sábado, 24 de maio de 2014

Receitas de doces sem glúten

Torta de castanha-do-pará e damasco

Ingredientes:
Massa:
- 1 pacote de farinha de arroz (200g) - 1 xícara (chá) de fécula de batata - 4 colheres (sopa) de margarina cremosa sem sal - 2 colheres (sopa) de açúcar - 1 ovo
Recheio:
- 100 g de castanha-do-pará moída - 2 xícaras (chá) de leite - 1/2 xícara (chá) de açúcar - 2 colheres (sopa) de amido de milho - 1 colher (chá) de essência de baunilha - 1/2 xícara (chá) de geléia de damasco (use uma light)
Preparo:
Massa: Misture as farinhas e reserve. Coloque a margarina, o açúcar e o ovo e vá adicionando a mistura de farinhas até ficar uma massa firme que desgrude das mãos. Se necessário, adicione mais um pouco de farinha de arroz. Deixe descansar por 20 minutos. Forre forminhas de empada médias. Fure e leve ao forno médio (180ºC) por cerca de 30 minutos ou até ficar firme e dourada. Reserve.
Recheio: Misture a castanha-do-pará, o leite, o açúcar, o amido e a baunilha, e leve ao fogo até engrossar. Espere amornar e coloque sobre a massa assada. Enfeite com geleia e leve à geladeira por cerca de 1 hora.
Essa torta é uma delícia, vai por mim!

Bolo de cenoura e passas

Ingredientes:- 1 cenoura grande- 2 ovos- 1 xícara (chá) de açúcar- 1/2 xícara (chá) de óleo de canola- 2 colheres (café) de canela em pó- 1 colher (chá) de cravo-da-índia em pó- 1 colher (café) de noz moscada ralada- Casca ralada de meia laranja- 1/2 xícara de passas claras sem sementes- 1 xícara (chá) de creme de arroz- 1 xícara (chá) de farinha de quinoa- 1 colher (sopa) de fermento em pó- ½ xícara (chá) de leite.
Preparo:
Rale a cenoura no ralador com abertura 'grossa' e reserve. Bata as gemas com o açúcar e, sem parar de bater, acrescente o óleo e as especiarias. Retire e misture a cenoura e as passas. Acrescente o creme de arroz, a farinha de quinoa e o fermento dissolvido no leite. Bata as claras em neve até ficarem bem firmes e inclua na mistura. Despeje em forma 'tipo bolo inglês' ou de pão (12 cm X 29 cm) e asse em forno médio (180°C), preaquecido por cerca de 30 minutos. Retire do forno espere amornar, desenforme e deixe esfriar. Se quiser, polvilhe com açúcar e canela em pó.
Hum...
Pavê de abacaxi

Massa - 3 ovos - 4 colheres (sopa) de açúcar - 1 xícara (chá) de farinha de arroz - ½ xícara (chá) de suco de abacaxi - 2 colheres (chá) de fermento em pó
Recheio - 1 abacaxi grande - 6 colheres (sopa) de açúcar
Cobertura - 2 claras - 4 colheres (sopa) de açúcar - 1 xícara (chá) de creme de leite light - 1 colher (chá) de essência de baunilha - Cerejas em calda (opcional) - Raspas de limão
Preparo
Massa Bata as claras em neve, e acrescente as gemas e o açúcar até ficar uma mistura fofa. Alterne a farinha de arroz com o suco de abacaxi e, por último, acrescente o fermento em pó. Coloque em uma assadeira retangular média, untada e polvilhada com farinha de arroz. Asse em forno médio (180ºC) por cerca de 20 minutos. Retire, espere amornar e corte em duas partes. Reserve.
Recheio Descasque o abacaxi e rale no ralador com abertura mais 'grossa'. Coloque em uma peneira para escorrer. Aproveite o suco para fazer o bolo. Coloque em uma panela com o açúcar e leve ao fogo para cozinhar por 10 minutos.
Cobertura Para a cobertura, bata as claras em neve e acrescente o açúcar. Retire e adicione o creme de leite, além da essência de baunilha. Faça tudo bem delicadamente!
Montagem Coloque num prato uma das partes do bolo. Adicione o recheio e inclua a outra parte do bolo sobre o creme. Deixe a cobertura só na parte de cima. Se quiser, enfeite com cerejas em calda dietéticas ou aproveite que ainda é possível encontrar cereja fresca no mercado.
Amo muito esse pavê!

Bombocado de coco com calda de maracujá

Ingredientes
Bombocado - 1 e 1/2 xícara (chá) de leite semidesnatado - 3 ovos - 1 xícara (chá) de açúcar - 3 colheres (sopa) de fubá - 3 colheres (sopa) de farinha de arroz - 1 colher (sopa) de fermento em pó - 100 g de coco ralado desidratado
Calda de maracujá - 1 xícara (chá) de suco de maracujá - 1 xícara (chá) de água - 2 colheres (chá) de amido de milho - ½ xícara (chá) de açúcar - Sementes de maracujá para enfeitar
Preparo
Bombocado Coloque o leite e os ovos no liquidificador e bata bem. Acrescente o açúcar, o fubá e a farinha de arroz. Bata novamente. Retire, coloque em uma tigela e misture o fermento e o coco. Coloque em forminhas de papel próprias para 'muffins' ou 'cupcakes' e leve ao forno médio (180 ºC), preaquecido, por 40 minutos. Retire, espere amornar e cubra com a calda.
Calda Misture os ingredientes e leve ao fogo baixo por cerca de 10 minutos. Retire e misture com as sementes. Regue os bombocados e sirva.
Delícia de comer rezando!

Fonte: MInha Vida

Ideas para lanches light para assistir os jogos da Copa 2014

Meus amigos,

A Copa do Mundo de 2014  no Brasil está se aproximando e temos que preparar nossa despensa para os lanches durante os jogos que provavelmente vamos assistir com amigos e parentes.

Seguem algumas sugestões:

Frutas, sucos naturais, pães integrais e queijos brancos.
Sanduíches:
Pão árabe/peito de peru/alface/tomate/pepino e cebola
Canapé: Pão integral/ pasta de ricota com ervas e lascas de pepino
Canapé: Pão light/queijo mussarela light e presunto de parma

Todos estes lanches devem ser acompanhados de sucos naturais ( limonada, suco de acerola, caju, abacaxi) ou chás ( verde, hibisco, goji berry ou maçã com canela) ou Água de côco ou  coquetel de frutas ou cerveja sem álcool.

Gostaram?

Então experimentem!

Patrícia Mendes

O que fazer para acelerar seu metabolismo!

Se você está com alguns quilos a mais e muita dificuldade em perdê-los, é muito comum colocar a culpa no metabolismo preguiçoso. Mas será ele o verdadeiro culpado? Mais do que isso, o que você realmente pode fazer para acelerar o seu metabolismo?

O que é o Metabolismo? 
O metabolismo é um conjunto de hormônios e enzimas que transformam calorias (comida) em energia, de uma maneira mais ou menos eficiente.

É ele quem estabelece o ritmo no qual você queima as calorias que consome e também o responsável pela velocidade com a qual você gasta ou acumula estas calorias.

O seu metabolismo sofre diversas influências como idade (o metabolismo lentifica cerca de 5% a cada década após os 40 anos), sexo (homens queimam mais calorias do que as mulheres), quantidade de massa magra (músculo) presente (quanto maior, mais rápido o metabolismo) e hereditariedade.

Ocasionalmente, problemas de saúde como o hipotireoidismo ou deficiência de outros hormônios também podem lentificar o metabolismo. 
"problemas de saúde como o hipotireoidismo ou deficiência de outros hormônios também podem ldentificar o metabolismo".
Acelerando o seu "motor" 
Embora existam fatores difíceis de serem modificados, felizmente existem maneiras para acelerar o seu gasto diário de calorias. A melhor forma é a pratica regular de atividade física, que deve incluir exercícios aeróbicos e de fortalecimento muscular, o que vai ajudá-lo a manter o seu ritmo metabólico a longo prazo.

As células presentes nos músculos queimam calorias mais rapidamente do que as células de gordura, mesmo durante o repouso.

Estudos revelaram que cada quilo de massa muscular queima 70 calorias por dia, enquanto cada quilo de gordura queima apenas quatro calorias por dia.

Embora 30 minutos de exercícios aeróbicos queimem mais calorias do que 30 minutos de fortalecimento muscular (musculação), nas horas seguintes ao exercício físico, é a musculatura trabalhada que será a responsável por sustentar o seu aumento no gasto metabólico. Em outras palavras, ter mais músculos significa que você pode comer mais e ganhar menos peso. 
Coma mais vezes e queime mais rápido 
Quanto mais vezes você come, mais rápido queimará calorias. Porções menores e mais frequentes ajudam a manter o seu metabolismo sempre em alerta.

O contrário também vale: se você passa muitas horas sem comer ou "pula" refeições, o seu metabolismo fica muito lento, poupando o gasto de energia.

Outro fator importante é que pessoas que "lancham" entre as principais refeições, tendem a comer uma menor quantidade durante o almoço e jantar, o que leva a uma diminuição expressiva da quantidade de calorias ingeridas diariamente, resultando em um aumento da taxa metabólica e uma diminuição da gordura corporal.

Comidas que aceleram a queima calórica

Proteínas necessitam cerca de 30% a mais de energia para serem digeridas. Então, em teoria, lanches ricos em proteínas são melhores, porém, nada de concreto foi descoberto a cerca de comidas que ajudam a queimar calorias.

Alguns itens como pimenta-vermelha e chá-verde têm propriedade de acelerar a taxa metabólica basal nos 30 minutos seguintes a sua ingesta, mas esses benefícios não são suficientes para gerar uma perda de peso significativa.

Em resumo, para acelerar o seu metabolismo, nada melhor do que aumentar a sua massa muscular, comer uma dieta rica em proteínas em mais vezes e menor quantidade.
Fonte: Minha Vida

Corpo já sente prejuízos após 10 dias sem treino

No assunto de hoje vamos abordar algumas preocupações que todos devem ter após retomar os treinos. Isso pode acontecer após um período de férias, doente, lesionado, viagens, muito trabalho, final do ano e até mesmo o fato de ter saído da academia. Na terminologia do mundo dos esportes e do treinamento físico esse período parado é chamado de "destreinamento". 

Olhando dessa forma tudo é muito lindo. Em qualquer outra situação da vida, o que você conquista é seu, mas com a atividade física é diferente. Ela é ingrata porque assim que você para de realizá-la vai começar a perder os benefícios que a mesma te trouxe e a tendência é ir voltando para o estado inicial. 
Melhoramos nossas condições físicas porque nosso corpo é uma máquina muito inteligente e trabalha com uma evolução através de estimulo, inflamação e adaptação. Em um treino convencional na academia, em casa, no parque ou com um personal trainner normalmente trabalhamos, dentre outras capacidades físicas, a força muscular, flexibilidade e aptidão cardiorespiratória. Ao realizar um exercício (estímulo) estamos na verdade provocando essa capacidade física e obrigando ela a sair da sua zona de conforto (homeostase). Ao fazer isso, vamos praticamente causar um prejuízo (inflamação) para essa capacidade e após esse quadro nosso organismo vai se recuperar, mas irá trabalhar para reforçar sua proteção (adaptação) para que em um novo estímulo sofra menos. 

No geral alguns estudos relacionados a esse tema apontam reduções significativas nessas capacidades a partir de 10 dias sem treinar para pessoas que iniciaram e realizaram por 90 dias um programa de atividade física orientado com a frequência de três vezes por semana. As pesquisas observaram as seguintes alterações após o período sem atividade física: 
Quanto mais tempo ficar parado maior será o prejuízo de tudo que conquistou até chegar ao ponto de partida anterior ou até mesmo piorar além dele. Os prejuízos vão depender de alguns fatores como o tempo que já estava treinando, histórico e estilo de vida associado à atividade física, realização de atividades complementares, individualidade fisiológica, frequência e intensidade de treino e qual era a atividade praticada.  
  • Sistema cardiorrespiratório: redução de até 10% do que foi conquistado após 10 dias parado
  • Força muscular: redução de até 15% do que foi conquistado após 10 dias parado
  • Redução da massa muscular: de até 66% do que foi conquistado em 10 dias parado
  • Flexibilidade: Redução de até 100% do que foi conquistado após 10 dias parado.
Levando tudo isso em consideração fique atento com a sua volta aos treinos e faça pequenos ajustes diminuindo um pouco suas intensidades para evitar riscos. Tenha a certeza que o retorno ao ponto antes da interrupção será muito mais rápido do que quando iniciou, pois já entra em cena a "memória muscular", mas esse é um tema para o próximo artigo. 
Fonte: Msn