quarta-feira, 25 de maio de 2016

Sertralina - emagrece?

Sertralina emagrece? A verdade que você precisa saber!

Se você já ouviu falar por aí que sertralina emagrece, e está buscando informações sobre se isso é verdade ou não, recomendo que leia o texto abaixo com bastante atenção, pois nele você encontrará informações muito importantes que podem te ajudar a emagrecer de forma saudável, sem precisar de medicamentos.

A sertralina emagrece ou não?

A sertralina é um medicamento muito forte indicado para o tratamento de problemas como depressão, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtorno do Pânico, Fobia Social, Transtorno do Estresse Pós-Traumático, Síndrome da Tensão Pré-Menstrual.
Apesar de muitas pessoas dizerem que a sertralina emagrece, isso não é verdade. Esse medicamento não tem nenhum efeito sobre o ganho ou perda de peso.
sertralina emagreceMuita gente diz que sertralina emagrece porque o medicamento reduz os sintomas de ansiedade, e isso pode ajudar algumas pessoas a controlarem melhor o apetite. Isso acaba refletindo na quantidade de calorias ingeridas diariamente.
Além disso, em algumas pessoas a sertralina pode provocar efeitos colaterais como enjoos e falta de apetite, dentre outros. Esses efeitos colaterais desagradáveis dificultam a ingestão de alimentos, o que também pode resultar em perda de peso.

Os efeitos colaterais da sertralina

A sertralina é um medicamento que age no cérebro aumentando a disponibilidade de um neurotransmissor chamado serotonina. Ao aumentar a disponibilidade da serotonina, a sertralina ajuda a diminuir os sintomas provocados pelos transtornos psicológicos já citados nesse artigo.
Só que a ação desse medicamento não se limita apenas ao aumento da disponibilidade da serotonina. Ele age em todo o organismo, podendo provocar diversos efeitos colaterais bastante desagradáveis.
Os efeitos colaterais mais comuns que a sertralina pode provocar são os seguintes:
  • Sudorese
  • Boca seca
  • Diarreia
  • Tremor
  • Tonturas
  • Dificuldades relacionadas à digestão
  • Náuseas
  • Anorexia
  • Insônia
  • Sonolência
  • Palpitações e taquicardia
Esse medicamento pode provocar muitos outros efeitos colaterais, alguns bastante graves, no entanto, esses que eu coloquei acima são os mais comuns.
Atenção: a sertralina é um medicamento que só pode ser tomado sob orientação médica. De forma alguma utilize esse remédio por conta própria.

Mas o que eu posso fazer para emagrecer mais rápido?

Muitas das pessoas que querem saber se a sertralina emagrece, pensam que talvez esse medicamento seja capaz de facilitar o processo de emagrecimento, tornando-o mais rápido e menos custoso. No entanto, como vimos acima, a sertralina não emagrece. Além disso, ela é um medicamento que pode provocar diversos efeitos colaterais nada agradáveis.
Você não precisa recorrer a medicamentos para emagrecer mais rápido (exceto em alguns casos especiais, mas nesses casos, é o médico quem vai decidir qual medicamento a pessoa deve tomar).
Existem várias coisas que você pode fazer para conseguir perder peso mais rapidamente (e com saúde). Mudar os seus hábitos alimentares é uma das coisas que você pode fazer, e pode começar a fazer isso hoje mesmo.
Além de cuidar melhor da sua alimentação, é indispensável que você abandone de vez os hábitos sedentários. Comece a fazer alguma atividade física. Você não precisa ser nenhum atleta, mas é importante se esforçar para se exercitar pelo menos 3 vezes por semana.
Fonte: emagrecimento urgente.com

Topiramato- Uso off label para emagrecimento. Cuidado!

topiramato é uma droga utilizada principalmente no tratamento de epilepsia. Contudo, foi observado que os pacientes que o utilizavam apresentavam, como efeito colateral, perda de peso (devido à perda de apetite, principalmente). Em virtude disso, começou-se a estudar esta droga como adjuvante no tratamento da obesidade e transtornos alimentares.
Entretanto, o topiramato deve sempre ser prescrito por um médico, jamais deve ser usado por conta própria. Além disso, a obesidade tem diversas formas de tratamento não farmacológico, que devem ser tentadas inicialmente: dieta (orientada por um nutricionista), prática regular de exercícios físicos, suporte psicoterápico, etc.
Para o tratamento farmacológico da obesidade, um médico (preferencialmente um endocrinologista) deverá ser consultado.

Topiramato emagrece e provoca diversos efeitos colaterais

O Topiramato é um remédio indicado para o tratamento de pessoas que sofrem com epilepsia e crises provocadas por uma síndrome chamada Lennox-Gastaut (síndrome epiléptica grave). Mas é verdade que esse medicamento provoca perda de peso? Sim, o Topiramato emagrece, mas esse é apenas mais um dos seus muitos efeitos colaterais.

O Topiramato emagrece e provoca vários outros efeitos colaterais

O Topiramato age no Sistema Nervoso Central, e um dos seus efeitos colaterais é diminuir a sensação de fome. Naturalmente, ao sentir menos fome, a pessoa que faz uso desse remédio come menos, e então perde peso.
Por causa desse efeito colateral o Topiramato tem sido bastante utilizado para tratar pessoas que sofrem com obesidade e compulsão alimentar.
É verdade que o Topiramato emagrece, contudo, é preciso levar em consideração os outros efeitos colaterais que ele provoca.
Topiramato emagrece
Estudos clínicos realizados com o Topiramato demonstraram que ele pode provocar anorexia, sintomas psicóticos, confusão mental, forte sonolência e nervosismo, dentre muitos outros efeitos colaterais desagradáveis e perigosos.
Pessoas que fazem uso do medicamento tem relatado também que ele provoca diminuição da acuidade visual e dor ocular. Tais sintomas estão relacionados ao aparecimento súbito de uma síndrome que engloba miopia aguda e glaucoma agudo.
No caso do emagrecimento provocado pelo Topiramato, é importante levar em consideração que a própria bula do medicamento recomenda que o paciente aumente o consumo de alimentos e até faça uso de suplementação caso perda peso durante o tratamento com Topiramato. Isso demonstra que a perda de peso provocada pelo medicamento é considerada um efeito colateral que deve ser controlado rapidamente e com cuidado.

Topiramato e problemas renais

A eliminação do Topiramato acontece principalmente por via renal. Isso acaba aumentando o risco de formação de cálculos renais, principalmente em pessoas que têm predisposição à nefrolitíase. Por causa desse efeito colateral bastante perigoso, a bula do medicamento recomenda que o paciente que faz uso de Topiramato tome bastante água, justamente para minimizar os riscos de formação de cálculos renais.

Topiramato e anticoncepcionais

O Topiramato pode reduzir a eficácia dos anticoncepcionais orais, portanto, as mulheres que desejam emagrecer com Topiramato, e que fazem uso de contraceptivos orais, devem analisar cuidadosamente se tomar o Topiramato é realmente a melhor opção.

O Topiramato emagrece, mas é preciso também dieta e exercícios

O Topiramato emagrece, mas se você contar apenas com esse medicamento para emagrecer, além de correr o risco de sofrer com os outros efeitos colaterais, dificilmente conseguirá perder a quantidade de peso que você deseja.
O Topiramato emagrece simplesmente porque diminui o apetite, levando a pessoa a comer menos. Ele não ajuda o seu corpo a queimar gordura, e também não contribui para acabar com a retenção de líquido no corpo, já que não tem função diurética — na verdade, ele dificulta o funcionamento dos rins, o que prejudica a eliminação das toxinas e a retirada do excesso de líquidos do corpo.
Para emagrecer e manter o peso desejado ao longo do tempo, a fórmula ainda é investir nareeducação alimentar e praticar exercícios físicos regularmente.

Recomendações importantes

  • Lembre-se sempre de que não existe remédio milagroso para emagrecer;
  • Os remédios são substâncias químicas que podem provocar diversos efeitos colaterais, portanto, prefira sempre emagrecer de maneira natural e saudável;
  • Nunca tome medicamentos por conta própria, procure sempre um médico, afinal, um remédio que você toma para emagrecer pode provocar efeitos colaterais perigosos, e se você não souber o que está fazendo, sua saúde pode ser gravemente afetada. 
  • Fonte: Emagrecimento.com

Obesidade: Quais remédios podem acarretar ganho de peso?



Obesidade: Alguns remédios podem acarretar ganho de peso
Vários medicamentos podem ter um efeito adverso no peso corporal por influenciarem, tanto na ingestão dos alimentos, quanto no gasto de calorias.
Nestes casos, medicamentos alternativos com menos impacto no ganho de peso devem ser considerados. Nenhum paciente deverá suspender ou substituir um medicamento de prescrição médica, sem a autorização deste profissional.
Alguns dos medicamentos associados ao ganho de peso são:
Benzodiazepínicos (traquilizantes): como o diazepam, alprazolam, flurazepam, entre outros.São medicamentos usados no tratamento dos transtornos de ansiedade e do humor.
Corticosteróides (derivados da cortisona): como a prednisona, prednisolona, entre outros. São medicamentos de ação antiinflamatória, usados em várias doenças crônicas como a artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistêmico, bronquite crônica grave, entre outras.
Antipsicóticos: como a clorpromazina, ziprasidona, entre outros. São medicamentos usados nos transtornos psicóticos.
Antidepressivos tricíclicos: como a amitriptilina, imipramina, nortriptilina, entre outros.São medicamentos usados nos transtornos do humor.
Estabilizador do humor: carbolitium.Esse medicamento é usado no transtorno bipolar.
Anticonvulsivante: valproato de sódio. Esse medicamento é usado no tratamento da epilepsia.
Sulfoniluréias: como a glibenclamida, glipizida, clorpropamida, entre outros.São medicamentos usados no tratamento do diabete melito.
Insulina: usada no tratamento do diabete melito.
Fonte:Projeto Diretrizes-CFM(2005).