quinta-feira, 10 de maio de 2018

Tapioca engorda ou emagrece?

Os benefícios da tapioca para o seu corpo são: Super fit e saborosa, ela ganhou o coração e a mesa dos brasileiros já há alguns anos, porém agora com mais força do que nunca. Tanto que tem muita gente trocando o pão pela tapioca imaginando que esta simples atitude causará emagrecimento.



Mas saiba, não é bem assim.  A tapioca possui uma elevada concentração de carboidratos - uma tapioca pequena, com 50 gramas, contém 43 g de carboidratos e cerca de 70 kcal. Dra. Viviane Christina de Oliveira Endocrinologista e Metabologista da Clinica MedPrimus explica que a tapioca entra no cardápio no lugar do pão com vantagens por ter um único ingrediente, a fécula de mandioca, portanto, não contém gordura, glúten, sódio e não necessita de óleo no preparo. Porém, não possui fibras e vitaminas, por isso, é preciso ter cuidado.
Para pessoas com diabetes o recheio da tapioca a deixará prejudicial ou não, pois trata-se de um alimento de alto índice glicêmico (115), fator que diferencia os carboidratos, pois cada tipo, "entra" na corrente sanguínea com diferentes velocidades. A tapioca tem liberação rápida e provoca uma hiperglicemia (aumento da glicose). Este quadro estimula a liberação do hormônio insulina, visando controlar os níveis glicêmicos. A médica explica que a alternativa é rechear a tapioca com alimentos ricos em fibras (vegetais) e proteínas (frango, ovos, atum, cottage). Outra dica, é adicionar chia na massa e misturar antes de ir para frigideira.
 Portanto, de um modo geral, a tapioca é, sim, uma boa alternativa para substituir o pão branco, mas, quem troca o pão pela tapioca, pensando apenas na quantidade de calorias, pode cometer o mesmo erro de quem tira o glúten da dieta e passa a comer alimentos sem fibras.
Equilíbrio e bom senso só fazem bem. Antes de adicionar ou excluir algum alimento do seu cardápio é importante verificar se a dieta da moda tem todos os nutrientes que o seu corpo precisa! Consulte um Endocrinologista e um Nutricionista.

Fonte: Mais Equilíbrio

Cardápios que dão saciedade e ajudam na perda de peso!

Quando escolhe seguir uma dieta que deixa você com fome a maior parte do tempo (existem várias com esse “defeito”), a tendência é desistir do propósito de emagrecer no terceiro ou quarto dia. Não precisa ser assim, de verdade! O sucesso de um programa de emagrecimento inclui um cardápio que ofereça combinações que garantam saciedade: a imediata e a prolongada.
A saciedade imediata ajuda a sossegar o estômago nas primeiras garfadas e a prolongada evita que a fome volte a roncar muito antes da próxima refeição. Por isso, a nutricionista , ressalta a importância de juntar alimentos fonte de carboidrato, proteína e gordura na mesma refeição – tanto nas principais (café da manhã, almoço e jantar) e nas intermediárias (lanches da manhã e tarde e ceia). Mas as proporções variam de acordo com o objetivo.

Quem quer emagrecer, deve apostar principalmente nos alimentos de saciedade prolongada. E as proteínas são as campeãs; as gorduras lideram o segundo lugar; e os carboidratos ficam por último nessa lista, segundo a nutricionista. Mas não vale ficar só no filé, especialmente se você é inquieta e precisa de carboidrato para amenizar a ansiedade. Já a gordura deixa a refeição mais saborosa, além de combater processos inflamatórios nas células – isto é, quando de boa qualidade como o azeite extravirgem ou vinda das castanhas e do abacate.
A proteína pode (e deve) estar presente em maior quantidade. Mas não se preocupe tanto com isso e, se não quiser se arriscar a fazer as combinações sozinhas.
O que combinar nos lanches intermediários:
1 pote de iogurte natural* + 1/2 banana + 6 amendoins
1 pote de iogurte natural + 1 col. (sopa) de whey protein (ou proteína vegetal em pó)
1/2 batata-doce cozida + 3 col. (sopa) de frango desfiado
Sanduíche: 2 fatias de pão integral + 2 fatias de queijo branco + 2 col. (sopa) de atum light
*o iogurte natural integral tem uma combinação perfeita de proteína, carboidrato e gordura.
O que combinar no almoço e no jantar:
1 filé de peixe grelhado + 2 col. (sopa) de arroz negro (ou integral) + folhas verdes à vontade e 2 col. (sopa) de legumes cozidos com 1 col. (sobremesa) de azeite extravirgem
1 filé de frango + 1/2 batata-doce (ou mandioca/aipim) + folhas verdes à vontade com 1 col. (sobremesa) de azeite extravirgem e 3 nozes
1 posta de salmão assada (ou grelhada) + 3 col. (sopa) de quinoa + 3 col. (sopa) de legumes cozidos com 1 col. (sobremesa) de azeite extravirgem
Fonte:Boa Forma