sexta-feira, 5 de junho de 2015

Dez mentiras sobre obesidade infantil


Artigo publicado pelo Prof. Dr. Carlos Alberto Nogueira de Almeida – Médico Nutrólogo e Diretor da ABRAN
A obesidade infantil é um dos maiores problemas nutricionais de nosso país! Por esse motivo, muito se tem falado sobre esse assunto em congressos, na imprensa e nas conversas do dia-a-dia. Sendo assim, é natural que muitas idéias equivocadas sejam divulgadas como se fossem verdades. Que tal listarmos 10 desses conceitos e fazer os desmentidos?
Crescer emagrece: se fosse verdade, ao final da adolescência todas as crianças obesas teriam crescido e emagrecido.O perigo de uma criança ser obesa é tornar-se um adulto obeso: na verdade o perigo já está na própria infância, com aumento da pressão arterial  do colesterol e até com o aparecimento de diabetes.
A culpa é da Avó (ou da escola, da babá etc): não é o caso de achar culpados, mas de definir responsabilidades e a verdade é que os pais são os principais responsáveis pelos seus filhos.
Vitamina engorda: vitaminas, quando receitadas por médicos, são nutrientes ingeridos em tão pequena quantidade, que jamais engordariam alguém.
Criança obesa é preguiçosa: na verdade, para a criança obesa, às vezes é muito difícil realizar certas atividades, como correr ou saltar, deixando a impressão de que são preguiçosas.
Emagrecer é perder peso: emagrecer é perder gordura… às vezes a criança ganha peso porque cresceu ou porque está fazendo mais exercícios e aumentando sua massa muscular.
Fruta não engorda: praticamente todos os alimentos engordam… tudo depende da quantidade que se come… frutas, por exemplo, apesar de serem ótimos alimentos, são ricas em açúcar e, se ingeridas em excesso, ajudam a engordar.
Quem emagrece depois engorda novamente: uma criança come demais e não se exercita. Depois muda seu estilo de vida e emagrece, mas depois volta a ser sedentária e a comer em excesso. Com certeza vai engordar novamente.
Para emagrecer é preciso retirar doces, lanches, frituras, refrigerante etc: para emagrecer pode-se comer de tudo, basta saber controlar quantidade e freqüência.
Fonte: ASBRAN

Dicas para uma vida saudável!

Conheça os 10 Hábitos Saudáveis



  1. COMER FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES:
    Devem ser servidos em todas as refeições. Ricos em vitaminas, minerais e fibras, são importantes para a proteção da saúde e diminuem os riscos de algumas doenças. Prefira os produtos de época. São mais baratos e nutritivos.
  2. FAÇA DE 5 A 6 REFEIÇÕES DIÁRIAS:
    Café, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite. Procure comer devagar, mastigando bem os alimentos, apreciando e mantendo um contato visual com a refeição. Não force a criança a comer fazendo chantagens, como oferecer prêmios ou dar castigos. Criará uma relação confusa com a alimentação.
  3. COMA FIBRAS
    Alimentos com fibras são essenciais para nossa dieta. Ajudam na digestão e funcionamento do intestino. Frutas, legumes, verduras, cereais integrais e grãos são alguns dos alimentos que contém fibras, além do feijão, prato típico do brasileiro.
  4. EVITE OS ALIMENTOS GORDUROSOS
    É importante substituir as gorduras saturadas (frituras, por exemplo) por insaturadas e eliminar as gorduras trans (margarinas, por exemplo). Dê preferência aos alimentos assados, grelhados ou cozidos, no lugar de fritos.
  5. PREFIRA OS SUCOS NATURAIS
    Evite refrigerantes e sucos artificiais industrializados, pois possuem poucos nutrientes e muitos aditivos, como o sódio. Os sucos são ricos em vitaminas e sais minerais. Para melhorar a absorção do ferro é importante ingerir suco de limão, laranja ou acerola, que são fontes de vitamina C.
  6. CUIDADO COM OS TEMPEROS INDUSTRIALIZADOS
    Evite mostarda, catchup, molho inglês, molho de soja tipo shoyo, tabletes de caldos de carne, galinha ou de outros sabores e temperos prontos. Prefira os frescos como cebola, alho, salsinha, cebolinha. São fontes de vitaminas e minerais. O consumo diário de sal não deve ultrapassar 5 gramas por dia, que equivale a 1 colher de chá por pessoa.
  7. EVITE ALIMENTOS COM CALORIAS VAZIAS
    Batatas fritas, nuggets, balas, chicletes, biscoitos (sobretudo os amarelos), refrigerantes e bebidas alcoólicas, são os chamados alimentos com calorias vazias. Contém muita caloria e corantes, além de uma quantidade irrisória de vitaminas e minerais essenciais para nossa saúde. Uma dieta rica em calorias vazias pode levar ao ganho de peso, desnutrição, diabetes e outros problemas de saúde.
  8. ÁGUA, FONTE DA VIDA
    Incentive seu filho a tomar água filtrada nos intervalos das refeições. É muito importante para o bom funcionamento do organismo. O intestino funciona melhor e o corpo se mantém hidratado. Inclua uma garrafa pequena com água, no lanche da escola.
  9. MOVIMENTE-SE
    Torne o seu dia a dia mais ativo e estimule seu filho a fazer o mesmo. Saia para caminhar com ele, leve-o para andar de bicicleta, passear com o cachorro, jogar bola, brincar de amarelinha, pega-pega, esconde-esconde, correr, dançar, pular corda ou fazer algum tipo de esporte. Não deixe seu filho passar muitas horas assistindo TV, jogando videogame ou no computador. Ele também pode ajudar você em pequenas tarefas domésticas. Mantenha o peso dele dentro dos limites saudáveis para a idade.
  10. UM AMBIENTE SAUDÁVEL PARA AS REFEIÇÕES
    O momento da reunião em família para fazer pelo menos uma refeição diária é único. Devemos aproveitar esse encontro para conversas agradáveis, com assuntos positivos e encorajadores. O ambiente onde a criança e a família fazem as refeições deve ser tranquilo, sem discussões e gritos. Não ligue a televisão. O hábito de comer assistindo TV ou fazendo outra atividade impede que as pessoas prestem atenção na quantidade de alimentos que estão comendo. Todas as refeições devem ser feitas à mesa. Não saia andando pela casa, atrás da criança, com o prato de comida na mão. Mostre a ela que existe horário e lugar certo para fazer as refeições.
 Fonte: SBEM