sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Whey protein também é detox e ajuda contra doenças. Você sabia?

Diversas pesquisas científicas revelam que as funcionalidades do Whey Protein também servem para proteger o corpo contra determinadas doenças, como o diabetes, e, inclusive, ser uma espécie de detox. Isso porque ele é o precursor da glutationa, um dos antioxidantes mais poderosos que existem.

Para que serve o Whey Protein
  • Funciona como Detox
  • É antioxidante
  • Fortalece a imunidade
  • Controla a pressão arterial
  • Auxilia nas dietas
  • Controla o Diabetes
  • Ajuda no tratamento do câncer
  • Evita cólica e dermatite atópica
  • Estimula o anabolismo (importante depois de cirurgias)
  • Combate a sarcopenia
  • Reduz o risco de doenças cardíacas
  • Reduz risco de acidentes vasculares cerebrais (AVC)
Detox e antioxidante
Pesquisas da Universidade de Cambridge e do The American Journal of Clinical Nutrition revelaram que o whey tem grande potencial antioxidante e de desintoxicação do corpo.
Fortalece a imunidade e controla a pressão arterial
As duas principais proteínas presentes no whey melhoram a imunidade porque aumentam a função das células de defesa e bloqueiam a conversão da enzima de angiotensina, ajudando no controle da pressão arterial.
Auxilia em dietas
A substância estimula a produção de colecistoquinina (CCK) e GLP-1, hormônios relacionados à digestão e saciedade. Ainda inibe a liberação da grelina, conhecida como o hormônio da fome.
Controla a diabetes
Estudos recentes indicam que o whey pode reduzir o aumento dos níveis de açúcar no sangue após as refeições, aumentando a sensibilidade da insulina.
Ajuda no tratamento do câncer
Segundo um estudo publicado pelo Journal of Food Science and Engineering, a substância ajuda a prevenir e tratar o câncer intestinais, justamente pelas suas características desintoxicantes e imunoestimulantes.
Previne cólicas e dermatite atópica
Na sua forma hidrolisada, por ser mais facilmente digerido, o whey pode evitar as cólicas e a incidência de dermatite atópica.
Auxilia no pós-operatório
Por ser uma proteína rica em aminoácidos que estimulam o anabolismo, é indicado para a recuperação e cicatrização depois de cirurgias até de queimaduras.
Combate a sarcopenia
De acordo com o jornal científico Geriatrics & Gerontology International, a perda progressiva de força muscular e massa magra a partir dos 30 anos (sarcopenia) pode ser revertida e até evitada com a suplementação de whey protein.
Reduz risco de doenças cardíacas e AVC
Cientistas da Reading University apontaram ainda a redução do risco de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais (AVC) com a ingestão dos suplementos como o whey.
Como tomar whey protein
Segundo o nutricionista Israel Adolfo Miranda Busto, para quem pratica atividade física, ele deve ser ingerido depois dos treino e não é muito indicado para aqueles dias sem atividades físicas.
Além disso, vale ressaltar que ele "não substitui refeição e pode ser ingerido com água, sucos, vitaminas e, inclusive, fontes de carboidratos", aconselha o especialista. 
Esses nutrientes a mais pode, inclusive, ajudar na produção interna de antioxidantes e intensificar seu potencial, como complementa a médica médica Elisa Urban, da equipe de Desenvolvimento de Produtos da Essential Nutrition.
Ele até pode entrar no lugar de alguns lanches, se for consumido junto com linhaça chia. Mas sempre lembrando que fibras atrapalham que está em busca de hipertrofia muscular.
Como escolher
De acordo com Elisa, o whey protein que contenha corante, aroma, adoçante, conservante artificial e excesso de açúcar ou carboidrato não é indicado. Por isso, "fique atento à tabela nutricional e aos ingredientes que compõem o produto", alerta. 
Outra informação importante é que se for whey protein concentrado, pode possuir caseína, gordura e lactose. Então, pessoas com alergia ou restrição alimentar devem evitá-lo. Já se for isolado é diferente e até possui baixos níveis de carboidrato e gordura.
Quem é adepto da dieta vegana também consegue encontrar a suplementação sem componentes de origem animal no mercado.
FONTE: MINHA VIDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário