quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Polivitamínico pode ajudar a perder peso?


Multivitaminas, também chamados de polivitaminas, tem uma fama um pouco controversa. Alguns acreditam que eles ajudam a emagrecer, outros acreditam que contribuem para engordar. Em quem acreditar, afinal?
Um coquetel de vitaminas não pode preencher todas as lacunas em uma dieta ruim, mas todo mundo tem dias em que a pizza é mais tentadora do que uma salada completa, ou um prazo apertado que te faz pular o almoço para optar pelo fast food. Além disso, alguns nutrientes vitais, como a vitamina D3, são difíceis de obter provenientes apenas de alimentos normais. Aqui estão alguns mitos e verdades sobre polivitamínicos.

Polivitamínico: para quê serve? Ajuda na perda de peso

Se você precisa perder um pouco de peso. Pesquisas mostraram que pessoas que tomaram polivitamínicos por seis meses perderam uma média de 8 quilos. As pessoas que receberam pílulas falsas não perderam nada. Por quê? Um multivitamínico pode ajudar o seu corpo a emagrecer preenchendo pequenas lacunas nutricionais que retardam o seu metabolismo. Nas pesquisas, o metabolismo de quem toma multivitamínicos aumentou em 6%, ajudando os corpos queimarem mais calorias 24 horas por dia.
Os pesquisadores suspeitam que os nutrientes extras ajudam na produção de energia, ajudando a queimar mais gordura. O reforço de nutrientes também pode ajudar seu corpo a responder melhor à insulina e à leptina, hormônios que afetam o apetite e o peso. Só um detalhe: use essas vitaminas apenas se recomendadas por um médico. Consumir vitaminas sem a recomendação apropriada pode significar problemas sérios de saúde. Além disso, as polivitaminas usadas para complementar uma dieta ruim não farão efeito algum no emagrecimento, pois os hábitos alimentares continuarão ruins.

Melhor polivitamínico para o coração? Existe?

Pesquisadores descobriram que tomar um multivitamínico diário durante pelo menos cinco anos faz com que você tenha 41% menos probabilidade de ter um ataque cardíaco (se você não tiver sinais de doença cardíaca previamente).
Um polivitamínico pode proteger seu coração de várias maneiras, através da complementação da vitamina C, niacina e ácido pantotênico (vitaminas B-2 e B-5) ajudando vários sistemas a reduzir as placas que ameaçam o coração. E alguns minerais, especialmente o magnésio, trabalham para manter as artérias flexíveis e combate a inflamação.

Quantidade de vitaminas em um polivitamínico é importante?

Um bom multi deve atender a ingestão diária recomendada para a maioria dos nutrientes. Leia o rótulo para ver se o sua formulação tem cerca de 100% do valor diário para todas as vitaminas presentes na fórmula. Se você é uma mulher, seu médico provavelmente vai perguntar se o polivitamínico tem pelo menos 18 mg de ferro para substituir o que você perde durante sua menstruação.

Polivitamínicos podem repor o cálcio do seu organismo

Médicos afirmam que mulheres precisam de 1.000 mg a 1.200 mg de cálcio por dia, mas metade desse valor deve ser obtido a partir de alimentos. Para homens, a recomendação de suplementos de cálcio é de 500 mg por dia devido a algumas ligações ao câncer da próstata. Um médico e um nutricionista devem avaliar quanto cálcio você recebe de fontes naturais para complementar sua dieta com os polivitamínicos corretos.

Divida vitaminas durante seu dia

Compre um barato pílula-divisor na farmácia, em seguida, divida o seu multivitamínico em pequenas parcelas durante o dia. Tomando parte com seu café da manhã, parte com o almoço, e parte no jantar. Dividir a dose e tomá-la com alimentos maximiza a absorção. Se as vitaminas perturbarem seu estômago, tomá-las com alimentos pode evitar problemas.

Posso substituir alimentos por vitaminas

Apesar de muitos “especialistas” estarem recomendando a substituição de alguns alimentos por suplementos vitamínicos, a recomendação é não fazer isso. Tal atitude pode resultar em problemas sérios de saúde, além de resultar no ganho de peso porque você vai sentir a falta de nutrientes como proteínas, carboidratos, entre outros.

Posso tomar vitaminas sem acompanhamento médico

Apesar de vitaminas não precisarem de receita para o consumo, usá-las sem o devido acompanhamento de um nutricionista ou médico, você corre o risco de provocar alterações ao seu peso para mais ou menos, mas sem qualquer estabilidade. Em outras palavras, você pode engordar ou emagrecer, mas sem a saúde ideal para manter o peso e os nutrientes essenciais de uma dieta saudável.
Podem parecer cuidados e informações básicas, mas você ficaria surpreso com quantas pessoas erram por não conhecerem essas informações. Você já toma multivitamínicos? Qual o acompanhamento médico você tem feito? Quais polivitamínicos você recomenda?
Fonte: Saúde Mlehor

Nenhum comentário:

Postar um comentário