quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

O que você entende do rótulo dos alimentos?

Mais importante do que ler o rótulo dos alimentos é saber compreender as informações ali contidas. Parece uma missão impossível conseguir absorver tantas palavras e números.

"É um erro só prestar atenção às calorias, como muitas pessoas fazem. Devemos ficar atentos aos nutrientes e aos aditivos químicos ali presentes, pois de nada adianta comer um alimento com poucas calorias se ele não tem nenhum nutriente", explica a nutricionista .

Alguns ingredientes seguem a máxima "quanto menos, melhor". É o caso dos aditivos químicos que, quando consumidos de maneira irregular, podem fazer mal a nossa saúde e prejudicar a perda de peso também.
"Essas substâncias atuam no nosso tecido adiposo, o que torna mais difícil a quebra das gorduras", alertando que outro ponto importante é que a lista de ingredientes está em ordem decrescente. Ou seja, os primeiros produtos da lista são os que estão presentes em maior quantidade naquele produto. 
 
Fique de olho na quantidade de fibras presente em cada alimento. Muitas vezes, alguns rótulos contêm a frase "fonte de fibra", mas a quantidade deste nutriente naquela porção é tão pequena, que não faz nem diferença na sua alimentação.

"Para ser considerado uma boa fonte de fibra, o produto tem que ter mais de 1,5g/porção do nutriente. Fique longe dos alimentos com gordura trans, essa gordura é extremamente prejudicial ao nosso corpo", ressalta a nutricionista.

Fique atenta também à quantidade de sódio. "A ingestão recomendada diária é de, no máximo, 6g. vale destacar que esse mineral em excesso é muito prejudicial à saúde, além de provocar retenção de líquidos no corpo. A verdade é que, quanto menos industrializado, melhor e mais saudável é o alimento", conclui a especialista.
Fonte:MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário