domingo, 9 de fevereiro de 2020

Como tratar a diarréia rapidamente!

O Rio de Janeiro neste verão de 2020 aumentou demais o número de casos de diarréia. Vejo isto pelos comentários de meus pacientes, amigos, familiares e pelo posto de saúde que me informaram também sobre este assunto. 
Pensando nisto, resolvi fazer este post para ajudar vocês neste momento, caso vocês tenham isto também.


Habitualmente, a diarreia é causada por vírus, bactérias, parasitas ou toxinas adquiridas através da ingestão de água e comida contaminadas ou diretamente de uma pessoa para outra por hábitos inadequados de higiene. Outras causas incluem efeito adverso de medicamentos, síndrome do intestino irritável, diarreia funcional, doenças inflamatórias intestinais, alterações hormonais, entre outras.



Bora dar dicas!



- Só bebam água filtrada ou mineral

- Só utlizem água filtrada para cozinhar os alimentos
- Evitem comer alimentos crús na rua
- Evitem tomar sucos, café, chás e mate caseiro na rua
- Evitem bebidas com gelo na rua, pois o gelo pode ter sido feito com água contaminada
- Peçam bebidas engarrafadas para tomar e abram na sua frente, mesmo bebida alcoólica.
- Lavem as mãos com frequência.
- Evitem aglomerações! Agora sei que está difícil por conta de carnaval, mas.... todo cuidado é pouco!


Agora vamos as dicas de alimentação:


Durante as crises de diarreia, o principal tratamento a ser realizado é manter a hidratação e evitar a desnutrição. Portanto, deve ser ingerida uma quantidade adequada de água, soluções de reidratação (soluções industrializadas ou soro caseiro), água de coco e bebidas isotônicas.
Inicialmente, para reduzir a quantidade da diarreia e manter o estado nutricional correto é indicado uma dieta pobre em resíduos e de fácil digestão. Por isso é recomendado:
  • Ingerir os alimentos, de preferência, cozidos
  • Fazer a ingestão de pequenas quantidades de alimentos várias vezes ao dia.

Cardápio para tratamento de diarreia

O cardápio para o tratamento de diarreia pode incluir bananas, maçãs, cereais como arroz cozido, batatas inglesas cozidas, torradas e biscoitos do tipo cream cracker,carne magra ou frango, macarrão na água e sal, aipim, inhame ou batata baroa,cenoura e chuchu.
Além disso, alimentos com probióticos como iogurtes naturais e kefir podem, em alguns casos, auxiliar a reduzir a duração da diarreia.
Os probióticos ajudam a restaurar o microbioma intestinal, dificultam a adesão de bactérias patogênicas à mucosa intestinal e modulam o sistema imunológico auxiliando no combate à infecção.

Alimentos para evitar durante a diarreia

Existem alguns alimentos que pode acabar piorando o quadro, por isso evite:
  • Alimentos com muitas fibras( folhas cruas ou cozidas, frutas, feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, arroz integral, pães integrais, farinhas integrais, aveia,etc.)
  • Pimentas
  • Leite e seus derivados
  • Alimentos com fritura ou muito ricos em açúcares, frutose ou adoçantes
  • Alimentos processados
  • Alimentos cítricos
  • Bebidas alcoólicas e cafeinadas, como café, alguns chás e refrigerantes.

Procurando ajuda médica

Pacientes com diarreia devem consultar um médico que avaliará a presença de sinais de alarme como desidratação (sede intensa, boca seca, redução da quantidade de urina, urina escura, queda do estado geral), dor abdominal intensa ou persistente, sangue ou muco nas fezes e febre, solicitará os exames necessários e indicará tratamento de suporte, como hidratação, e prescreverá medicamentos de acordo com a causa da diarreia e a sua gravidade.
A prevenção da diarreia é feita com medidas de saneamento básico garantindo o acesso à água potável, hábitos adequados de higiene (por exemplo, lavar as mãos com sabão após ir ao banheiro e antes de alimentar-se), evitar o consumo de carnes cruas, armazenar alimentos de forma adequada e vacinação contra rotavírus.
Gostou das dicas? Deixe seus comentários ou coloque suas dúvidas aqui.
Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista

Nenhum comentário:

Postar um comentário