domingo, 8 de novembro de 2015

Splemento HMB: Para que serve, estudos sobre os efeitos, seus benefícios e como tomar.


O HMB é um suplemento anti-catabólico eficiente, porém ainda pouco conhecido de muitos. Ele é uma das grandes recomendações atuais para agir no combate da degradação das proteínas, visando um melhor desenvolvimento e reparação dos músculos antes e depois dos treinos de endurance (aeróbicos).
Para entendermos melhor, precisamos lembrar que na prática da musculação o corpo necessita estabelecer a queima da massa gorda, evitando o catabolismo dos músculos para que aconteça a hipertrofia muscular, ou aumento dos músculos, como preferir. Com o intuito de que isso ocorra, a massa magra não se alimenta apenas das proteínas suplementadas, pois outros nutrientes entram em jogo. E não podemos esquecer a ação dos aminoácidos, pois eles formam peptídeos que logo após se transformam em proteínas para o nosso corpo.
E o HMB tem destaque quanto a tudo isso. O seu efeito direto para o atleta está em elevar a massa muscular sim, mas também aumentar a força em relação à massa acumulada com apenas 3g diárias ingeridas, ou a quantidade que o seu corpo possa necessitar. Inclusive veremos os estudos que mostram tais resultados entusiasmantes aos atletas e também a quem está começando a treinar.

HMB suplemento optimum nutrition melhor marcaO que é HMB e quais os seus benefícios?

O HMB, ou Beta-hidroxi Betametil-Butirato, é um aminoácido que deriva do metabolismo da Leucina no tecido muscular. A sua ação é determinada pela redução da proteólise muscular e aumento da massa magra (CARVALHO; HIRSCHBRUCH, 2008). Portanto, é um suplemento alimentar utilizado exatamente para que possa não apenas haver hipertrofia como também elevação da força. Logo, os seus benefícios estão no auxílio direto na eliminação da massa gorda e na maior eficiência da performance do atleta durante os treinos. Não é raro encontrarmos em academias pessoas com boa massa muscular, no entanto, essas pessoas não necessariamente possuem a força elevada que gostariam de ter. Um dos motivos pode estar na carência de HMB.

Estudos realizados com a suplementação de HMB e sua função para a hipertrofia e aumento da força

Até por conta do HMB ser um produto consideravelmente novo no mercado, é verdade que ainda existem estudos sendo realizados. Porém, os mais importantes já foram feitos há algum tempo e podemos destacar aqui dois deles. Ambos foram criados visando descobrir os efeitos do Beta-hidroxi Betametil-Butirato sobre o aumento da força e a hipertrofia muscular.
Panton et al. E Knitter et al. (2000) evidenciaram um ganho de força aproximada de 7% num grupo formado por mulheres sedentárias. Elas foram submetidas à treinos de musculação durante quatro semanas e usaram 3 gramas por dia de HMB. Foi um estudo que veio a complementar outro já realizado anteriormente, porém focado em homens.
Esse outro estudo, anteriormente realizado, em 1996, por Nissen et al., havia testado a ação da substância no corpo masculino. O experimento consistiu em submeter um grupo de homens sedentários à treinos de musculação. Dessa pesquisa saíram resultados interessantes, como por exemplo, a redução do dano das fibras musculares ocasionado pelo exercício físico. Enquanto os números se aproximaram dos obtidos nos testes com o grupo do sexo feminino algum tempo depois.
Conseguimos ver então a clareza da eficácia do HMB para homens e mulheres. E, certamente, um resultado imediato, em quatro semanas pelo menos. Fica como ideal aos que estão começando, ou recomeçando após passar por um período longe dos treinos e até aos que já treinam, obviamente. Para quem gosta de resultados rápidos, aí está um suplemento que não pode faltar.

Efeitos colaterais do HMB

Os estudos realizados com o HMB até agora mostraram poucas evidências apontando algum efeito colateral relevante para este tipo de suplementação. O único alerta é o possível excesso de cálcio, já que a substância utiliza esse mineral como veículo condutor. Entretanto, tal problema é mais propício de acontecer caso haja uma ingestão muito grande de HMB, ou seja, algo além do recomendado. O excesso de cálcio pode ocasionar de espasmo musculares, até a formação de cálculos renais. Por isso, quem tem tem problemas com ele, principalmente portadores de cálculos renais, deve consultar um médico nutricionista para ter certeza da adoção do suplemento ou não.

