sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Manteiga de Nuts- Novo sucesso fitness!

Figurinha carimbada no cardápio das malhadoras de plantão, a manteiga de amendoim contém nutrientes que garantem pique para treinar, aumentam a sensação de saciedade e ajudam na construção dos músculos. Mas ela não é a única opção! Amêndoas, nozes, castanha-de-caju e outras oleaginosas também são nutritivas e podem se transformar em deliciosas manteigas saudáveis. “Além de ser uma boa alternativa para variar a versão com amendoim, as receitas são práticas e só levam um ingrediente: a semente escolhida. As oleaginosas são ricas em óleos e gorduras boas, o que facilita a produção do creme.

Antes de colocar a mão na massa,  as nuts precisam passar por dois processos: hidratação e desidratação. Essas técnicas servem para neutralizar compostos que atrapalham a absorção de vitaminas e minerais no organismo. Além disso, esses procedimentos facilitam a digestão. A seguir, veja o passo a passo de cada uma dessas etapas:
Hidratação
Coloque as castanhas em um pote com água filtrada (encha até que elas estejam totalmente cobertas). Adicione uma pitadinha de sal. Tampe o recipiente com um plástico filme ou um pratinho e deixe em um lugar fresco ou até mesmo na geladeira da noite para o dia (mais ou menos 10 horas). Depois, é só descartar a água antiga e enxaguar com água filtrada.
Desidratação
Espalhe as sementes em uma única camada sobre uma assadeira (prefira as de aço inoxidável) e coloque no forno quente (não ultrapasse 150 °C), mexa ocasionalmente até que fiquem completamente secas ou crocantes. Cuidado com a temperatura do forno, pois o excesso de calor pode oxidar os óleos e gorduras boas presentes nas oleaginosas – e aí, elas perdem valor nutricional.

A turma toda

Você vai precisar de um processador ou de um liquidificador para fazer as manteigas de nuts. Escolha a sua oleaginosa favorita e processe 2 xícaras (chá) dela por 15 minutos ou até obter uma consistência de pasta. Guarde a preparação em potes ou garrafas de vidro e mantenha-a na geladeira por no máximo duas semanas.
A seguir, confira os benefícios de cada um dos integrantes desse time de alimentos.
Amêndoas
Ricas em gorduras monoinsaturadas, elas têm grande poder anti-inflamatório
Castanha-de-caju
Fonte de magnésio, ela é uma ótima aliada de quem precisa controlar a pressão arterial, pois contém oxido nítrico, substância que dilata os vasos e alivia, assim, a hipertensão.
Macadâmia
Ela esbanja antioxidantes, gorduras boas e aminoácidos essenciais. É por isso que é aposta certeira para controlar os níveis de glicose e triglicerídeos no sangue.
Nozes
Ótima fonte de antioxidantes como o selênio, vitamina E e ácido elágico.
Avelã
Além de ter boas doses de gorduras do bem, ela se destaca pela quantidade de ferro, tiamina, vitamina B6 e folato (ácido fólico) que possui.
Fonte: Boa Forma

Você sofre de compulsão alimentar? Veja o alimento que pode te ajudar.

Você também sofre com aquela vontade incontrolável, que aparece sem aviso, de enfiar o pé na jaca e devorar uma refeição trash vez ou outra? Bem-vinda ao clube! Mas isso não é motivo para desanimar e jogar a dieta para o alto. Afinal, a ciência – sempre ao nosso lado – acaba de encontrar uma nova aliada ao combate dos ataques de fome: as nozes.

Endocrinologistas do Beth Israel Deaconess Medical Center, nos Estados Unidos, acompanharam 10 participantes durante duas sessões de cinco dias. Na primeira, metade dos voluntários recebeu um smoothie batido com nozes. Enquanto isso, o outro grupo saboreou uma versão sem a oleaginosa. Na segunda sessão, o cardápio foi invertido.
Acabada a hora das bebidinhas, todos passaram por uma ressonância magnética em uma próxima fase do experimento. Os pesquisadores analisaram quais áreas do cérebro ativaram-se, enquanto os indivíduos eram expostos a fotos de opções pra lá de apetitosas, como hambúrgueres e sobremesas.
O resultado do estudo, publicado no periódico científico Diabetes, Obesity and Metabolism, revelou que as pessoas que receberam o smoothie batido com nozes mostraram uma atividade maior na região do cérebro que controla o impulso e a apetite.
Com isso, concluíram que o ingrediente, ao ser capaz de reduzir a vontade de atacar itens calóricos, acaba por favorecer a escolha de opções saudáveis, já que o nosso controle mental fica mais aguçado.
Se você quer colocar a dica em prática, mas não é tão fã de smoothies, adicione entre 5 e 7 unidades de nozes a saladas ou consuma-as como lanche entre as refeições.
Gostou da dica? Então coloque em prática no seu cardápio diário!
Fonte: Boa Forma