sábado, 4 de maio de 2019

Remédios caseiros para Artrite!

Quase todo mundo sente dor nas articulações à medida que envelhece. Em geral, é osteoartrite, ou seja, o desgaste das articulações resultante de uma vida cheia de atividades física, de crianças pequenas e até ótimos programas de condicionamento físico. A artrite reumatoide, por outro lado, é um quadro doloroso, que desfigura a articulação e ocorre quando o sistema imunológico confunde o tecido normal com algo estranho e o ataca. Pode acontecer em qualquer idade. Os medicamentos – potentes – ajudam, mas alguns remédios caseiros para artrite também trazem a promessa de uma vida com menos dor. Conheça alguns!

Chá de gengibre

Vários estudos descobriram que o gengibre imita os anti-inflamatórios não esteroides(AINE), os fármacos de primeira linha contra a artrite. Parece que funciona reduzindo as substâncias químicas causadoras da dor que fazem parte da resposta do organismo à inflamação – e faz isso sem os efeitos colaterais das medicações. Use gengibre em pó, cru ou fresco levemente cozido à vontade nos alimentos. Faça um chá com ¾ de gengibre e duas xícaras de água fervente. Deixe ferver lentamente, coberto, por 15 minutos, e beba duas ou três vezes ao dia.

Faça um creme de massagem com temperos

Misture um pouco de pimenta-de-caiena, alecrim ou tomilho em ½ xícara de azeite ou óleo vegetal e use como um creme suavizante. Todos eles têm propriedades analgésicas.

Aposte no creme de capsaicina

Esse antigo remédio caseiro agora é um produto de venda livre nas farmácias para o tratamento de artrite e dor nas costas. Substância extraída da pimenta-de-caiena, a capsaicina reduz os níveis da substância P, que transmite sinais de dor ao cérebro. O remédio caseiro para artrite está no armário da cozinha: misture algumas pitadas de caiena moída a duas a três colheres de chá de azeite de oliva. Aplique com gaze à pele intacta nas articulações dolorosas várias vezes ao dia. As primeiras doses causarão uma suave sensação de queimação, mas você se tornará insensível depois de uma semana. Mantenha a distância da boca, dos olhos e de outras mucosas, e evite contato direto com as sementes da pimenta – a caiena é altamente irritante. Uma leve irritação na pele é um efeito colateral comum desse tratamento. Veja outras ações que podem te ajudar a tratar a artrite.

Receitas que curam

Cataplasma de gengibre
Aplicar gengibre amassado numa articulação dolorosa pode esgotar as reservas da substância P (um composto químico do cérebro que transporta as mensagens de dor até o sistema nervoso central). Um estudo com 56 pessoas detectou que o gengibre aliviou os sintomas em 55% dos pacientes com osteoartrite e em 74% dos afetados por artrite reumatoide.
Ingredientes:
  • um pedaço de gengibre fresco com 7,5 cm
  • azeite de oliva
Preparo:
  • Descasque e pique bem o gengibre.
  • Misture-o com bastante azeite de oliva até formar uma pasta.
  • Aplique na articulação dolorida. Dependendo do local da dor, pode ser necessário manter o gengibre no lugar com gaze ou com uma atadura elástica. Deixe por 10 a 15 minutos, mas não aperte demais. Para obter alívio extra, aqueça um pouco o gengibre antes de aplicá-lo.
  • Óleo mentolado para alívio da dor
    É difícil acreditar que o sabor mais comum do mundo também pode eliminar a dor. Num estudo, o óleo de hortelã-pimenta esfregado na testa e nas têmporas de pessoas com cefaleia crônica aliviou a dor. A hortelã também é um ingrediente tradicional de bálsamos e óleos para minimizar as dores musculares.
    Ingredientes:
    • mais ou menos 2 xícaras de folhas frescas de hortelã azeite de oliva
    • 1 colher (sopa) de vodca ou álcool a 70%
    • algumas gotas de tintura de benjoim
    Preparo:
  • Encha um jarro pequeno e limpo com as folhas frescas de hortelã, sem pressioná-las.
  • Verta azeite de oliva até encher o jarro.
  • Adicione a vodca ou o álcool. Ponha o jarro numa janela ensolarada e deixe-o em infusão por pelo menos duas semanas. Em seguida, coe a mistura e passe para uma garrafa ou um frasco limpo. Adicione a tintura de benjoim (disponível em farmácias e lojas de produtos naturais) para preservar o óleo. Armazene o remédio caseiro para artrite num lugar escuro e fresco. Esfregue sobre as articulações doloridas, conforme necessário.
  • Óleo de massagem condimentado
    Este óleo é feito com ervas que aliviam a dor e a inflamação. Use-o duas vezes ao dia, todos os dias, durante uma semana ou até a dor diminuir.
    Ingredientes:
    • 1 colher (sopa) de folhas secas de alecrim
    • 3 colheres (chá) de sementes de aipo
    • 1 colher (chá) de pimenta-de-caiena ou outra pimenta vermelha esmagada
    • 235 ml de azeite de oliva, ou óleo de amêndoas ou de jojoba
    Preparo:
  • Bata o alecrim, as sementes de aipo e a pimenta vermelha até a completa pulverização num moedor de café ou de temperos bem limpo.
  • Com uma colher, despeje-o numa jarra de vidro com tampa hermética e adicione o óleo.
  • Agite-o vigorosamente e, em seguida, cubra-o, deixando por 10 dias e agitando periodicamente.
  • Coe a mistura por um filtro de café de papel num frasco de vidro esterilizado e mantenha em local fresco e escuro por até seis meses, ou mais ainda se o mantiver na geladeira.
  • Para usar: esfregue uma a duas gotas sobre a pele para verificar se ocorre alguma reação adversa. Se não houver reação, massageie suavemente um pouco do óleo em cima da articulação dolorida duas vezes por dia.
  • fonte: Msn
  • LInk: http://artrite reumatóide, gengibre, capsaicina,remédios caseiros
  • Novo medicamento para diabetes tipo 2 e causa emagrecimento!

    Um dos maiores dilemas no tratamento do diabetes tipo 2 ainda é conseguir controlar a glicose no sangue. Essa é a função básica de qualquer plano terapêutico e, claro, dos medicamentos lançados com essa finalidade. Mas, no século 21, temos outros objetivos desafiadores que acompanham esse primeiro. Se pudéssemos congregar todos eles numa frase só, daria pra dizer que a grande missão é domar a glicose e, ao mesmo tempo, reduzir o peso, oferecer baixíssimo risco de hipoglicemia e ainda oferecer segurança do ponto de vista cardiovascular.

    E se todas essas vantagens pudessem ser oferecidas por meio de um único remédio? Pois é com essa meta que chega ao Brasil um novo tratamento para o diabetes tipo 2, o medicamento semaglutida.
    Outro atrativo para o paciente é a frequência de aplicação: semanalmente. A ideia, claro, é facilitar a adesão e o uso correto no dia a dia. Mas há um detalhe importante em sua forma de administração: trata-se de uma medicação injetável. Ela é aplicada via subcutânea por uma caneta, num processo semelhante ao da insulina.


    Obviamente, a indicação do medicamento (assim como qualquer outro) deve ser feita somente após consulta com o médico. Os efeitos adversos não são comuns, mas o que mais se destaca são as náuseas. Por isso, a dose da semaglutida deve ser aumentada gradualmente até se atingir o ideal para cada paciente. Na prática, parece que o fato de se apresentar náusea faz com que o paciente perca ainda mais peso.
    Ainda que o fármaco seja de aplicação semanal, o desafio é manter seu uso continuamente — recado que vale para qualquer medicamento contra o diabetes. E o ponto é que, por ser injetável, sabemos que pacientes tendem a abandonar o tratamento prematuramente. O abandono da terapia, não custa lembrar, eleva os valores da glicose no sangue e piora o controle do diabetes, aumentando o risco de sequelas a longo prazo.
    É preciso ressaltar que a semaglutida não se destina puramente à perda de peso. Ela é, sim, uma arma para tratar o diabetes tipo 2 e que possui um bônus de promover o emagrecimento. Outros estudos estão em andamento para avaliar segurança e eficácia do medicamento para o tratamento da obesidade no futuro.
    Em suma, a chegada desse remédio enriquece nosso arsenal de opções contra o diabetes tipo 2, o que deve melhorar ainda mais o controle da condição e a qualidade de vida dos pacientes. Só vale recordar que medicações não operam milagres. Mesmo as mais modernas não nos eximem de fazer nossa parte, isto é, cuidar da saúde, se alimentar direito, fazer atividade física…
    Fonte: saúde