sábado, 18 de abril de 2015

Temperos que ajudam na dieta

Adicionar determinados temperos nas comidas, além de torná-las mais saborosas ainda pode contribuir para a perda de peso. Isto porque esses condimentos possuem diversas ações que ajudam na queima de calorias mais acelerada, na perda de gordura e que ainda melhoram o organismo de forma geral. No entanto, para obter tal benefício é preciso ter uma dieta balanceada, praticar atividades físicas e consumir estes temperos regularmente.
Saiba como a pimenta, a canela, o gengibre, a cúrcuma, o azeite, o vinagre de maçã, a salsa, o alho e o orégano podem ajudar na dieta e ainda proporcionar benefícios para a sua saúde.  

Pimenta
As pimentas contribuem para o emagrecimento. "Isto se deve a capsaicina, composto que contribui para o aumento da termogênese e consequentemente ajuda a reduzir o peso corporal", explica a nutricionista e fitoterapeuta Maria Angélica Fiut, membro do Conselho Diretor da Associação Brasileira de Fitoterapia (ABFIT).
Quanto mais ardida a pimenta, maior será a sua capacidade emagrecedora. Este tempero pode ser adicionado em carnes vermelhas, frango, no arroz com feijão e até na salada. "O importante é ingerir a pimenta constantemente, pois isso irá fazer com que o metabolismo fique mais acelerado", diz a nutricionista e chef Carina Boniatti, da Colherada Gourmet. As pimentas malagueta, jalapeno, dedo de moça, entre outras, são benéficas para a perda de peso. A únicas pimentas que não apresentam esse benefício são a pimenta biquinho e a cambuci, pois não apresentam capsaicina.
Canela
canela é uma aliada para a perda de peso por ser um alimento termogênico. Isto significa que ela é capaz de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. "Este tempero também diminui a vontade de comer doce e ajuda no controle de glicemia", observa Boniatti.
Este alimento vai muito bem com frutas. Um prato muito saudável pode ser a banana amassada com chia e polvilhada com canela. Você não resiste a um doce? então a canela pode ser sua aliada. Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition observou que incluir três gramas de canela no arroz doce promove a redução dos níveis de insulina logo após a refeição e o aumento do GLP-1, hormônio que estimula a secreção de insulina. Esse processo ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue.
Gengibre
gengibre possui o gengirol, substância que aumenta o gasto calórico em torno de 10%. "Na comida japonesa o gengibre está facilmente disponível. No dia a dia o gengibre vai bem para temperar carnes vermelhas, frango e peixe. Ele também pode ser ralado em frutas e na forma de chá. O calor não irá fazer com que o gengibre perca seus nutrientes", conta Boniatti.
Cúrcuma
A cúrcuma possui uma série de benefícios para a saúde. "Ela tem a curcumina, substância que é um poderoso anti-inflamatório. Pessoas com obesidade e com sobrepeso se encontram em um quadro inflamatório devido ao excesso de gordura. Ao ajudar a reduzir a inflamação a cúrcuma faz com que o corpo fique mais adequado para a perda de peso", explica Boniatti.
Este tempero também é um aliado do fígado. "Ele tem ação no metabolismo das gorduras, diminui o colesterol e lipídios totais, eleva o colesterol HDL e diminui o triglicérides", afirma Fiut.
A curcumina se degrada em grandes temperaturas. Por isso, cozinhe os alimentos no tempo certo. Este tempero vai muito bem com o peixe e a versão em filé só precisa de 20 minutos no forno. Caso vá preparar um arroz com cúrcuma coloque o tempero no final. A cúrcuma também combina com filé de frango. Apenas uma colher de café do tempero é o suficiente.
Azeite
Uma pesquisa feita pela Universidade de Viena, Áustria, e Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, concluiu que o azeite de oliva contribui para a perda de peso. O estudo apontou os compostos de aroma deste óleo como os responsáveis pelo emagrecimento, pois eles são capazes de regular a saciedade.
Após uma refeição, o tempo que a sensação de saciedade dura depende de uma série de fatores, porém o nível de açúcar no sangue influencia significativamente. Quanto mais rápido ele cai, ou seja, quanto mais rápido as células absorverem a glicose do sangue, mais cedo a pessoa começa a sentir fome. A pesquisa concluiu que o azeite de oliva possui substâncias de aroma que reduzem a absorção de glicose do sangue para as células do fígado. Porém, o óleo não faz milagres, para perder peso é importante ter uma dieta balanceada e praticar atividades físicas. 
Os especialistas divergem sobre o aquecimento do azeite. Alguns acreditam que ao ser aquecido este óleo irá saturar e assim causar todos os malefícios das gorduras saturadas. Outros defendem que o azeite pode ser aquecido na preparação de pratos. Porém, isto só irá proporcionar sabor para a comida, pois os nutrientes deste óleo se perdem. "É preciso consumi-lo cru, nas saladas por exemplo, para obter todas as suas propriedades", diz Boniatti.
Vinagre de maçã
Uma pesquisa da Universidade do Arizona e publicada na revista Diabetes Care observou que após ingerirem duas colheres de sopa de vinagre de maçã diluídos em água antes do almoço e do jantar, os participantes perderam em média dois quilos em um mês.
Isto ocorre porque o alimento ajuda a reduzir picos de insulina e o nível de glicose após refeições ricas em carboidratos. Os picos de insulina são inimigos do emagrecimento porque quando o carboidrato é absorvido rapidamente pelo sistema digestivo, o nível no sangue sobe subitamente. Assim o pâncreas libera muita insulina que, por sua vez, irá baixar drasticamente os níveis de glicose no sangue, levando a uma hipoglicemia reativa e consequente sensação de fome.
Além disso, o ácido acético presente no tempero é um bloqueador natural da absorção de amidos e açúcar. Quando estas enzimas são bloqueadas, os carboidratos passam direto através do trato digestivo, comportando-se como fibras insolúveis, que não podem ser digeridas. Assim são eliminadas muitas calorias, que se fossem absorvidas, certamente iriam dificultar a perda de peso.
O vinagre de maçã pode ser adicionado em saladas e para temperar carnes brancas. "Principalmente aves, pois o gosto ácido do vinagre ressalta o sabor do alimento. Basta uma colher de chá. A propriedades do vinagre não se perdem com o aquecimento", conta Boniatti.
Salsa
A salsa contribui para a perda de peso por ser diurética. "Ela também ajuda a 'limpar' o organismo de 'toxinas'", observa Fiut. Este alimento pode ser acrescentado na alimentação de diversas formas. "Adicione no final da preparação do arroz, legumes, carnes ou molhos. A salsinha combina com todos os tipos de alimentos, pois o sabor dela é neutro e não se sobressai", explica Boniatti.
A salsa também pode ser utilizada na preparação de chás, separe um maço da planta para um litro de água e faça a infusão. Outra alternativa é adicionar o alimento em sucos, como o suco verde.
Alho
O alho proporciona uma série de benefícios para o organismo. "Trata-se de um dos alimentos que mais tem propriedades saudáveis. É antiviral, antioxidante, anti-inflamatório, protege o coração, melhora nossa glicemia e controla a pressão arterial. Como ele tem amplas funções, ajuda a restaurar o equilíbrio do organismo e assim contribui para a melhor queima de gordura", afirma Boniatti. 
A melhor maneira de aproveitar os nutrientes do alho é consumindo-o cru. Por isso, ao fazer comidas como arroz, a dica é refogar metade do alho que pretende utilizar para elaborar o alimento e adicionar a outra parte quando o arroz já estiver pronto. Assim, o próprio calor do alimento irá abrandar o forte sabor do alho e suas propriedades serão mantidas.
Orégano
O orégano é um aliado de quem quer emagrecer por duas razões. "Ele estimula a digestão e tem ação diurética, por isso interessante para quem quer perder peso", explica Fiut.
O orégano vai bem com carnes e legumes, tanto nas versões refogadas na panela quanto assadas no forno. Uma opção que pode ajudar a matar a vontade da pizza é adicionar o orégano no tomate e assá-lo.
Fonte: MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário