segunda-feira, 2 de abril de 2018

Pomadas caseiras para aliviar dor nas articulações

Saiba como aliviar a dor nas articulações, descrita como o incômodo, o peso ou a inflamação que surge em qualquer parte da articulação, incluindo a cartilagem, os tendões e os ossos.
É um dos sintomas que mais afligem a população, principalmente na terceira idade. Pode aparecer devido ao desgaste causado pelo envelhecimento, ou por certas doenças inflamatórias.
De modo geral, se manifesta após atividades que envolvem esforço físico. No entanto, muitas vezes torna-se recorrente e provoca incapacidade para realizar muitas das tarefas diárias.
Felizmente, existem muitos remédios e terapias que podem ajudar a minimizar seus sintomas, para que a dor articular não afete a qualidade de vida.
Entre estes, encontramos várias pomadas anti-inflamatórias que ativam a circulação, proporcionando um efeito analgésico para a dor.
Nesta ocasião, queremos compartilhar duas fórmulas feitas com pimenta caiena, um ingrediente conhecido por seu efeito calmante ideal para aliviar a dor nas articulações.
Não hesite em experimentá-las!

Pimenta caiena para aliviar a dor nas articulações

A pimenta caiena é um tempero picante que tem sido usado para fins gastronômicos e medicinais. Durante séculos, tem sido um ingrediente-chave na medicina alternativa, não apenas por causa de seu conteúdo de nutrientes, mas também de suas propriedades.
Ela contém um composto ativo conhecido como capsaicina, que lhe confere seu sabor especial e seus efeitos para a saúde. Esta substância age como um analgésico, anti-inflamatório e antioxidante, facilitando o tratamento de várias doenças.
De fato, na indústria farmacêutica, seus extratos têm sido utilizados pois podem controlar dores fortes, como as associadas à mastectomia e ao pós-operatório das amputações 
A única desvantagem é que muitas vezes o seu uso externo causa irritação e vermelhidão. Por esta razão, antes de experimentar qualquer pomada, é importante fazer um pequeno teste para verificar se há reações alérgicas.
As pomadas de pimenta caiena podem ser usadas para:
  • Atenuar as dores da artrite ou do reumatismo
  • Diminuir a rigidez ou dificuldade de movimento
  • Acalmar a dor causada por uma pancada ou trauma
  • Acelerar a recuperação de entorses

Pomada de pimenta caiena e óleo de amêndoas


Os ingredientes que combinamos neste unguento anti-inflamatório nos permitem estimular a irrigação do líquido sinovial, um fluido que lubrifica as articulações para evitar a ruptura da cartilagem.
É ideal para diminuir o excesso de inflamação e melhorar a flexibilidade da articulação afetada pela dor.

Ingredientes

  • ½ xícara de cera de abelha (100 g)
  • 2 colheres de sopa de pimenta caiena em pó (30 g)
  • 1 xícara de óleo de amêndoas (200 g)

Utensílios

  • Recipiente resistente ao calor
  • Colher de madeira
  • Jarra de vidro hermético

Preparação

  • Despeje a cera de abelha em um recipiente resistente ao calor e derreta-a em banho-maria.
  • Quando estiver derretida, adicione a pimenta caiena em pó e o óleo de amêndoas.
  • Reduza o fogo ao mínimo e misture com uma colher de pau.
  • Deixe por 10 minutos e desligue.
  • Aguarde até que esteja à temperatura ambiente e guarde-o em um frasco de vidro hermético, antes que ele se solidifique.

Modo de aplicação

  • Pegue uma porção da pomada com as mãos e esfregue-a sobre a articulação dolorida.
  • Faça uma massagem por 5 ou 10 minutos, até sentir uma sensação de calor.
  • Use-a todos os dias, ou quando sentir dor.
Com a pimenta caiena, vamos combinar outros dois analgésicos naturais muito potentes: o açafrão e o gengibre. Esta preparação ativa a circulação e reduz o excesso de inflamação que afeta a articulação.

Pomada de pimenta caiena, açafrão e gengibre 


Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de pimenta caiena em pó (30 g)
  • 2 colheres de sopa de açafrão em pó (30 g)
  • 2 colheres de sopa de gengibre em pó (30 g)
  • 1 xícara de óleo de semente de uva (200 g)
  • ½ xícara de cera de abelha (100 g)

Utensílios

  • Recipiente resistente ao calor
  • Colher de madeira
  • Jarra de vidro hermético
  • Preparação

    • Despeje a pimenta caiena, o açafrão e o gengibre em uma tigela resistente ao calor.
    • Adicione a xícara de óleo de semente de uva e aqueça a preparação em banho-maria, em fogo baixo.
    • Mexa com uma colher de pau até que tudo esteja bem misturado. Em seguida, adicione a cera de abelha e deixe derreter.
    • Quando tudo estiver bem integrado, retire do fogo e deixe que repouse por 10 minutos.
    • Guarde em um frasco de vidro hermético, e coloque-o em um local fresco e escuro.

    Modo de aplicação

    • Espalhe a pomada sobre a área afetada pela dor nas articulações e esfregue por 5 minutos.
    • Deixe absorver bem e, se achar necessário, enxágue.
    • Use até 2 vezes por dia.
    • Você costuma sentir dor articular? Se quiser combater esse sintoma de forma natural, não hesite em preparar estes interessantes tratamentos para aliviar a dor nas articulações.
    • Fonte: Melhor com saúde
    • Link: http://dor aticular, doenças inflamatórias

Refluxo- Como melhorar?


Resultado de imagem para refluxo gastroesofágico

Algumas mudanças de estilo de vida valem a pena tentar antes de recorrer a medicamentos para controlar o refluxo. Se você está soando um pouco rouco e com dor de garganta, você pode se preparar para um resfriado ou um ataque de gripe. Mas se você teve esses sintomas por um tempo, eles podem ser causados ​​não por um vírus, mas por uma válvula: seu esfíncter esofágico inferior. Esse é o músculo que controla a passagem entre o esôfago e o estômago, e quando ele não fecha completamente, o ácido do estômago e os alimentos retornam ao esôfago. O termo médico para este processo é o refluxo gastroesofágico, e o fluxo ascendente de ácido é chamado refluxo ácido.
O refluxo ácido pode causar dor de garganta e rouquidão e pode literalmente deixar um mau gosto na boca. Quando o refluxo ácido produz sintomas crônicos, é conhecido como doença de refluxo gastroesofágico, ou DRGE. Cerca de 5% a 10% das pessoas com DRGE apresentam dor de estomago na parte superior do abdômen que muitas vezes é confundida com um ataque cardíaco. Se você já teve episódios repetidos de azia ou outros sintomas de refluxo ácido, você pode tentar o seguinte para evitar o refluxo.

Como evitar o refluxo: comendo devagar

Quando o estômago está muito cheio, pode haver mais refluxo no esôfago. Se isso se encaixar em sua agenda, você pode tentar comer pequenas refeições mais frequentemente, o que é melhor do que três grandes refeições diariamente. Isso vai reduzir as chances de refluxo.

Como melhorar refluxo evitando certos alimentos?

Há alguns alimentos que são mais prováveis ​​do que outros para desencadear refluxo, incluindo hortelã, alimentos gordurosos, alimentos picantes, tomates, cebolas, alho, café, chá, chocolate e álcool. Se você comer algum desses alimentos com regularidade, você pode tentar eliminá-los para ver se isso melhora o controle de seu refluxo. Tente depois adicioná-los novamente, um a um para descobrir qual deles é responsável pelo seu refluxo.

Evite a crise de refluxo tirando bebidas carbonatadas da dieta

Bebidas carbonatadas, tais como refrigerantes, fazem você arrotar, o que que envia ácido para o esôfago. Beba água pura em vez de água com gás, uma vez que a água com gás também pode provocar arrotos e consequentemente, o refluxo.

Evite o refluxo ficando em pé após comer

Quando você está parado ou mesmo sentado, a gravidade ajuda sozinha a manter o ácido no estômago, onde ela deve mesmo ficar. Pare de comer três horas antes de ir para a cama. Isso significa que você não deve tirar sonecas após o almoço, e não deve fazer lanches tardios ou à meia noite.

Evite o refluxo não se movendo muito rápido

Evite exercícios vigorosos por algumas horas depois de comer. Um passeio após o jantar é bom, mas um treino mais árduo, especialmente se envolve curvar-se, pode enviar ácido para o esôfago. Tome esse cuidado e faça de tudo para movimentar-se mais lentamente após a alimentação.

Durma inclinado para evitar o refluxo

Idealmente, sua cabeça deve estar 15 cm a 20 cm mais alta do que seus pés. Você pode conseguir isso usando alguns suportes mais altos nas pernas que suportam a cabeceira da sua cama. Se o seu parceiro dormindo se opõe a essa mudança, tente usar um suporte de espuma para a parte superior do corpo. Não tente criar um suporte empilhando travesseiros. Eles não fornecerão o suporte uniforme que você precisa.

Perder peso e parar de fumar ajudam a evitar a crise de refluxo

O aumento do peso aumenta a estrutura muscular que suporta o esfíncter esofágico inferior, diminuindo a pressão que mantém o esfíncter fechado. Isso leva a refluxo e azia. No caso de fumantes, a nicotina pode relaxar o esfíncter esofágico inferior. Então, é bom lembrar sempre que hábitos saudáveis vão naturalmente ajudar a evitar o refluxo.

Verifique seus medicamentos

Alguns medicamentos, incluindo estrogênio pós-menopausa, antidepressivos tricíclicos e analgésicos anti-inflamatórios, podem relaxar o esfíncter, enquanto outros que são utilizados para aumentar a densidade óssea podem irritar o esôfago.
Se estas etapas não forem eficazes ou se você tiver dor ou dificuldade em engolir, consulte seu médico para descartar outras causas. Você também pode precisar de medicação para controlar o refluxo, mesmo quando você persegue mudanças de estilo de vida.
Fonte: Saúde Melhor