sábado, 13 de janeiro de 2018

Distúrbios da Tireóide


O que são Distúrbios da tireoide?

Sinônimos: Desordens da tireoide
Distúrbios da tireoide são condições que afetam a tireoide, uma glândula em forma de borboleta localizada na parte inferior do pescoço. A tireoide tem um papel importante na regulação de numerosos processos metabólicos de todo o corpo. Diferentes tipos de distúrbios podem afetar a estrutura ou a função da tireoide.
Uma área fina de tecido em meio da glândula, conhecido como o istmo, une os dois lóbulos da tiroide em cada lado. A tireoide utiliza o iodo para produzir os hormônios vitais, sendo que os principais são a tiroxina (T4) e a triiodotironina (T3). Esses hormônios são responsáveis pelo nosso metabolismo basal, ou seja, é ele que estimula as células a trabalharem e garante que tudo funcione corretamente no corpo.
A função da glândula tireoide é regulada por um mecanismo de auto controle que envolve o cérebro. Quando os níveis de hormônios da tiroide estão baixos, o hipotálamo no cérebro produz um hormônio conhecido como liberador de tirotropina (TRH), que faz com que a glândula pituitária (localizado na base do cérebro) libere o hormônio estimulador da tireoide (TSH).
Os distúrbios da tireoide ocorrem quando essa glândula pára de funcionar corretamente, podendo produzir mais ou menos hormônios do que o normal. Uma vez que a glândula tireoide é controlada pela glândula pituitária no e pelo hipotálamo, distúrbios de estes nestes tecidos também podem afetar a função da tireoide.

Existem quatro tipos principais de doença da tireoide:
Alguns distúrbios da tireoide comuns são:
  • Bócio
  • Bócio congênito
  • Bócio nodular tóxico
  • Câncer da tireoide
  • Carcinoma anaplasico da tireoide
  • Carcinoma da tireoide medular
  • Carcinoma papilar da tireoide
  • Hipertireoidismo
  • Hipotireoidismo
  • Neoplasia endócrina múltipla (MEN) II
  • Tireoidite silenciosa (sem dor)
  • Tireoide subaguda
  • Tireoidite crônica ou autoimune (doença de Hashimoto).
  • Sintomas de Distúrbios da tireoide

    Os sintomas de hipertireoidismo, em que o corpo produz muitos hormônios da tireoide, podem incluir:
    • Perda de peso
    • Aumento do apetite
    • Aumento da frequência cardíaca, palpitações cardíacas, aumento da pressão arterial, nervosismo e transpiração excessiva
    • Evacuações mais frequentes, às vezes com diarreia
    • Fraqueza muscular, mãos trêmulas
    • Desenvolvimento de bócio (aumento do volume do pescoço - “papo”)
    • Alteração dos ciclos menstruais e fertilidade.
    Os sintomas de hipotireoidismo, em que o corpo não produz menor quantidade de hormônios tireoidianos, podem incluir:
    • Letargia, processos mentais mais lentos ou depressão
    • Frequência cardíaca reduzida
    • Aumento da sensibilidade ao frio
    • Formigamento ou dormência nas mãos
    • Desenvolvimento de bócio
    • Prisão de ventre
    • Alteração dos ciclos menstruais e fertilidade
    • Pele e cabelo secos
    • Unhas quebradiças.
    Tireoidite subaguda:
    • Leve dor na glândula tireoide
    • Tireoide sensível ao toque
    • Dor ou desconforto ao engolir ou virar a cabeça
    • Apresentar esses sintomas pouco depois de uma infecção viral, tais como da gripe ou sarampo.
    Nódulos Benignos ou malignos (câncer de Tireoide):
    • Presença de deformidades na região cervical, especialmente na região da tireoide
    • Alteração da mobilidade da glândula à deglutição
    • Sinais e sintomas de hipertireoidismo ou hipotireoidismo de inicio abrupto
    • Por isso a necessidade do autoexame de forma regular.
    Por ser uma doença muitas vezes silenciosa, é importante acrescentar aos exames de rotina a dosagem dos hormônios tireoidianos e TSH.
  • Exames

    Além da história médica completa e exame físico, exames especializados são usados para diagnosticar distúrbios da tireoide. Veja:
    • Exames de sangue para medir os níveis de hormônios tireoidianos e TSH
    • Exames de imagem para investigar o tamanho e a presença de nódulos na tireoide
    • Biópsia e Punção aspirativa por agulha fina
    • Cintilografia de Tireoide
    • Tratamento de Distúrbios da tireoide

      O tratamento da doença de tireoide depende do tipo de disfunção. Pode incluir apenas acompanhamento clínico, bem como o uso de medicamentos de forma contínua, iodoterapia ou cirurgia.
    • Fonte: Minha Vida

Por que deve perder peso depois das festas de fim de ano?

Depois da maratona de comilança de fim e começo de ano (festas de confraternização da empresa, happy hour com os amigos, ceia e almoço de Natal e jantar de Réveillon), você se recusa a subir na balança, certo? Mas não deveria: isso se não quiser correr o risco de engordar um pouco a cada ano.

Segundo o endocrinologista Bruno Halpern, da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), vários estudos sugerem que o aumento de peso ao longo da vida tem relação com pequenos períodos de superalimentação, especialmente se não perder logo o que você ganhou nesses dias. Exemplo: todo começo de janeiro você se sente mais pesada (quem não?) e precisa se livrar de toda a gordura que acumulou por causa do panetone do último dia 25 e o bacalhau da virada. “Se você ganha 2 quilos nas festas e, depois, só perde 1,5 quilo e acumular 500 gramas ano a ano”, diz Halpern. Faça o cálculo: são 5 quilos a mais em uma década (passa rapidinho, viu!?).
Quem saiu de uma dieta muito restritiva pode engordar ainda mais com os exageros gastronômicos do Natal e Réveillon. “São pessoas que ganham facilmente de 4 a 5 quilos nesse período e, por isso, têm ainda mais medo de se pesar em janeiro”, comenta o médico, que sugere você superar essa aversão e começar o ano com o pé direito (e o esquerdo!) na balança. Em seguida, volte a comer mais leve e a praticar exercício para recuperar exatamente o peso que estava antes de 2017 terminar… e comemorar o resultado já no Carnaval!
Fonte:MSN