sábado, 27 de agosto de 2016

Idoso- Conheçam as atividades físicas mais indicadas

Todo mundo já sabe a importância da prática de atividades físicas. E os benefícios aumentam proporcionalmente com o tempo: quanto mais se pratica atividade física durante a vida, menores serão as chances de se desenvolver doenças crônico-degenerativas. Mas se você foi sedentário, calma! A prática de exercícios na terceira idade também proporciona melhoras em diversos aspectos.
Na terceira idade, a atividade física ajuda no combate à obesidade, evitando também o surgimento da diabetes, reduz a perda de massa óssea, diminui os riscos de quedas e de fraturas, melhora da capacidade aeróbica, redução das dores existentes nas doenças como artrose, problemas na coluna, tendinite e artrite. Ela ajuda também no aumento da flexibilidade, velocidade ao andar, diminui o risco de doenças cardiovasculares, controla a diabetes e apresenta sensação de bem-estar e autoestima. Além disso tudo, a prática de exercícios aumenta a autonomia, promove maior sociabilidade e independência pessoal, previne o surgimento de doenças relacionados ao envelhecimento, aumento do bem-estar, diminuição da depressão e da ansiedade e controle de peso corporal.
As pessoas nessa fase da vida devem procurar um médico antes de iniciar qualquer atividade, por mais simples que ela possa parecer. Esse profissional irá fazer uma avaliação clínica completa, que irá estabelecer os limites ou não para determinada atividade. Recebendo a aprovação do médico, o próximo passo é procurar orientação de profissionais de educação física, escolher o exercício que mais agrada e, principalmente, respeitar os próprios limites.
Essas atividades irão trazer benefícios em três aspectos:
– Social: aumenta a interação entre os indivíduos da mesma idade e os insere na sociedade;
– Psicológico e/ou neurológico: exercícios melhoram o humor, diminuem a ansiedade, previnem a depressão e estimulam a memória e a aprendizagem;
– Físico: aumento da capacidade cardiopulmonar e da flexibilidade, crescimento da massa muscular, da força e da densidade mineral óssea. Também diminui o percentual de gordura e controla o colesterol e a glicemia (taxa de açúcar no sangue), entre outros benefícios.
Genericamente, recomenda-se para o idoso exercícios do tipo aeróbio, de musculação e de flexibilidade, pois são capacidades que sofrem significativo declínio com o avançar da idade. Porém, eles devem ser feitos com moderação. Caso contrário, pode ocorrer um desgaste das articulações, causando artrose, um problema que provoca dor, deformações e limitação dos movimentos. A freqüência pode variar de uma a três vezes por semana, com média de duração para cada sessão de 20 a 60 minutos.
Conheça as atividades mais recomendadas e os seus benefícios:
– Natação: aumenta a disposição no dia a dia, melhora a musculatura do abdômen e do assoalho pélvico, diminuindo a incontinência urinária, e ajuda na realização de atividades simples que antes eram difíceis, como varrer um cômodo da casa.


– Pilates: aumenta a força, a flexibilidade e o controle muscular, melhora a capacidade respiratória, corrige a postura, fortalece os músculos, previne lesões, aumenta a autoestima e diminui as dores musculares.

– Musculação: diminui as dores causadas pela artrose nos joelhos, ajuda no tratamento contra artrose, osteoporose e insuficiência cardíaca, auxilia na flexibilidade e nas atividades diárias, fortalece a musculatura (perdida após os 50 anos).

– Dança: a música, as mãos dadas e o balançar rítmico dos corpos geram sentimentos positivos de carinho, paz e amizade. Durante as aulas, os bloqueios emocionais diminuem, facilitando a interação biopsicossocial. Minimiza a depressão e a pressão alta, a ponto de diminuir a medicação usada para o tratamento.

– Hidroginástica: além de causar pouco impacto, pois é realizada na água, melhora do sistema cardiorrespiratório e cardiovascular, diminui a gordura corporal, aumenta a massa muscular e a autoestima, melhora a insônia, a coordenação motora e a força muscular e diminui a necessidade de medicamentos.

FONTE: HÉRNIADEDISCO.COM.BR

Como agir em viagem para não prejudicar sua dieta- parte 1

Quando estamos de férias ou em viagem de trabalho, muitas vezes fica muito difícil seguir uma dieta.
Mas existem algumas dicas que podem ajudar quando a pessoa quer se esforçar para não driblar a sua dieta.


Vamos lá:
1) Se for ficar poucos dias, leve lanches saudáveis .( ex: barra de proteína,polenguinho,frutas,mix de nuts)
2) Se for ficar muitos dias , compre em mercados próximos do hotel lanches para levar ao longo do dia e para o fim do dia. Assim evitará alimentos do frigobar e besterias pelo caminho aonde passar.
( Pode deixar na geladeira do hotel, queijos, leite desnatado, frutas, iogurtes, shakes, pão integral, biscoitos integrais).
3) Se no aeroporto tiver fome, procure comer um sanduíche natural ou salada de fruta. Evite fast food.
4) No quarto do hotel, cubra ou tire de sua visão os lanches do frigobar, assim não ficará com tentação.
5) Quando chegar a hora de almoçar ou jantar, escolha locais que tenham cardápios mais saudáveis ou limite as porções que vai comer, dividindo o prato com alguém, por exemplo.
6) Não coma tudo que vem pela frente, couvert, entrada,prato principal, bebida alcoólica e sobremesa. Escolha duas opções por vez e controle as quantidades.
7) Ande muito! Deixe sempre 30 minutos por dia, pelo menos para fazer exercício.
8) Beba muita água!
9) Lembre-se que se comer tudo que tem vontade, vai engordar, vai ficar triste consigo mesmo e depois vai ter que recomeçar tudo de novo! Se tiver controle, vai ficar orgulhosa de si mesmo, vai se sentir mais leve, otimista, vitoriosa e encorajada!

Então, boa viagem!

Patrícia Brigagão Mendes
Nutricionista

Link:http//emagrecimento,férias,dicas,obesidade