Contraindicações do HMB suplemento

Todas as informações sobre o suplemento HMB: Para que serve, estudos sobre os efeitos, seus benefícios e como tomar.

O HMB é um suplemento anti-catabólico eficiente, porém ainda pouco conhecido de muitos. Ele é uma das grandes recomendações atuais para agir no combate da degradação das proteínas, visando um melhor desenvolvimento e reparação dos músculos antes e depois dos treinos de endurance (aeróbicos).

Para entendermos melhor, precisamos lembrar que na prática da musculação o corpo necessita estabelecer a queima da massa gorda, evitando o catabolismo dos músculos para que aconteça a hipertrofia muscular, ou aumento dos músculos, como preferir. Com o intuito de que isso ocorra, a massa magra não se alimenta apenas das proteínas suplementadas, pois outros nutrientes entram em jogo. E não podemos esquecer a ação dos aminoácidos, pois eles formam peptídeos que logo após se transformam em proteínas para o nosso corpo.

E o HMB tem destaque quanto a tudo isso. O seu efeito direto para o atleta está em elevar a massa muscular sim, mas também aumentar a força em relação à massa acumulada com apenas 3g diárias ingeridas, ou a quantidade que o seu corpo possa necessitar. Inclusive veremos os estudos que mostram tais resultados entusiasmantes aos atletas e também a quem está começando a treinar.

HMB suplemento optimum nutrition melhor marca. O que é HMB e quais os seus benefícios?
O HMB, ou Beta-hidroxi Betametil-Butirato, é um aminoácido que deriva do metabolismo da Leucina no tecido muscular. A sua ação é determinada pela redução da proteólise muscular e aumento da massa magra (CARVALHO; HIRSCHBRUCH, 2008). Portanto, é um suplemento alimentar utilizado exatamente para que possa não apenas haver hipertrofia como também elevação da força. Logo, os seus benefícios estão no auxílio direto na eliminação da massa gorda e na maior eficiência da performance do atleta durante os treinos. Não é raro encontrarmos em academias pessoas com boa massa muscular, no entanto, essas pessoas não necessariamente possuem a força elevada que gostariam de ter. Um dos motivos pode estar na carência de HMB.

Estudos realizados com a suplementação de HMB e sua função para a hipertrofia e aumento da força
Até por conta do HMB ser um produto consideravelmente novo no mercado, é verdade que ainda existem estudos sendo realizados. Porém, os mais importantes já foram feitos há algum tempo e podemos destacar aqui dois deles. Ambos foram criados visando descobrir os efeitos do Beta-hidroxi Betametil-Butirato sobre o aumento da força e a hipertrofia muscular.

Panton et al. E Knitter et al. (2000) evidenciaram um ganho de força aproximada de 7% num grupo formado por mulheres sedentárias. Elas foram submetidas à treinos de musculação durante quatro semanas e usaram 3 gramas por dia de HMB. Foi um estudo que veio a complementar outro já realizado anteriormente, porém focado em homens.

Esse outro estudo, anteriormente realizado, em 1996, por Nissen et al., havia testado a ação da substância no corpo masculino. O experimento consistiu em submeter um grupo de homens sedentários à treinos de musculação. Dessa pesquisa saíram resultados interessantes, como por exemplo, a redução do dano das fibras musculares ocasionado pelo exercício físico. Enquanto os números se aproximaram dos obtidos nos testes com o grupo do sexo feminino algum tempo depois.

Conseguimos ver então a clareza da eficácia do HMB para homens e mulheres. E, certamente, um resultado imediato, em quatro semanas pelo menos. Fica como ideal aos que estão começando, ou recomeçando após passar por um período longe dos treinos e até aos que já treinam, obviamente. Para quem gosta de resultados rápidos, aí está um suplemento que não pode faltar.

Como vimos acima, o único possível problema até agora declarado é o excesso de cálcio, caso haja ingestão exagerada, o que é mesmo muito difícil de acontecer. No mais, até hoje não se comprovou nenhuma outra adversidade. Até porque se trata de uma substância produzida naturalmente pelo próprio organismo e que tende a fazer falta quando o músculos passam a trabalhar de maneira mais forte.

Como tomar HMB?

A média indicada para tomar o suplemento de HMB é de 3 comprimidos por dia. O primeiro comprimido deve ser ingerido aproximadamente 1,30 minuto antes do treino. Já os outros dois restantes devem ser tomados logo após o treino. Como o aminoácido é de extrema importância na recuperação, o bom é que o tempo de ingeri-lo no pós-treino não passe de 30 minutos.
Como todo suplemento, a sua dose pode variar de pessoa para pessoa. Porém, para estabelecer essa variação que foge da média, somente com a determinação do seu médico nutricionista. Do contrário, siga o indicado normalmente.
Fontes consultadas:CARVALHO, Juliana Ribeiro de; HIRSCHBRUCH, Marcia Daskal (org.). Nutrição esportiva: uma visão prática. 2ª ed. Barueri, SP: Manole, 2008.
KLEINER, Susan M.; GREENWOOD-ROBINSON, Maggie. Nutrição para o treino de força. 3º ed. Barueri, SP: Manole, 2007.
Knitter AE, Panton L, Rathmacher JA, Petersen A, Sharp R. Efects of beta-hydroxy-beta-methylbutyrate on muscle damage after a prolonged run. J. Appl Physiol, 2000.
Nissen SL, Sharp R, Ray M, Rathmacher JA, Rice D, Fuller JC Jr., et al. The effect of the leucine metabolite b-hydroxy-b-methylbutyrat on muscle metabolism during resistance-exercise training. J. Appl Physiol, 1996.
Panton LB, Rathmacher JA, Baier S, Nissen S. Nutritional Suplementation of the Metabolite beta-hydroxy-beta-methylbutyrate (HMNB) during resistance training. Nutrition, 2000.
Fonte: Treino Mestre

Bolo de cacau com aveia, sem lactose

Quer um bolo rápido, saudável, gostoso, excelente para tomar com café e sem lactose? Então confira a receita de Lis Cereja, da Enoteca Saint Vin Saint, em São Paulo 

Ingredientes
  • 3 ovos
  • 1 xícara de aveia
  • 1/2 de linhaça dourada
  • 4 colheres de cacau em pó
  • 3 colheres de óleo de coco
  • 1 colher de sopa rasa de fermento
  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 1/2 xícara de açúcar de coco
Como fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve ao forno médio preaquecido em forma untada por cerca de 20 minutos ou até enfiar um palito de dente e ele sair seco.
Fonte:MSN

Chia ajuda a emagrecer. Veja por quê!

À primeira vista ela parece uma simples semente, mas a lista de benefícios da chia prova que ela é mais que isso. Além de acabar com o inchaço do corpo, combater os níveis de colesterol ruim e ajudar na prevenção da pressão alta, a semente de chia é uma aliada na hora de perder peso. 

Chia para emagrecer


A dica é ingerir a semente cerca de 30 minutos antes das refeições.

A nutricionista explica que a ligação da chia com a perda de peso acontece porque a semente incha e aumenta em até dez vezes seu peso ao ter contato com a água. Esse processo resulta na formação de um retículo, que dá origem a soluções de alta viscosidade responsáveis por auxiliar o funcionamento do metabolismo lipídico. “No estômago, a chia retarda o esvaziamento gástrico, ajudando a reduzir o apetite e aumentando a sensação de saciedade”, explica.

Segundo a nutricionista, um indivíduo em situação de obesidade apresenta um processo inflamatório que faz com que organismo retarde o envio da sensação de saciedade ao cérebro. “É aí que a chia atua. A alta concentração de ômega 3 deste alimento – 4 g da chia integral tem o mesmo valor de ômega 3 encontrado em 150 g de salmão – ajuda a diminuir o processo inflamatório celular, colaborando para a regularização dessa resposta”, afirma.

Em cada 100 g de semente existem 595 Kcal de energia, 16 g de proteínas, 44 g de carboidratos e 31 g de lipídios. A nutricionista indica a ingestão de duas colheres de sobremesa de chia diariamente. A dica é ingerir a semente cerca de 30 minutos antes das refeições. “O consumo da chia é um auxiliar no processo de perda de peso. O seu uso sem nenhuma mudança no planejamento alimentar e também sem a adoção da atividade física, não vai promover o emagrecimento esperado.”, ressalta.

Fonte:MSN