quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

ATENÇÃO AS CALORIAS DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS!

Ingerir algumas doses de bebida alcoólica em um happy hour ou em uma festa com os amigos pode parecer inofensivo, mas para quem deseja emagrecer pode se tornar um grande problema. As bebidas - principalmente as destiladas - possuem um alto valor calórico e podem colocar em risco todo um programa de perda de peso. Lembre-se: para não abdicar das coisas que gosta, basta fazer algumas pequenas mudanças que irão garantir grandes resultados.


Muitas pessoas não levam em consideração o valor calórico das bebidas porque é algo que não precisam mastigar. Cada grama de álcool possui 7 calorias, bem mais que o carboidrato e a proteína que fornecem 4 calorias por grama. Para se ter uma idea, cada tulipa de chopp contém 130 calorias, o mesmo que um pãozinho francês! Para visualizar melhor, imagine só quantos “pãezinhos” você consome em uma noite em um bar ou numa festa. Veja abaixo as calorias de algumas bebidas:

Bebida
Calorias
Cerveja - lata 355 ml
150 cal
Chopp - tulipa 300 ml
130 cal
Cerveja light ou sem álcool 300 ml
75 cal
Caipirinha com açúcar 100 ml
250 cal
Caipirinha com adoçante 100 ml
170 cal
Cachaça 100 ml
230 cal
Batida c/ leite condensado 200 ml
350 cal
Champanhe – taça 125 ml
80 cal
Cuba libre c/ coca light
80 cal
Licor 30 ml
110 cal
Orloff Ice 290 ml
190 cal
Saquê 100 ml
130 cal
Uísque 50 ml
120 cal
Vinho tinto/branco doce 150 ml
210 cal
Vinho tinto/branco seco 150 ml
130 cal
Vodka 50 ml
120 cal
Quando se fala em bebidas alcoólicas e reeducação alimentar, temos que lembrar de quatro dicas essenciais: moderar, substituir, intercalar e diluir.
Moderar: A bebida alcoólica deve ser ingerida com moderação, esteja você em um processo de emagrecimento ou não. O álcool é uma substância psicoativa com potencial de causar dependência. Embora quantidades pequenas de álcool podem até ser benéficas para a saúde, está bem estabelecido que seu uso freqüente e excessivo causam doenças gástricas, nutricionais, neurológicas e hepáticas.
Substituir: Em coquetéis em que é adicionado o açúcar o agravante é ainda maior para quem está em controle alimentar O ideal é substituí-lo por adoçante. Evite acrescentar leite condensado às batidas, pois é rico em açúcar e gordura. Troque por iogurte desnatado: também fica gostoso e com muitas calorias a menos.
Intercalar: tente sempre intercalar as bebidas alcoólicas com água. Tome bastante água antes de começar a bebida alcoólica, assim você evita matar a sede com esta bebida. Se a intenção é aproveitar os efeitos benéficos do vinho, sempre que possível, substitua-o pelo suco de  uva natural. Ele proporcionará o mesmo efeito protetor sobre o coração. Se você tem o costume de beber vinho diariamente, use o suco de uva em dias alternados. Já é um ótimo começo.
Diluir: Use gelo para diluir o uísque ou a caipirinha. Coquetéis mais leves como o mojito (rum, sprite zero, hortelã e limão), cuba libre (rum, coca light e limão) e até mesmo uma mistura de clubsoda e meia taça de vinho também são boas opções.


Usar a criatividade pode ajudar a perder peso sem abrir mão dos hábitos prazerosos. Com bom senso, você verá que é capaz de frequentar festas, jantar fora e sair para um encontro com os amigos sem colocar em risco todo um programa de perda de peso.
Fonte: site do Setor de Nutrição do Instituto Mineiro de Endocrinologia 

CUIDADO COM AS TENTAÇÕES NATALINAS!

Panetone com atenção

Considerado uma das estrelas do Natal, o panetone pode ser encontrado com diversos recheios. Entretanto, para aqueles que pensam que só os trufados ou com chocolate são os vilões da dieta, aqui vai uma má notícia: qualquer panetone é muito calórico, rico em gorduras açúcar e precisa ser consumido com moderação. De acordo com a nutricionista Izabella Fratezi, consultora da Galgani Farmácia de Manipulação, em Belo Horizonte, uma fatia de panetone de frutas cristalizadas (80g) tem em média 280 calorias - valor maior que o de uma fatia de pizza de mussarela, por exemplo, que tem 228 calorias. Já o chocotone tem cerca de 330 calorias. "Uma forma de incluí-lo na dieta é substituindo o pão francês no café da manhã, preferindo sempre as versões light, que podem chegar a 210 calorias", diz a especialista. 
damascos e ameixas secas - Foto Getty Images 

Maneire nas frutas secas

Sejam desidratadas ou liofilizadas, as frutas secas são ricas em fibras,vitaminas e sais minerais, funcionando como uma ótima sobremesa ou lanche. "Apesar de serem saudáveis, elas não podem ser consumidas sem moderação, já que têm o açúcar mais concentrado e acabam sendo mais calóricas do que as frutas frescas", diz a nutricionista Thatyana Freitas, da clínica Stesis, em São Paulo. Outro problema das frutas secas é o risco de exagerar, já que elas são pequenas e podem induzir ao consumo excessivo. "O ideal é comer de duas a três unidades por dia, nos lanches ou mesmo como sobremesa."
cesta de natal - Foto Getty Images 

Administre as cestas de natal

Famílias grandes provavelmente já passaram pelo dilema de receber duas ou mais cestas de Natal e não saber o que fazer com tanta comida. As carnes não cabem no freezer, os enlatados não encontram espaço na prateleira. "Evite comer tudo de vez e considere dispensar alguns alimentos", afirma a nutricionista Thatyana. oar uma das cestas ou mesmo parte delas, ficando apenas com o que será usado na própria ceia de Natal, vale como dica solidária. "Quando há muitos alimentos calóricos disponíveis e em grande quantidade, ocorre o consumo excessivo e desregrado, atraindo os quilos extras", afirma a nutricionista Izabella. Uma alternativa é guardar os alimentos não perecíveis e ir consumindo nos meses seguintes, sempre sem exageros.

Se você está na dúvida a respeito dos alimentos que devem ser priorizados na cesta de Natal, pode contar com a ajuda do contador de pontos do Dieta e Saúde. Ele possui um banco de alimentos com tabela nutricional e pode indicar se aquele produto tem ou não espaço na sua dieta, bem como mostrar as combinações mais adequadas para o seu plano alimentar de forma simples e objetiva.
torrone - Foto Getty Images 

Dê adeus ao torrone

Esse doce é preparado com avelãs, amendoins e um creme feito de açúcar, mel e gelatina. Os torrones possuem um alto valor calórico - cada 50g contêm 250 calorias. "Não tem como comer torrones sem sair da dieta", diz a nutricionista Izabella. "O ideal é evitar exageros, se lembrando de todas as outras guloseimas que você irá comer nas festas, ou então trocá-lo por uma fruta."
pote de amêndoas - Foto Getty Images 

Não esqueça as calorias das oleaginosas

Apesar de serem ricas em gorduras saudáveis, as oleaginosas são muito calóricas. "A boa notícia é que, assim como as frutas secas, elas podem ser consumidas todos os dias, desde que seja com moderação", conta a nutricionista Izabella. Comer entre uma e três castanhas ou amêndoas por dia é suficiente. 
frutas cristalizadas - Foto Getty Images 

Fruta cristalizada é uma bomba

"Devido ao processo de fabricação e a técnicas usadas para conservá-las, as frutas cristalizadas contêm muito açúcar, sendo portanto mais calóricas do que as frutas naturais", diz a nutricionista Thatyana. Por isso, prefira as frutas para o lanche e deixe as cristalizadas para consumir com o panetone.  
Patê com torrada - Foto Getty Images 

Patê industrializado tem sódio

Os patês que costumam vir em cestas de natal contém muito sódio, conservantes e flavorizantes, além de alta quantidade de gorduras. "Toda essa combinação é ótima para intoxicar o corpo e elevar o risco de doenças cardiovasculares", diz Thatyana Freitas. O melhor é preparar um patê em casa, consumindo no lanche com palitos de cenoura e pepino, ou então com mini-torradas integrais. Segue uma receita de patê sugerida pela especialista:

Ingredientes:
1 caixinha de creme de leite de soja
200g de peito de peru
Salsa picada

Modo de preparo: 
Bata no liquidificador o creme de leite com o peito de peru. Tempere com ervas a gosto e um fio de azeite. Enfeite com a salsa e sirva gelado. 
pêssego em calda - Foto Getty Images 

Frutas em calda com moderação

Com o cozimento da fruta, grande parte das vitaminas hidrossolúveis (como a vitamina C) se perde. "Além disso, a calda é muito rica em açúcar e extremamente calórica", explica Izabella Fratezi. A fruta em calda possui quase o dobro de calorias da fruta fresca e, por isso, deve ser consumida com moderação. "Mesmo se retirarmos a calda, parte dela já está retida dentro da fruta, por isso o melhor é optar pela versão in natura", diz a nutricionista Thatyana. 
Fonte: MSN