quarta-feira, 18 de março de 2015

Pistache e suas vantagens no consumo.

O pistache é uma oleaginosa muita rica em nutrientes. Possui um perfil de ácidos graxos benéficos para a saúde cardiovascular, assim como proteínas, fibras, potássio, magnésio, vitamina K, y-tocoferol (vitamina E) e inúmeros fitoquímicos. A sua coloração verde e roxa é resultado da presença de luteína e antocianina. Entre as castanhas, o pistache contém maior teor de potássio, y-tocoferol, vitamina K, fitosteróis e carotenóides. 

Estudos sugerem que o pistache ajude na atividade antioxidante e anti-inflamatória, no controle glicêmico e na função endotelial. Quando consumido com moderação ajuda no controle de peso, por causa do seu efeito na saciedade. 
Os antioxidantes protegem o corpo dos danos causados pelos radicais livres. Funções naturais do corpo e o exercício físico produzem radicais livres, que atacam células saudáveis tornando-as suscetíveis a danos. Antioxidantes como a vitamina E e carotenoides (betacaroteno e luteína) ajudam a proteger as células. Quando pistaches são consumidos, os níveis desses antioxidantes sobem no sangue. Eles ajudam a prevenir a oxidação de colesterol LDL, a inflamação e a sua deposição nos vasos causando doenças cardiovasculares, por exemplo. 
A adição de pistache em refeições de alto índice glicêmico poderia diminuir a resposta glicêmica pós-refeição. Pesquisas mostram que o perfil de nutrientes do pistache, incluindo proteínas, gorduras saudáveis e fibras, possa ajudar nesse controle glicêmico. Essa composição de nutrientes também teria efeito na saciedade, pois com os nutrientes sendo absorvidos de forma mais lenta, o tempo de saciedade seria maior. 
Por ser rico em fibras, o pistache também é um alimento muito saudável para o intestino. Uma porção de aproximadamente 30 gramas fornece 3 gramas de fibra dietética, ou aproximadamente 12% da recomendação diária. 
Ainda, a presença da luteína é importante para a saúde da visão e da pele. A retina possui altas concentrações de luteína e zeaxantina, carotenoides envolvidos na foto proteção dos olhos. E a luteína pode prevenir os danos dos raios ultravioleta na pele. 
Cada tipo de castanha possui uma mistura diferente de nutrientes, portanto o melhor é consumir uma variedade. Não existe uma recomendação para o consumo de pistache. O sugerido seria o consumo de aproximadamente 20 a 30 gramas de castanhas por dia, que pode ser feito nos lanches, por exemplo. 
Na hora da compra, prefira os pistaches com casca, sem sinais de mofo, umidade ou com danos causados por insetos. Assim, o risco de adquirir um pistache contaminado por aflatoxinas é menor. As aflatoxinas são substâncias produzidas por fungos, que contaminam os alimentos, sem modificar o sabor, e se consumidas constantemente em longo prazo podem aumentar o risco de câncer hepático. 
Fonte: MInha Vida

Como se motivar a emagrecer após o efeito platô?

Emagrecer é um assunto de interesse de muitos. Algumas pessoas tem maior atenção a isso por causa da saúde, outras pela estética. O que vale é que tanto por uma razão quanto pela outra, emagrecer é um tema de grande motivação e curiosidade. 
Afinal, o que faz uma pessoa conseguir emagrecer e outra não? Será mesmo só questão de seguir a risca a dieta? E o que você pode fazer para ter sucesso nisso? Quem consegue agir com equilíbrio e somar atividade física, disciplina, motivação, dieta e cuidados com a saúde tende a ter um resultado melhor. Acontece que nem sempre as pessoas se sentem motivadas para seguir em frente. 
Uma das grandes dificuldades acontece durante o processo de emagrecimento, afinal, o começar costuma ser mais fácil. O efeito platô, em que a pessoa estabiliza seu peso, é muito comum no processo de emagrecimento saudável. É normal que a pessoa se sinta desmotivada com a dieta nessa fase, mas não é o ideal. Se você quer emagrecer, por exemplo, e se prepara para todo o processo de diminuição de peso, você devera contar que haverá esse período de estabilidade. Se, então, você já sabe desde o inicio, é muito mais fácil que você se prepare para lidar com essa situação. 
Agora, se você não conta com essa fase e nem se prepara direito, realmente o emagrecer vai lhe parecer difícil e complicado. Faço uma comparação. Imagine-se entrando num jogo. Só que você vai jogar algo que não conhece as regras. Tenho certeza que se você entrar nessa partida sem saber como se joga ou vai querer sair logo ou jogara muito mal e terá muito trabalho pela frente. O emagrecer é isso. É um processo cheio de etapas e quanto mais você conhece o caminho e a si mesmo, maior será para o seu sucesso. 
As mais importantes informações que você deve ter sobre o processo de emagrecer é que existem fases, que você deve se conhecer (e as reações que seu corpo pode apresentar), criar um bom planejamento antes de começar e ter sempre em mente quais são as razoes que estão por trás da sua escolha. Assim, você terá boas razoes para manter-se na direção correta. 

As melhores formas de recuperar a motivação quando se está no efeito platô são: 
-Voltar a pensar nas razões que lhe fizeram começar o processo de emagrecer;Refaça seu planejamento e tenha ganhos durante o processo, coisas que lhe ajudarão a manter-se focado do seu objetivo;Peça ajuda de profissionais especializados para sua escolha de emagrecer;Lembre-se de novas atitudes saudáveis que você possa iniciar para o seu processo. 
Agora que você tem essas informações em mãos siga seu desejo de emagrecer com todo sucesso. 
Fonte:MSN