desse intrincado quebra-cabeça são descobertas. 
Caso o risco de reinfecção em larga escala seja verdadeiro e isso fique comprovado por estudos maiores e mais criteriosos (o que não aconteceu até agora), as políticas públicas colocadas em prática atualmente passarão por mudanças. “Esse cenário demandaria um número ainda maior de recursos diagnósticos e exigiria mais do sistema de saúde”, especula Brandão.
Fonte: Saúde