segunda-feira, 11 de julho de 2016

Glutamina: benefícios para a imunidade


A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no tecido muscular e no plasma, sendo encontrada nos tecidos, músculos e n sangue. É considerada um aminoácido parcialmente essencial, já que é produzida pelo organismo. No entanto, seu nível pode ficar baixo em algumas situações, como exercícios físicos muito exaustivos, cirurgias e traumas, sendo indicada a sua suplementação.


A glutamina participa de diversas funções, como o desenvolvimento de novas células, gliconeogênese, equilíbrio ácido-básico, síntese de proteínas e transporte de amônia e nitrogênio entre os tecidos. Além disso, é importante para a manutenção das células do sistema imune e da mucosa intestinal.
Já se sabe que o sistema digestório tem grande importância imune para o organismo, sendo o principal tecido para o metabolismo da glutamina. Dessa forma, por atuar na barreira intestinal e na ação imune do intestino a partir da enzima glutaminase, a glutamina é indicada para prevenir a deterioração intestinal e manter as microvilosidades, responsáveis pela absorção de nutrientes.
Dessa forma, a glutamina é interessante para pessoas com alterações na integridade do intestino causada, principalmente pela ingestão de alimentos que provocam essas modificações, como o glúten – proteína encontrada no trigo, cevada, centeio, malte e aveia – que causa danos nas vilosidades intestinais de pessoas com a doença celíaca
Quando há carência de glutamina no organismo, ocorre diminuição nos linfócitos e enterócitos. Neste caso, o uso de suplemento de glutamina contribui para aumentar a mucosa intestinal e melhorar os danos causados nas vilosidades.

Outros benefícios da glutamina:
·         É usada como estratégia para evitar efeito anticatabólico, principalmente em exercícios de endurance, como forma de evitar a degradação muscular.
·         Também é recomendada para a hipertrofia muscular, assim como a creatina e albumina, que evitam o catabolismo.
·         Indicada para pacientes com queimaduras, já que participa da renovação das células epiteliais.
·         Pessoas submetidas a transplantes também se beneficiam com a suplementação de glutamina, por sua ação no sistema imunológico, que diminui o risco de infecções, além de contribuir para a regeneração muscular.

Fonte: Natue


Link: https://www.natue.com.br/?gclid=Cj0KEQjwh428BRCnvcyI-5nqjY4BEiQAijebwmUTm1l2l_Cs_O9_KDtAoghVXjY-iiBwfh9qMTAr_NYaAuP_8P8HAQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário