terça-feira, 16 de maio de 2017

Dieta para Doença de Crohn


A dieta não tem um papel definido na doença de Crohn. Embora alguns alimentos agravem os sintomas, não há evidências que a inflamação intestinal seja alterada por qualquer alimento. Por isso, as recomendações devem ser individualizadas, conforme a reação de cada paciente. “Há algumas regras básicas para evitar os sintomas mais comuns, como diarreia e cólicas intestinais”, explica a nutricionista Heidi Ide. É sempre recomendado evitar alimentos ricos em fibras, frituras e fermentados, mas cada fase da doença e tipo de organismo responde à dieta de uma forma diferente.

Dicas:

  • Reduza a quantidade de gordura ingerida. Prefira carne magra, peixes e aves sem pele
  • Use com moderação doces dietéticos e adoçantes. Em grande quantidade, eles podem piorar a diarreia
  • Faça de 5 a 6 refeições diárias, em pequenos volumes
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos
  • Dê preferência à ingestão de líquidos nos intervalos das refeições e, no mínimo, 2 litros ao dia. Prefira alimentos cozidos, grelhados ou assados
  • Utilize gordura em pequena quantidade ao preparar alimentos – prefira óleo de milho, girassol, soja ou azeite
  • Evite verduras folhosas e cascas de frutas
  • Evite condimentos picantes como páprica, orégano, pimenta-do-reino, pimentas, mostarda e ketchup

Observe que:

  • Leite e seus derivados devem ser restringidos apenas se você tem intolerância à lactose associada à doença de Crohn. Leites especiais com baixos teores de lactose podem ser usados.
Embora seja uma enfermidade crônica, a doença de Crohn não é considerada uma doença fatal. Quase todas as pessoas que padecem dessa enfermidade mantêm uma vida útil e produtiva, apesar de algumas delas necessitarem de hospitalização nos períodos de maior atividade da doença. Durante os períodos de acalmia, chamados períodos de remissão da moléstia, a maioria dos pacientes sente-se bem e fica relativamente livre de sintomas, levando uma vida absolutamente normal.
Fonte: Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário