domingo, 21 de abril de 2019

Sabe a diferença entre probióticos e prebióticos?

Cerca de 70% do nosso corpo é formado por bactérias boas e ruins. Esse equilíbrio é fundamental para nossa saúde física e mental. É importante entender que o estilo de vida atual – estresse, alimentação pouco nutritiva, excesso de medicamentos (principalmente os antibióticos) e o afastamento do homem da natureza – tem causado desequilíbrio na nossa microbiota (conjunto de bactérias boas e ruins no nosso trato intestinal),  favorecendo o aparecimento de doenças.
Os alimentos processados e os medicamentos aumentam as bactérias ruins, que se proliferam largamente, causando uma diminuição no exército das bactérias boas. Nesse estado, nosso organismo não consegue absorver os nutrientes dos alimentos e a imunidade cai.

O que são probióticos?

Probióticos são organismos vivos que conseguem ultrapassar a barreira do estômago, que é muito ácido, chegando ao intestino intactos. Os alimentos probióticos são naturalmente fermentados e biodisponíveis, e equilibram nosso trato intestinal, trazendo benefícios como:
  • Combatem as bactérias nocivas;
  • Reduzem processos inflamatórios;
  • Aumentam a imunidade;
  • Potencializam a capacidade do organismo em absorver nutrientes dos alimentos;
  • Minimizam os desarranjos intestinais.

Alimentos probióticos:

  • Chucrutepode ser feito com repolho branco, roxo ou outro vegetal de sua preferência.Veja como fazer.
  • Kimchiuma iguaria fermentada, típica da Coreia do Sul, feita a partir de vegetais e temperos.
  • Rejuvelacbebida fermentada feita a partir de cereal integral.
  • Chá de Kombucha: bebida produzida a partir da fermentação de chás adoçados.
  • Kefirleite fermentado produzido a partir dos grãos de kefir.
  • Tempehalimento fermentado a partir de sementes de soja branca da Indonésia. Veja aqui.
  • Iogurte com culturas vivasfeito com microorganismos específicos para fermentar o leite.
Além dos alimentos naturais citados acima, é possível encontrar no mercado diversas marcas de probióticos em cápsulas. Se optar por essa alternativa, consulte seu médico para uma orientação mais precisa sobre qual o melhor produto e a dose indicada para seu caso.
Tomar iogurte uma vez por mês não vai resolver a questão, pois quando essas bactérias boas chegam ao intestino, elas duram pouco tempo, duas semanas no máximo. Por isso, os probióticos devem ser um hábito, bem como uma alimentação saudável e variada que inclua alimentos saudáveis, coloridos e prebióticos. Assim você oferece fibras e nutrientes variados ao organismo.

Alimentos prebióticos

Os prebióticos contêm fibras que não são digeridas no estômago, por isso chegam intactas ao intestino. É muito importante incluir esses alimentos no nosso prato pois irão estimular apenas a proliferação das bactérias benéficas. 
Exemplo de alimentos prebióticos: dente-de-leão, raiz de chicória, banana, maçã, alho, cebola, aspargos, farelo de trigo e aveia.
Tanto os alimentos probióticos quanto os prebióticos beneficiam a sensação de bem-estar, como atuam na prevenção de doenças. 
Cuide da saúde de seu intestino. Evite a prisão de ventre e a diverticulite.

Preparei um e-book para você: "Sucesso na Prevenção e Controle da Diverticulite" contém todas as informações completas do que você precisa saber e fazer para prevenir e controlar a diverticulite. Inclui sugestões de cardápios para os vários estágios, desde sua prevenção até o controle da doença, acrescido de várias dicas importantes para se manter saudável! Clique no link abaixo e adquira já seu exemplar e ganhe um livro bônus de receitas:https://go.hotmart.com/S5175144N
Fonte: MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário