terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Quais os alimentos que podem evitar a Acne?

Os alimentos podem ajudar quem tem problemas com acne? A resposta é positiva, sim, eles podem contribuir com o tratamento ou na prevenção. Entenda melhor de que maneira.

Com o aumento da secreção sebácea mais o estreitamento e obstrução da abertura do folículo polisebáceo acontece o surgimento de cravos, favorecendo a proliferação de microorganismos, causando a inflamação característica das espinhas.
Geralmente as áreas mais afetadas são a face e as costas e normalmente surgem na puberdade. As causas são diversas: hereditariedade, problemas hormonais, hiperatividade das glândulas sebáceas, síndrome de ovários policísticos, etc.
Mas no que a alimentação pode ajudar? Veja as funções de alguns nutrientes e de que forma eles vão colaborar:
Vitamina A - diminui a produção de sebo. A melhor fonte de vitamina A são os alimentos ricos em betacaroteno. São eles: cenoura, abóbora, mamão, batata-doce, caqui, manga, agrião, brócolis, espinafre, salsinha, etc.
Vitamina C - antioxidante e antiinflamatória. Fontes: acerola, abacaxi, laranja, limão, morango, goiaba, limão, pimentão, etc.
Vitamina B2 - controla a oleosidade da pele. Fontes: leite, carnes, ovos, fígado, lêvedo de cerveja, espinafre.
Vitamina B6 - regula o metabolismo hormonal. Fontes: carnes de boi e porco, fígado, cereais integrais, batata, banana.
Fibras - promovem um bom trabalho intestinal, eliminam toxinas. Fontes: verduras, legumes, frutas, alimentos integrais, aveia, semente de linhaça, etc.
Cálcio, fósforo e magnésio - mantém o equilíbrio do sangue. Fontes: leite e derivados, vegetais de folha verde escura, leguminosas, etc.
Zinco - cicatrização e regeneração de tecidos. Fontes: ovo, cereais integrais, gérmen de trigo, etc.
Chá verde - antioxidante, repele as bactérias que causam as espinhas e reduz a inflamação (pode fazer compressa de chá verde gelado em cima da lesão).
Também é importante evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras e açúcares e não esqueça de beber bastante água.
Ter uma alimentação saudável e balanceada influencia bastante no surgimento ou mesmo no tratamento da acne. Por isso para quem sofre com esse problema a reeducação alimentar é essencial.
Fonte: Mais Equilíbrio

Varizes X Excesso de peso!

As varizes são veias superficiais dilatadas, tortuosas e alongadas que acometem os membros inferiores. São mais comuns em mulheres na proporção de 4 para 1 homem. A ação hormonal e o fator genético são muito importantes para o seu surgimento. No entanto, alguns hábitos e comportamentos podem propiciar o problema.

O excesso de peso, por exemplo, já é considerado um fator desencadeante de varizes. Quem está com quilos a mais tende a reter hormônios, contribuindo para o acúmulo de líquidos e dificultando a circulação.
Portanto, manter o peso é uma medida de prevenção às varizes — especialmente para quem possui predisposição.
O tipo de emprego também influencia nessa história. A maior taxa de varizes costuma ocorrer entre as pessoas que trabalham grande parte do tempo em pé. Entretanto, esse risco pode ser reduzido se o indivíduo andar no decorrer do expediente, o que sugere que a caminhada ajuda a prevenir o agravamento do quadro. Ao movimentar as pernas, a panturrilha e os demais músculos dos membros inferiores funcionam como uma espécie de bomba, pressionando as veias e propiciando o retorno do sangue. 
Profissões que exigem constante levantamento de pesos também podem contribuir para o aparecimento de varizes. Nessas situações de maior risco, a meia elástica exerce um papel importante no alívio dos sintomas, como dores, inchaço e sensação de peso nas pernas no fim do dia.
É válido esclarecer que o uso do salto alto ou a depilação com cera quente não desencadeiam varizes.
O tabagismo e o consumo de álcool não estão relacionados à piora do quadro, mas, de modo geral, contribuem bastante para o agravamento de problemas nas artérias. Por isso, parar com o cigarro e moderar na bebida seguem conselhos bem-vindos.
É importante ressaltar que, por mais que pareça um problema estético, as varizes são uma doença que deve ser avaliada e tratada pelo especialista no assunto, o angiologista ou cirurgião vascular. Ele saberá diagnosticar corretamente e indicar, com segurança, o melhor tratamento a ser empregado. Entre eles, a terapia mais indicada, a cirurgia de varizes, é efetiva e apresenta excelente resultado estético.
Também existem métodos auxiliares, que se valem de laser ou radiofrequência e podem tornar o pós-operatório menos doloroso, além de favorecer um retorno mais rápido às atividades profissionais. O uso da chamada espuma densa, técnica muito divulgada atualmente, é uma alternativa no tratamento das varizes e indicada em casos selecionados.
Na fase avançada da doença, as pessoas podem apresentar complicações como as úlceras venosas ou flebites, que são inflamações nas veias provocadas pela formação de coágulos (ou trombos) em seu interior. Daí a importância do tratamento precoce.
Para amenizar os sintomas de peso e cansaço nas pernas, o médico poderá prescrever a meia elástica, avaliando a compressão correta caso a caso, e indicar exercícios com os tornozelos e o hábito de colocar as pernas para cima no fim do dia para auxiliar na diminuição do inchaço.
Fonte: MSN
* Dr. Roberto Sacilotto é presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV).

domingo, 25 de fevereiro de 2018

ALIMENTOS QUE AJUDAM A DIMINUIR AZIA!

Maçã

Diversas frutas ajudam a aliviar a acidez estomacal, e entre elas está a maçã. Isso porque ela é rica em fibras, o que ajuda a regularizar o intestino. Além disso, a maçã possui ação cicatrizante, o que ajuda a aliviar a queimação.

Banana

A banana é considerada um antiácido natural. Portanto, se você está sofrendo muito com azia, coma uma banana. Você verá que o alívio é quase imediato!

Pão integral

Se você sofre muito com queimação no estômago, dê preferência aos alimentos integrais. Eles são responsáveis por ajudar a manter os níveis de ácido clorídrico equilibrados, que causa a azia.

Manjericão

O manjericão auxilia a aliviar as dores causadas pela azia, já que ele é um calmante natural. Além disso, o manjericão e outras ervas frescas podem substituir o uso do sal nas receitas, que pode ser um problema para quem sofre de gastrite. Mas lembre-se: anda sentindo muita azia? Procure um médico para ver qual é a causa desse sintoma!

Hábitos alimentares

Uma alimentação balanceada é tudo, mas mudar alguns hábitos alimentares também é importante. O TudoGostoso dá algumas dicas:
Pular refeições: muita gente tem o costume de pular refeições quando está com pressa, mas esse não pode se tornar um hábito. Quando você pula refeições, você tende a comer mais na próxima refeição, o que faz com que o estômago produza mais suco gástrico para digeri-las.
Comer muito rápido ou não mastigar direito: o alimento começa a ser digerido já na mastigação. Portanto, quando você come muito rápido, o estômago precisa trabalhar dobrado para digerir esse alimentos.
fONTE:MSN

Receita light e tropical!

Smoothie de abacaxi



Rendimento: 4 porções
Ingredientes:
450 g de abacaxi em cubos
3/4 de xícara de suco de laranja
1/4 de xícara de leite de coco
Fonte: MSN

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

As dietas mais perigosas!

Você já ouviu falar da dieta da bolacha, dieta da sopa ou qualquer outra dieta que promete resultados imediatos e milagrosos? Neste artigo vamos falar sobre as dietas mais perigosas do mundo! Ao contrário do que devia acontecer, as pessoas estão deixando de lado a reeducação alimentar e entrando de cabeça nas dietas restritivas, quem possuem diversos efeitos colaterais ao corpo.

Dieta para emagrecer: Dieta da solitária

Por mais absurdo que pareça, algumas pessoas buscaram nas lombrigas solitárias uma solução para emagrecer rapidamente. Mas como seria esta dieta? A pessoa ingere uma lombriga ou em alguns casos, ingere uma pílula que ajuda a desenvolvê-la. Como todo mundo sabe, este parasita promove a perda de peso e no momento em que a pessoa chega ao peso desejado, ela toma um remédio para matar este verme.

Dieta para emagrecer: Dieta da sopa

Esta dieta é bem famosa e a sua proposta varia nos ingredientes, mas o objetivo é o mesmo. Você deve tomar o café da manhã normalmente e no restante do dia você só pode se alimentar de sopa. Esta dieta é realmente muito simples não é mesmo, mas será que ela é saudável? Obviamente que não, porque se você ainda não sabe, as dietas quase sempre restringem nutrientes que o seu corpo precisa para ter um bom funcionamento.

Dieta para emagrecer: Dieta do suco de pomelo

Esta dieta é famosa deste a década de 30 e a sua proposta é a seguinte, você pode comer os alimentos que gosta sem restrição para proteínas e gordura, limitando apenas os alimentos ricos em carboidratos. O segredo da dieta está no consumo diário de 2 litros de suco de pomelo que quando combinado com a proteína, tem a capacidade de acelerar a queima calórica. É importante frisar que não existe estudos que comprovem tal efeito milagroso.

Dieta para emagrecer: Dieta HCG

Os hormônios são fatores que podem sim alterar a sua capacidade de ganhar ou perder peso, mas na dieta de HCG, você injeta, ingere ou passa um creme na pele para absorver este hormônio. O objetivo desta dieta é que o hormônio ataque e queime as células de gordurosas em nosso corpo, mas assim como na dieta anterior, não existe nenhum estudo que comprove a eficácia desta dieta.

Dieta para emagrecer: Dieta da bolacha

A dieta da bolacha aparentemente é maravilhosa, uma vez que ela permite que você coma 6 bolachas por dia, além de jantar. O grande problema é que as bolachas não são exatamente as que está pensando, são bolachas especiais que contêm proteína de carne e o gosto é extremamente ruim, fazendo com que você tenha vontade comer outra coisa o mais rápido possível para tirar aquele sabor da boca.

Dieta para emagrecer: Dieta da língua

A dieta da língua incentiva que a pessoa implante um dispositivo que torna o ato de se alimentar um pouco desconfortável. Depois da cirurgia, quando a pessoa for comer ela sentirá um incomodo e isso ajuda a limitar o consumo de alimentos ingeridos. Essa dieta é extremamente horrível, uma vez que a pessoa não conseguirá nutrir corretamente o corpo.

Dieta para emagrecer: Dieta da sobremesa no café da manhã

Comer sobremesa faz bem e o café da manhã é considerado a refeição mais importante de todas, porque é através dela que acontece desjejum. O problema é quando a pessoa começa a comer donuts, biscoitos, bolos ou outras guloseimas logo pela manhã. Quando você troca o horário e come a sobremesa pela manhã, a tendência é que você se alimente menos, mas se a pessoa não controlar a quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos, esta dieta não servirá de nada.
Estas são apenas algumas das inúmeras dietas que existem, e se você conhece alguma que não foi citada, deixe nos comentários que teremos o maior prazer de escrever e alertar sobre. É sempre importante frisar que a boa dieta é aquela que mantém o seu corpo saudável! Portanto, não acredite em dietas milagrosas e em resultados exagerados, o emagrecimento é fruto de dedicação e paciência!
Fonte: Buscar saúde

Como o hábito de escutar a música pode ajudar na sua saúde?

Você que gosta de música, sabe quais são os benefícios da música para o cérebro? A música pode ser muito utilizada na educação infantil e além de todos os benefícios para a memória, a música também oferece inúmeros benefícios para a saúde. Este artigo foi feito para você que não consegue passar um dia sem ouvir música!

Quais os benefícios da música para a saúde?

Quem não se sente bem ouvindo aquela música favorita? Várias pessoas escutam música durante a atividade física e isso é muito motivante! Muitos estudos estão mostrando que escutar música vai muito além do que um hobby, ela pode ajudar no combate de diversas doenças e faz um bem enorme para a saúde do cérebro. Na sequência do nosso artigo, vamos mostrar os principais benefícios da música para a saúde, confiram!

Música e felicidade

Os estudos mostraram que quando a pessoa escuta as músicas favoritas, há um aumento na liberação de dopamina, a substância responsável por causar o bem-estar. O aumento do nível de dopamina no organismo contribui consideravelmente para a sensação de felicidade, emoção e alegria.

Música e corrida

Os estudos mostram que as pessoas que praticam corrida ouvindo música, conseguem uma motivação maior e com isso, podem atingir resultados melhores! Mas é importante informar que isso não é uma regra, ou seja, pode funcionar com uns e não com outros, mas certamente é um ponto que pode influenciar positivamente e deveria ser experimentado.

Música combate estresse

Ouvir as suas músicas favoritas ajuda na redução dos níveis de cortisol no organismo, que é o hormônio responsável pelo estresse. Talvez você não saiba, mas o estresse é um dos causadores de aproximadamente 60% das enfermidades.

Música melhora o sono

Milhares de pessoas sofrem com distúrbios do sono, sendo que a insônia é o principal destes problemas. O estudo mostrou que escutar músicas calmas antes de dormir, promove um relaxamento que favorece um sono muito melhor. Assim como na corrida, este benefício pode variar de pessoa para pessoa, ou seja, experimente e caso veja melhorias, basta continuar!

Música contra a depressão

A depressão é uma grave doença que afeta cada dia mais pessoas e por isso, todas as formas de combatê-la são bem-vindas. O estudo mostrou que os sintomas da depressão são menos intensos nas pessoas que escutam músicas diariamente, principalmente entre as pessoas que escutam a música favorita antes de dormir.

Música melhora seu humor

O relaxamento e o bem-estar obtido ao ouvir música também favorece a melhoria do seu estado de humor. Portanto, pode ser uma ótima opção para as pessoas que perdem a cabeça facilmente no trabalho ou no trânsito, por exemplo. O estudo mostrou que a música ajuda a combater o caos existente nestes lugares, ou seja, se você puder ouvir música no carro e no trabalho, o seu bom humor será estimulado e as situações estressantes serão menos notadas. Mas é importante saber que não estamos falando de música no último volume, ela deve estar em uma altura agradável e que não interfira nas demais tarefas que serão realizadas.

Música melhora a memória

Aqui no Buscar Saúde já fizemos um artigo especialmente sobre como estimular a memória, e a música é uma das ferramentas para isso, caso tenha interesse indicamos esta leitura complementar. Nos estudos realizados, os resultados mostram que ouvir música frequentemente ajuda na melhoria da capacidade de aprendizado e de memorização. Este benefício pode ser ainda mais aprimorado, caso a pessoa pratique e toque algum instrumento musical. Com todos estes aspectos, fica fácil compreender porque a música pode e deve ser utilizada como ferramenta de ensino durante a infância e adolescência.

Música reduz a ansiedade

Além do combate ao estresse e depressão, a música também pode ajudar a reduzir os problemas de ansiedade. As pessoas que escutam música diariamente, acabam ocupando a mente naquele momento e com isso, diminui a ansiedade justamente por não estar pensando naquilo que o incomoda.

Música alivia a dor

Os estudos também mostraram que as músicas podem ser usadas em terapias para reduzir a intensidade da dor. Este procedimento já é muito utilizado em tratamento de pessoas com câncer, mas novas descobertas estão mostrando que também pode ajudar as pessoas que sofrem com dor crônica.
Estamos chegando ao final deste artigo e agora que você tem todas essas dicas em mãos, basta experimentá-las e avaliar quais surtiram efeitos positivos para o seu caso. Não se prive em apenas uma, combine várias destas situações e aproveite o máximo de benefícios que a música tem para oferecer.
Fonte:Bruno Morgado é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. 

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Alimentos que aumentam a imunidade!

A imunidade é o mecanismo de defesa do nosso organismo. Quando o clima muda o corpo sente e é a imunidade que “segura as pontas” e impede que muitas doenças se manifestem. Uma forma saudável e importante de aumentar a imunidade é através da alimentação.
O corpo precisa de diversas vitaminas e minerais diários para manter o funcionamento correto do organismo, por isso, é preciso equilíbrio e tomar decisões saudáveis no momento de escolher os alimentos que vão para o prato.
Esses 10 alimentos são conhecidos por aumentar a imunidade (1,2,3,4):
1- Alho
alho é usado em vários preparos do nosso dia a dia. O que muitos não sabem é que o alho possui uma dose grande de selênio e zinco, que são essenciais para a melhoria do sistema imunológico. Para aproveitar o seu efeito benéfico consuma o alho cru. Mas colocando ele nos preparos, usando para temperar alimentos, mesmo que cozido , já ajuda o seu organismo.
2- Cebola
Outro alimento muito comum para temperar pratos do dia a dia do brasileiro é a cebola. Devido à presença da quercetina presente nela, esse alimento auxilia na saúde de pessoas alérgicas e que passam por um tratamento contra uma doença viral, onde o corpo precisa de reforço no sistema imunológico para eliminar o problema.
Assim como o alho, a cebola tem seus benefícios potencializados quando consumida crua. Mas não deixe de usar a cebola em outros preparos.
3-Lichia
Não é segredo para ninguém que a vitamina C é considerada uma das melhores para auxiliar o sistema imunológico. A lichia é rica em vitamina C e ainda possui uma dose enorme de componentes anti-inflamatórios.
lichia é uma fruta de baixo carboidrato, pode ser consumida sem medo, porém, todo tipo de alimento precisa ser consumido com moderação pois o excesso é prejudicial de qualquer forma.
4- Gengibre
gengibre pode ser usado como tempero, chás, cozidos, sucos e em diversas receitas. Essa raiz poderosa ajuda o sistema imunológico porque mata bactérias e carrega uma boa dose de vitamina B6, além de ter vitamina C.
Se escolher consumir cru tenha cuidado, pois algumas pessoas tem sensibilidade ao gengibre e podem perder o sono. Nesse caso, consuma duas colheres de gengibre ralado durante a manhã.
5- Cogumelo shitake
cogumelo shitake é rico em proteína, por isso, é uma boa opção para quem é vegano e não consome nenhum tipo de alimentos de origem animal. O shitake possui um grande índice de lentinana, que funciona como um estimulador da produção das células de defesa do organismo.
O shitake possui uma grande carga de aminoácidos, o que também ajuda a aumentar a imunidade. É necessário consumir 100 gramas em média por dia para sentir os feitos positivos (porém, a quantidade exata depende da recomendação médica, de acordo com o seu tipo físico).
6 – Limão
Aumentar A Imunidade: Consuma O Limão Em Saladas (Foto: Divulgação)
Um dos melhores alimentos para aumentar a imunidade é o limão. O limão é uma fruta azeda, que tem uma acidez que ajuda a balancear o pH do organismo se consumida na medida certa.
Consumindo o limão você aproveita os antioxidantes e a vitamina C da fruta, e que ajuda a fortalecer o seu sistema imunológico.
7 – Rúcula
rúcula também possui uma boa dose de vitamina C e por isso ajuda a fortalecer o organismo. Consumindo rúcula diariamente você consegue prevenir e até a combater infecções. A rúcula estimula a cicatrização, além de ser rica em antioxidante.
Além de ajudar a aumentar a imunidade, a rúcula é conhecida como um fortalecedor do coração, pois inibe doenças cardiovasculares e o envelhecimento precoce.
E se você está com anemia ou problemas com cálcio tem mais motivos ainda para incluir a rúcula no seu cardápio. Isso porque essa plantinha é rica em cálcio e ferro.
8 – Morango
morango tem poucas calorias, embora também tenha a famosa frutose. Rico em silício e a vitamina C, essa frutinha vermelha ajuda o seu sistema imunológico a ficar forte. O morango também possui manganês, magnésio, potássio, vitamina K e vitaminas do complexo B.
9- Couve
couve é usada em sucos detox justamente porque ela uma folha faxineira. Limpa o organismo de tudo o que tem de ruim e é um baita anti-inflamatórios. Além disso, a couve ajuda na cicatrização e renovação das células. Ela é capaz de limpar o organismo de dentro para fora.
10- Acerola
acerola também ajuda a aumentar a imunidade por ser rica em vitamina C. Além disso, a acerola possui potássio, uma dose baixa de carboidratos. Opte por consumir a acerola como é colhida da árvore.
A quantidade necessária de cada um desses alimentos vai depender do seu histórico médico e tipo físico, por isso, consulte o seu médico para saber quantas porções de cada um deles é necessário para aumentar a imunidade.
Dica coringa: O segredo é o equilíbrio na alimentação para que o seu sistema imunológico esteja firme e forte. Todos esses alimentos listados acima se consumidos com equilíbrio na sua dieta, vão ajudar a ter mais saúde e disposição.
E mesmo que você consuma de vez em quando alguns alimentos naturais, isso não é bastante para aumentar a imunidade e prevenir doenças.
Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, está à um passo ver a sua saúde minguar aos poucos.
Esse é o momento de transformar a sua saúde de forma efetiva!
Por isso eu trago a revolução da saúde, um projeto que pretende mudar a cara da alimentação e da saúde de todos! Você, os seus filhos e toda a família merecem uma transformação na saúde que realmente seja eficaz, cuidando do corpo de dentro para fora!
fonte: Blog do Dr.Juliano Pimentel

SALADA DE LEGUMES GRELHADOS

Ingredientes

1 abobrinha cortada em rodelas finas
1 berinjela cortada em rodelas finas
2 tomates cortados em rodelas finas, sem sementes
Molho
1 colher (sopa) de manjericão picado
Suco de 1 limão
1 colher (sobremesa) de mostarda
1 colher (sobremesa) de queijo parmesão light
Sal a gosto

Modo de preparo

Grelhe os vegetais em frigideira antiaderente, sem óleo.
Tempere com sal e pimenta.
Monte o prato intercalando as rodelas de modo a formar dois círculos.
Faça um círculo interno e outro externo.
Decore com um ramo de manjericão no centro.
Molho
Misture os ingredientes.
Sirva cobrindo a salada.
Aproveite !
Pode acompanhar carne , peixe ou frango.
Patrícia Mendes

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Pão de queijo de frigideira

Receita especial e fácil de fazer!

A receita a seguir rende quatro porções, com 124,2 Kcal cada.



Ingredientes

1 ovo
1 colher (sopa) de polvilho doce
1 colher (sopa) de polvilho azedo
1 colher (sopa) de farinha de linhaça
2 colheres (sopa) de ricota fresca
4 fatias de queijo light
Sal a gosto
Spray de azeite (para untar)

Modo de preparo

Em um bowl, bata o ovo com um garfo.
Junte a ricota mexendo sempre, para desmanchar os grumos.
Misture os dois polvilhos e a farinha de linhaça.
Tempere com sal.
Unte uma frigideira antiaderente com spray de azeite.
Despeje metade da massa.
Coloque as fatias de queijo.
Cubra com o restante da massa.
Deixe assar por dois minutos em fogo baixo.
Vire para dourar do outro lado mais um minuto.
Sirva em seguida.
Fonte: Lucília Diniz

Pipoca de couve-flor! Conhece???

Afinal, onde havia apenas calorias vazias, somamos excelentes qualidades nutricionais.
Isso porque a couve-flor é um dos vegetais crucíferos.
Esta categoria contém glicosinolatos e tiocianatos.
E também o poderoso antioxidante sulforapano.
Estes compostos aumentam nossa capacidade de neutralizar substâncias tóxicas.
Ou seja, oferecem um “efeito detox”.
Enzimas encontradas na couve-flor também contribuem para este processo.
Sem falar nas baixas calorias de um autêntico snack saudável.
Cada 100 gramas tem aproximadamente 50 Kcal.

Ingredientes

1 couve-flor
1 colher (sobremesa) de sal
azeite de oliva em spray

Modo de fazer

Lave bem a couve-flor e corte os buquês em “bolinhas”.
Despreze os talos.
Em um recipiente, misture as bolinhas com o sal.
Transfira-os para uma assadeira e borrife com o azeite de oliva.
Asse-as em fogo alto por cerca de uma hora, até que fiquem douradas.
Sirva em seguida.
Fonte: Lucilia Diniz

Quais os alimentos que devem ser evitados para evitar o câncer?


Quanto mais comidas altamente processadas você ingere, maior é a chance de desenvolver um tumor. Esta é a conclusão de um estudo realizado com mais de 10 mil pessoas pela universidade francesa Sorbonne Paris Cite.

Pulicada no Britsh Medical Journal, a pesquisa sugere uma ligação entre alimentos ultraprocessados (que são altamente modificados industrialmente). Quando uma pessoa aumenta em 10% o consumo de alimentos ultraprocessados na dieta, ela tem um risco 12% maior de desenvolver câncer.
Por ano, em média, há 79 cânceres a cada 10 mil pessoas. Se o consumo de processados aumentasse em 10%, isto provocaria mais 9 casos de câncer a cada 10 mil pessoas.
O estudo contou como comidas ultraprocessadas: barra de chocolate e doces industrializados, refrigerantes, nuggets de frango e de peixe, macarrão e sopa instantânea, comidas prontas congeladas, enlatados e embutidos, como salsicha, linguiça, e alimentos com altos teores de açúcares, óleos e gorduras.
Já se sabe que hábitos alimentares afetam o risco de câncer. A obesidade, por exemplo, é um dos fatores de risco, assim como consumir álcool e fumar em excesso.
Além disso, o estudo diz que os alimentos ultraprocessados também podem turbinar as chances de câncer. "Esses resultados sugerem que o aumento rápido do consumo destes alimentos pode crescer consideravelmente os casos de câncer nas próximas décadas", alertou o estudo, que lembrou que cerca de 18% dos franceses ingerem alimentos superprocessados diariamente.
Em contrapartida, alimentos in natura, que levam o mínimo de processos industriais, podem ser a chave para uma boa alimentação. São eles frutas, legumes, verduras, carnes e produtos orgânicos.
Fonte:MSN

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Caminhada ajuda a emagrecer?

Simples de realizar, de impacto quase zero e sem custos, a caminhada é uma das melhores atividades para garantir proteção contra doenças e até mesmo perder peso. Conheça os benefícios para a saúde física e mental que você pode conquistar se caminhar regularmente:


1. De acordo com um estudo feito com 33 mil pessoas e publicado pela revista Stroke, mulheres que caminharam mais de três horas por semana apresentaram 43% menos riscos de ter um derrame em comparação com aquelas que não praticavam nenhuma atividade.
2. Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, EUA, com 6 mil voluntários, descobriu que uma simples caminhada já pode reduzir substancialmente o risco de Alzheimer, já que atividade física tem sido associada a uma melhor capacidade mental em pessoas mais velhas.
3. A prática regular da caminhada pode funcionar até mesmo como um remédio natural contra os sintomas de depressão, uma vez que, durante a atividade, ocorre liberação de endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar e relaxamento.
4. Caminhar pode ainda ajudar a controlar diabetes, pois a insulina (substância responsável pela absorção de glicose) é produzida em quantidade maior durante a prática. Isso ocorre porque o esforço físico estimula a circulação sanguínea e a atividade do pâncreas e do fígado.
5. Ao contrário do que muita gente imagina, quem sofre de osteoporose só não pode como deve praticar caminhada. A movimentação do corpo e o impacto dos pés no solo promovem estímulos elétricos que aumentam a absorção de cálcio e, consequentemente, fortalecem os ossos. Neste caso, no entanto, a atividade deve ser orientada por um profissional.
6. Segundo um trabalho científico da Universidade de Exeter, Inglaterra, caminhar por apenas 15 minutos por dia diminui drasticamente a vontade de comer chocolates e controlar a compulsão alimentar. Isso porque a atividade provoca sensação de bem-estar parecida com a que o doce libera no organismo.
7. Além de melhorar a capacidade respiratória, reduzir problemas cardiovasculares e combater compulsão por doces, andar ainda pode ajudar a emagrecer. Porém, a caminhada só contribui para a perda de peso quando respeitadas regras relacionadas a velocidade, tempo e regularidade.
8. A caminhada ainda pode ajudar a parar de fumar. Segundo um estudo feito pela Universidade de Exeter com 140 pessoas viciadas em cigarro, um curto período de atividade física de intensidade moderada, como caminhar, reduz os sintomas de abstinência, fator que mais dificulta o abandono do tabagismo.
Fonte:MSN