terça-feira, 26 de abril de 2016

Alimentos que ajudam na memória

Os alimentos para melhorar a memória são peixe, frutas secas e sementes porque têm omega 3, que é o principal componente das células do cérebro facilitando a comunicação entre as células e melhorando a memória assim como frutas, especialmente as frutas cítricas, e legumes ricos em antioxidantes, que protegem as células evitando o esquecimento e facilitando a memorização.
Além disso, estar atento no momento da memorização também é essencial e os alimentos estimulantes que aumentem a concentração, como café ou chocolate meio amargo, podem ser úteis para facilitar a memorização. Uma xícara de café pela manhã e um quadradinho de chocolate meio amargo após e o almoço e jantar são suficientes.
Alimentos que melhoram a memóriaAlimentos que melhoram a memória
Outros alimentos que melhoram a memóriaOutros alimentos que melhoram a memória

Lista de alimentos para melhorar a memória

Alguns alimentos para melhorar a memória podem ser:
  • Salmão - como é rico em omega 3, ajuda a melhorar o desempenho e o funcionamento do cérebro para gravar informações.
  • Nozes - além de omega 3, têm vitamina E que, por ser antioxidante, diminui o envelhecimento das células do cérebro evitando o esquecimento.
  • Ovo - contém vitamina B12, que ajuda na formação dos componentes das células do cérebro fazendo com que funcionem corretamente. Além disso, a gema do ovo tem acetil-colina, que é importante para as funções de memorização do cérebro.
  • Leite - tem triptofano, que é um aminoácido que melhora o desempenho do cérebro e também ajuda a ter um sono mais tranquilo, fundamental para se armazenar a informação.
  • Gérmen de trigo - rico em vitamina B6, que ajuda a regular a transmissão da informação entre as células do cérebro.
  • Tomate - além de licopeno, que é antioxidante, tem fisetina, que é uma substância que melhora o funcionamento do cérebro e reduz o esquecimento.
Para que esses alimentos melhorem a memória é necessário comer 1 desses alimentos todos os dias a cada refeição como por exemplo leite no café da manhã, salada com tomate, nozes e ovo ao almoço, suco de frutas cítricas com gérmen de trigo no lanche e salmão ao jantar. Se após 3 meses a enriquecer a alimentação com esses alimentos a memória não melhorar é importante consultar o médico.
Fonte:Tua Saúde

Alimentação equilibrada para adolescentes

Alimentação equilibrada para adolescentes
1) Adolescentes devem consumir uma quantidade de calorias adequadas às necessidades; privações ou excessos poderão comprometer o crescimento e o desenvolvimento.
2) Escolher alimentos com menos açúcar, sal e gorduras faz parte da educação alimentar.
3) Frutas e vegetais, cereais, leites e derivados, carne magra (ou ovos, peixe, frango, soja ou feijão) compõem uma alimentação saudável.
4) As frutas fornecem energia, fibras, minerais e vitaminas, podendo ser uma opção para lanches entre as refeições principais.
5) Alimentos ricos em ferro, como carne, peixe, verduras verde-escuro, grãos e castanhas devem ser consumidos com regularidade.
6) O leite é fonte de proteína e cálcio e deve fazer parte de uma alimentação balanceada.
7) Iogurte e queijo também podem ser opções de lanches entre as refeições, sobretudo aqueles com menor teor de açúcar/sal e gorduras.
8) Evitar alimentos e bebidas açucaradas entre as refeições ajuda na prevenção de excesso de peso e de cáries.
9) A ingestão regular de água também faz parte de um hábito de vida saudável.
10) Os hábitos alimentares dos pais servem de exemplos para os filhos. A alimentação da família tem que ser saudável e não apenas imposta a crianças e adolescentes
11) Para completar um estilo de vida saudável, a prática de atividade física regular é essencial.
Fonte:Abeso

O açúcar em excesso faz mal ao organismo!

  O AÇÚCAR VICIA 
 O açúcar aumenta os níveis de hormônios como a dopamina e a serotonina, o que causa uma momentânea sensação de bem estar, mas com a liberação da insulina, esse estado de excitação passa rapidamente, e a pessoa sente vontade de comer mais açúcar, portanto, o açúcar pode viciar.  
 
Como o perfil metabólico é uma característica individual, nem todos reagem da mesma forma com relação ao consumo do açúcar, porém a grande maioria pode apresentar sérios problemas à saúde, dependendo das suas heranças genéticas, freqüência de consumo, quantidade, idade, sexo e prática de atividades e exercícios físicos.
 
Estes aspectos podem amenizar ou intensificar os perigos do açúcar no organismo.

  
PRINCIPAIS PERIGOS DO AÇÚCAR NO ORGANISMO
 
marcador_verde_seta Obesidade Central (aumento da gordura visceral), aumentando o risco para o desenvolvimento de:
  •      Hipertensão; 
  •      Resistência Insulínica; 
  •      Diabetes tipo II;
  •      Dislipidemias;
  •      Doenças Cardiovasculares;
  •      Síndrome Metabólica (associações das  disfunções acima);
  •      Esteatose hepática (gordura no fígado).
 
marcador_verde_seta Depressão: O açúcar é uma subtância estimulante do sistema nervoso e seu consumo em excesso provoca um aumento brusco da glicemia seguido de sua queda. Essas oscilações de glicemia são acompanhadas de depressão e fadiga, gerando o desejo de consumir mais açúcar e isso desgasta o sistema nervoso, o que pode ser agravado por uma deficiência da Vitamina B1, que é protetora do Sistema Nervoso. Portanto, o vicio do açúcar pode estar relacionado com a causa da depressão e a interrupção do seu consumo pode ajudar no tratamento, lembrando que nos primeiros dias de abstinência é normal sentir desconforto devido ao processo de desintoxicação do corpo;
 
marcador_verde_seta Disbiose Intestinal (fermentação, mau funcionamento intestinal): Destrói as bactérias benéficas, aumentando a população dos parasitos intestinais, especialmente a Candida Albicans;
 
marcador_verde_seta Baixa Resistência imunológica: causada por proliferação das bactérias patogênicas e alteração da barreira intestinal, diminuindo as defesas orgânicas;
 
marcador_verde_seta Diminuição de absorção de magnésio e cálcio: Acarretando maior risco a osteoporose;
 
marcador_verde_seta Aumento dos A.G.E.s (Produtos Finais de Glicação Avançadas): A glicação ocorre quando uma molécula de açúcar em excesso, por aumento da ingestão ou por lentidão do metabolismo da glicose, se adere a uma molécula de proteína (colágeno, elastina, dentre outras) formando os AGEs, que são um complexo açúcar-proteína rígido que altera a estrutura dessas proteínas, impedindo a eficácia no desempenho de seus papéis mais importantes e, na pele, leva ao aparecimento das rugas. Os AGEs ainda são verdadeiras fábricas de radicais livres. Eles se acumulam lentamente ao longo do tempo, piorando seus efeitos prejudiciais no organismo, acelerando o processo de envelhecimento celular;
 
marcador_verde_seta Aumenta o risco de cáries: o açúcar é capaz de causar danos devastadores aos dentes. Estudos demonstram que níveis de sacarose acima de 28 gramas por dia podem ser considerados como agentes tóxicos para os dentes;
 
marcador_verde_seta Câncer: Já há algumas evidências de que o excesso de açúcar pode provocar câncer. Isso porque o excesso de insulina promove o crescimento tumoral. As células de muitos tipos de câncer dependem de insulina para crescer e se multiplicar. Quanto mais insulina circular no sangue, mais facilmente o câncer se desenvolve. Segundo os pesquisadores, muitas células pré-cancerosas jamais se transformariam em malignas se não tivessem insulina a seu dispor.
 
Além de sintomas, como: cansaço, sonolência e queda de energia.
 
 
DICAS NUTRICIONAIS PARA SUBSTITUIR O AÇÚCAR DOS SEUS HÁBITOS ALIMENTARES 
 
marcador_verde_seta Comece reduzindo o açúcar refinado para ir gradativamente mudando sua palatividade, até eliminá-lo totalmente;
 
marcador_verde_seta Evite consumir sucos industrializados, refrigerantes, assim como doces de maneira geral, balas, goma de mascar e demais carboidratos simples (arroz, pão, bolachas e bolos). Eles também têm absorção rápida e podem causar danos à saúde;
 
marcador_verde_seta Não adoce sucos de frutas naturais;
 
marcador_verde_seta Utilize o mel, açúcar mascavo ou demerara, porém, moderadamente, uma vez que também têm uma rápida absorção, não podendo ser usados por pessoas que tem diabetes, mas sua vantagem está no fato de conterem vitaminas e minerais importantes que o açúcar refinado perdeu e por isso “rouba” cálcio e vitamina B1 do organismo;
 
marcador_verde_seta Se escolher utilizar o adoçante, utilize os naturais como stévia, extrato de agave ou sucralose;
 
marcador_verde_seta Substitua todos os carboidratos refinados (pães, massa, biscoito) pela versão integral.
 
marcador_verde_seta A longevidade tem que ser garantida com qualidade de vida que é dependente dos hábitos alimentares que vão se somatizando favoravelmente ou não ao longo dos anos.   Portanto, não deixe que o doce de hoje, torne-se amargo amanhã!´
Fonte:Equilibrio