segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Sinais pouco falados de problemas no coração

Aperto, pressão e dor no peito não são os únicos sintomas que indicam algum problema cardíaco. O corpo pode dar diversos sinais – alguns bem pouco falados – de que há algo errado com a saúde do coração. Confira alguns que merecem atenção, segundo informações da Universidade Johns Hopkins Medicine:

Sinais pouco falados de problemas no coração

Inchaço e náusea: os sintomas podem preceder as dores no peito e ainda incluir vômito. É importante não ignorar os sinais e procurar um médico o quanto antes.
pes inchados inchaco 0719 1400x800
Fadiga: o sinal, que também pode vir acompanhado de falta de ar, nem sempre indica um simples esgotamento. Quando o coração não funciona corretamente, pode resultar em menos sangue para pulmões e músculos, provocando o desconforto, especialmente diante de esforços físicos, como subir escadas ou realizar uma caminhada.

Dor no maxilar e no pescoço: os desconfortos podem ter origem no coração, mas irradiam para as regiões do pescoço e da face.

Apneia do sonoo colapso temporário de uma via aérea interrompe a respiração durante o sono também tem sido associado à pressão alta e a um risco maior de ataque cardíaco.

ronco apneia respiracao 0217 1400x800
Disfunção erétil: a dificuldade para manter a ereção do pênis pode ser sinal precoce do dano arterial das doenças cardíacas.

Fonte: VIX

Síndrome metabólica é uma bomba relógio para saúde do coração: 6 sintomas

síndrome metabólica é caracterizada por um conjunto de alterações no organismo relacionadas ao desenvolvimento de doenças cardíacas. Entre os fatores estão: excesso de gordura abdominal, aumento do colesterol, elevação da pressão arterial e altos níveis de açúcar no sangue.
Considerada uma verdadeira bomba relógio para a saúde do coração, a síndrome metabólica é favorecida pelo estilo de vida de grande parte da população na atualidade, marcada por:
  • Estresse
  • Sono irregular
  • Sedentarismo
  • Acúmulo de gordura abdominal,
  • Alimentação inadequada (com excesso de gorduras saturadas e carboidratos simples)

Sintomas e sinais de síndrome metabólica

Avilika/shutterstock

O cardiologista Ênio Panetti Usiglio, membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBD), explica que a desordem muitas vezes não apresenta sintomas claros, mas pacientes que têm circunferência abdominal elevada, cansaço excessivo e histórico familiar de diabetes e pressão alta devem procurar um médico para avaliação.
Na avaliação clínica, de acordo com o profissional, considera-se que o paciente possui a síndrome metabólica se ele apresentar ao menos três dos sintomas abaixo:

  • Obesidade central ou periférica denominada pelo Índice de Massa Corporal (IMC) ou pelo tamanho da circunferência abdominal (nos homens até 102 cm e, nas mulheres, até 88 cm)
  • Fatores genéticos ligados a casos de diabetes ou pressão alta na família
  • Síndrome do ovário policísticos
  • Índice glicêmico em jejum oscilando entre 100 e 125
  • Valores baixos de HDL (colesterol bom) e elevados de LDL (mau colesterol)
  • Níveis aumentados de triglicérides
  • Prestar atenção aos sintomas e realizar exames regularmente é de extrema importância para evitar complicações de saúde. De acordo com o cardiologista, quanto antes o paciente descobre que sofre de síndrome metabólica, maiores são suas chances de prevenir e combater problemas acarretados pelo transtorno, como doenças cardiovasculares, diabetes, acidente vascular cerebral, entre outros.
  • Fonte: VIX
  • LInk: https://cardiologista, colesterol, coração,diabetes,acidente vascular cerebral,síndrome metabólica,gordura abdominal,estresse, sedentarismo,pressão alta