quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Seis dicas para manter o peso e a saúde no carnaval

Durante o carnaval é comum ocorrer o abuso de bebidas alcoólicas e das comidas calóricas e gordurosas o que leva ao ganho de peso e à ressaca. Porém, mudanças simples na alimentação podem evitar esses problemas. 
Por isso, a nutricionista do programa de emagrecimento Dieta e Saúde, destacou seis atitudes simples que tornam possível aproveitar a folia sem engordar ou prejudicar a saúde.  

Comer mais e em menores quantidades

Comer várias vezes ao dia pode passar a sensação de excesso. Porém, é um grande passo para o emagrecimento. Assim, evita-se a sensação ruim de estufamento e a moleza após a refeição, tornando possível se divertir com mais qualidade.  

Não olhe só as calorias. 
Faça pequenas refeições a cada 3 horas e não se preocupe em ficar totalmente satisfeito e com medo de passar fome, você vai comer novamente logo mais! Para colocar o plano em ação, mesmo na rua, uma opção prática é sempre carregar frutas, castanhas e sementes na bolsa.  
Vários estudos têm mostrado que dietas com a mesma quantidade de calorias, porém, compostas por diferentes tipos de alimentos, impactam de forma distinta na perda de peso. 

Nem tudo que é líquido limpa. 
Por isso, a melhor forma de fazer escolhas saudáveis não é olhar a quantidade de calorias, mas os nutrientes que o compõe. Alimentos com fibras, gorduras boas, as monoinsaturadas e poli-insaturadas, vitaminas e minerais devem ser priorizados. Já aqueles com gordura saturada, açúcar e nomes estranhos na lista de ingredientes devem ser evitados.  
Assim como não dá para lavar a roupa com água suja, não dá para limpar o corpo com bebida alcoólica, suco ou refrigerante, mesmo que sejam líquidos. A água é sempre a melhor opção e deve ser consumida preferencialmente entre as refeições ao longo do dia! Para facilitar a adesão deste hábito você pode fazer uso das águas aromatizadas. Deixe de molho na água gelada ingredientes como hortelã, gengibre e casca de maçã e pronto. Chás caseiros sem açúcar como os chás diuréticos de hibisco e cavalinha também são boas opções. 

Mantenha o intestino em ordem

Água com hortelã é uma boa opção.
Para limpar o organismo de verdade você precisa estar com o intestino funcionando corretamente. Caso contrário, tudo que fica ali parado passa a produzir substâncias tóxicas que podem ser reabsorvidas pelo organismo. Então, mantenha um bom consumo de fibras, sem se esquecer da água. Boas fontes são as frutas, principalmente pera, maçã e ameixa, vegetais crus e cereais integras e seus farelos como farelo de aveia, quinoa e trigo em grãos. Se você não vai ter muito controle sobre sua alimentação uma boa pedida é carregar um pouco de sementes de chia, linhaça ou a fibra psyllium que podem facilmente ser adicionados a qualquer alimento. 

Reponha as energias

Repor as energias não é necessariamente repor calorias, mas principalmente repor nutrientes. O consumo de álcool, a irregularidade no sono, e todas as mudanças de rotina que você passa no período de carnaval exigem maior quantidade de vitaminas e minerais para manter sua imunidade, seu metabolismo e seu bem estar em dia. Por isso, invista em alimentos muito rico em nutrientes, porém com menor teor de calorias. Para repor os nutrientes e antioxidantes invista em vegetais e frutas de cor verde escura, amarelos e roxos. Para completar combine com castanhas e sementes que são fontes de proteínas e gorduras boas e cereais integrais com maior valor de proteínas como a aveia, a quinoa e o amaranto. Uma boa sugestão é um suco de acerola com couve, farelo de aveia e semente de chia.  

Proteja o seu fígado

O ideal é não consumirmos álcool, mas como no carnaval fica mais difícil resistir à tentação, o melhor é ajudar o fígado a se livrar logo dele. Para começar, nos dias depois do exagero é interessante reduzir ou evitar o consumo de carnes, principalmente as vermelhas, beber muito líquido e fazer uma atividade física para ajudar na eliminação pelo suor. Não realize uma dieta líquida. É muito importante comer alimentos de alta qualidade nutricional como folhas de cor verde escura, alimentos amarelos e arroxeados e cereais integrais. Boas alternativas são as brássicas, como o brócolis, a couve flor, a couve de Bruxelas e a couve. Alcachofra, gengibre, chá verde, cúrcuma e cebola também são ótimas opções. 
Depois destas dicas só resta dizer: BOM CARNAVAL!!!!!!!

Fonte: MSN

Dieta vegetariana pode ajudar a diminuir pressão arterial

Adotar uma dieta vegetariana pode na prevenção da hipertensão, reduzindo os níveis de pressão arterial. É o que afirma uma revisão de 39 estudos feita pelo departamento de medicina preventiva do National Cerebral and Cardiovascular Center, no Japão. Os resultados foram publicados online dia 24 de fevereiro na revista JAMA Internal Medicine.


A pesquisa incluiu 22.000 pessoas e concluiu que uma dieta sem carne reduzia a pressão arterial sistólica em cinco a sete milímetros de mercúrio (mm/Hg) e a pressão arterial diastólica de dois a cinco milímetros de mercúrio (mm/Hg). Ainda que os resultados pareçam modestos, o estudo sugere que eles poderiam reduzir o risco de infarto em 9% e de AVC em 14%. Além disso, a prevenção seria sustentada ao longo do tempo, disseram os especialistas. 

Os autores do estudo disseram que parecia não importar que tipo de dieta vegetariana a pessoa está seguindo - se inclui produtos lácteos, ovos e peixes ou então que exclui todos os derivados de animais -, os resultados eram muito próximos. No entanto, eles acrescentam que isso pode ter acontecido porque os estudos de dietas veganas eram pequenos, o que pode ter deixado a estatística insuficiente.

O estudo também não foi capaz de destrinchar quais foram os responsáveis pelo benefício das dietas vegetarianas. Mas eles apontam que essas dietas podem ter um teor mais baixo de sódio e maior teor de potássio e proteínas vegetais ? fatores que tendem a baixar a pressão arterial.

Oito alimentos que ajudam a combater a hipertensão
Doenças cardiovasculares são responsáveis pelo maior número de mortes no Brasil e em mais da metade dos casos ela é decorrente da pressão alta. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão, a pressão arterial elevada atinge 30% da população adulta brasileira e está presente em mais de 50% das pessoas na terceira idade. Embora não tenha cura, a hipertensão pode ser controlada e evitada com algumas mudanças de hábito. E se você já pensou "não tenho tempo para praticar exercícios ou qualquer coisa semelhante", saiba que apenas incluindo alguns alimentos em sua dieta, a prevenção e o controle já são desenvolvidos naturalmente pelo seu organismo. Confira a seguir oito desses alimentos:
Aveia
"A aveia faz parte do grupo dos carboidratos e é uma excelente fonte de fibras, vitaminas e minerais", explica Cátia Medeiros, especialista em nutrição clínica pelo Ganep-SP e membro da clínica Espaço Nutrição. O alimento auxilia no processo de emagrecimento por retardar o esvaziamento gástrico, o que prolonga a sensação de saciedade.

Desse modo, ele auxilia no controle da glicose sanguínea, sendo uma importante ferramenta para hipertensos. Além disso, a aveia contém magnésio que, em união com o cálcio, ajuda no relaxamento da musculatura, diminuindo o inchaço do corpo.

Amêndoa e noz
Por serem boas fontes de magnésio, amêndoas e nozes atuam como vasodilatadores, ou seja, ampliadores dos vasos sanguíneos, o que auxilia no controle da pressão arterial. Esses alimentos também são ricos em vitamina E, um dos principais antioxidantes naturais existentes, que ajudam a retardar o envelhecimento e diversas complicações cardíacas, como explica a nutricionista Cátia Medeiros.

Alimentos ricos em ômega 3
Presente em alimentos como sardinha, salmão, atum, linhaça e azeite, os ácidos graxos ômega 3 devem ser consumidos por pessoas com hipertensão em uma dose acima do valor diário recomendado normalmente, aponta a nutricionista Cátia Medeiros.

Estudos comprovam que a ingestão dessa substância está intimamente relacionada à diminuição da vasoconstrição e ao aumento da vasodilatação. Em outras palavras, o ômega 3 não só dificulta a síntese responsável por contrair os vasos sanguíneos como ainda facilita a síntese que promove a sua abertura.

Ervas
O que a salsa, a cebolinha, o coentro, o alecrim, a sálvia, o manjericão, o louro e o tomilho têm em comum? Todos são ótimos temperos naturais e, por isso, podem substituir como nenhum outro alimento o uso do sal. "Reduzindo o sal, também há diminuição da ingestão de sódio, um dos principais vilões dos hipertensos", alerta a nutricionista Cátia Medeiros. O sódio favorece a retenção de líquidos no organismo, aumentando a pressão arterial e elevando o risco de doenças renais e cardiovasculares.

Alho
Ótima fonte de vitamina C, o alho tem alto poder antioxidante, atuando na diminuição de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, pelo câncer e até por doenças cardíacas. Além disso, a combinação de diversos elementos presentes nesse alimento, como o magnésio, auxilia - ainda que de forma singela - na dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão e facilitando a circulação do sangue.

Cereais integrais
Eles reduzem as chances de diabetes, previnem o câncer, ajudam a manter o peso e ainda são grandes combatentes da hipertensão. Motivos não faltam para incluir cereais integrais, como farelo de aveia e gérmen de trigo, na sua dieta. O grande mérito desses alimentos é a concentração de magnésio, que, segundo a nutricionista Cátia Medeiros, estimula a dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo, por tabela, o inchaço típico de pessoas que retêm líquidos.

Alimentos ricos em potássio
Se, por um lado, o sódio estimula a retenção de líquidos no organismo, aumentando a circulação sanguínea e, consequentemente, a pressão arterial, o potássio age como um natriurético, estimulando a eliminação do sódio presente no corpo. Assim, alimentos ricos nesse elemento são muito recomendados para hipertensos. "O potássio está presente no inhame, no feijão preto, na abóbora, na cenoura, no espinafre, no maracujá, na laranja, na banana e em diversos outros alimentos", explica Cátia.

Leite e derivados
Importantes fontes de cálcio, leite e derivados não podem ficar de fora da dieta de pessoas com hipertensão. O cálcio funciona como hipotensor, ou seja, atua na diminuição da pressão sanguínea, uma vez que estimula a eliminação de sódio. A grande vantagem desses alimentos é o fato de pequenas porções apresentarem grande concentração do mineral. A nutricionista ainda recomenda que sejam consumidas as versões desnatadas e com baixo teor de gordura, como o queijo branco.

Fonte: MInha Vida

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Especialista alerta para cuidados com as crianças no Carnaval

Alimentação, fantasia e segurança! Confira as orientações do médico pediatra do Hospital Samaritano, Dr. Francisco Lembro Neto (...)
Salões lotados, clima quente, fantasias e produtos de pele, como tintas e brilhos compõem a folia do Carnaval. Os pais devem ficar atentos e tomar os cuidados devidos com as crianças.
Confira as orientações do médico pediatra do Hospital Samaritano, Dr. Francisco Lembro Neto.
Hidratação e AlimentaçãoComo o carnaval acontece no verão, as altas temperaturas e o clima abafado são sentidos pelas crianças. Ofereça muito líquido, de preferência água e água de coco, além das frutas – que hidratam e são saudáveis. Evite alimentos perecíveis como iogurtes, lanches industrializados ou cachorros-quentes para prevenir intoxicações e alergias.
FantasiaEssas devem ser arejadas e leves. Evite usar tintas na pele, sem antes testar no antebraço da criança ou procure um produto hipoalergênico e atóxico. Nos pés use na criança sapatos arejados, tipo sandálias e evite os de borracha ou plástico, pois impedem os pezinhos dos pequenos de transpirarem. Evite deixar a criança descalça, porque além do risco de queda, a criança pode se machucar com vidros ou algum objeto no chão do salão.
Confetes e serpentinasEssas tradicionais brincadeiras, assim como as bolinhas de sabão e os sprays, devem ser supervisionadas pelos pais ou responsáveis, pois a criança pode se engasgar ou se machucar com o uso desses ornamentos.

SegurançaUso do cinto de segurança e pausas em viagens longas demais são fundamentais. Na praia, não deixe a criança sozinha e ao expor a criança em grandes aglomerações, coloque uma identificação no seu filho, com o seu nome e telefone. E o mais importante, o tempo do seu filho – se a alegria da folia dos pequenos acabar, já é hora de ir para casa!
Fonte: Dr. Francisco Lembro Neto, médico pediatra do Hospital Samaritano de São Paulo.

Dieta seca barriga: ajustes na alimentação favorecem a barriga lisinha

A barriga chapada é um desejo comum entre as mulheres e os homens. Para conquistar o abdômen lisinho, é essencial manter uma dieta adequada e praticar atividades físicas com frequência, inclusive investindo em exercícios que trabalhem a musculatura da região. 

Além dos pontos mencionados, existem alguns alimentos específicos que podem contribuir para que a barriga fique lisinha e outros que podem fazer com que ele fique maior - e aí entram gordura localizada, inchaço e até estufamento. Saiba quais são eles e entenda porque ajudam ou atrapalham na busca pelo abdômen chapado.  


Ter um bom funcionamento do intestino

Manter a microbiota intestinal saudável, conhecida por flora intestinal, é essencial para uma barriga lisinha. "Ter um bom funcionamento intestinal diminui as chances de prisão de ventre e formação de gases que causam estufamento no abdômen. A absorção de vitaminas e minerais é favorecida e não ocorre deficiência de nenhum micronutriente", explica a nutricionista Cátia Medeiros. 

Além disso, a microbiota saudável diminui o risco de retenção de líquidos, de aumento da compulsão por doces, de insônia, entre outros problemas que favorecem o ganho de peso. 

Alguns alimentos e bebidas podem contribuir para a microbiota saudável. "Recomendo beber muita água e o consumo de probióticos como iogurtes com lactobacilos. Alimentos ricos em fibras solúveis, como a maçã, o maracujá e a aveia, também são boas opções porque melhoram o trânsito intestinal e a absorção de nutrientes que ajudam a diminuir a gordura abdominal", orienta a nutricionista Liane Schwarz Buchman, da clínica BodyHealth, de São Paulo.  

Invista em frutas com fibras e antioxidantes

O consumo de frutas de maneira geral ajuda a murchar a barriga devido à alta presença de fibras que além de melhorar a microbiota intestinal, também diminuem a absorção de gordura e proporcionam saciedade. O maracujá, a maçã e a ameixa se destacam pelas boas quantidades de fibras solúveis. 

A ação antioxidante das frutas também é boa para a perda de gordura abdominal. "A relação é indireta, pois a gordura cria certa inflamação e as frutas vão contribuir para melhorar esse processo inflamatório", explica Buchman. O kiwi, o morango, a laranja, a acerola, a goiaba e a tangerina são ricos em vitamina C e por isso possuem forte ação antioxidante. As frutas vermelhas e roxas, como a amora e a uva roxa e a framboesa, também se destacam pela ação antioxidante. 

Algumas frutas possuem outras características específicas que contribuem para a perda da gordura abdominal. A gordura presente no abacate ajuda a reduzir a barriguinha desde que seja consumida com moderação. Além disso, o alimento possui magnésio. "Este mineral atua em conjunto com o cálcio e ajuda a relaxar a musculatura e a diminuir o inchaço e a vontade de comer doce", conta Medeiros. 

A lichia também ajuda a queimar a gordura abdominal. Um estudo realizado pela Universidade de Hokkaido, no Japão, observou que ao final de 10 semanas voluntários que consumiram extrato de lichia queimaram 15% a mais de gordura na região da barriga do que os participantes tratados com placebo. Os pesquisadores acreditam que isto ocorre devido a cianidina, substância presente na fruta.  

Vegetais e verduras que aceleram o metabolismo

O consumo destes alimentos é importante para a perda da gordura abdominal. As verduras são boas porque melhoram o metabolismo. "A couve, a salsa e o agrião ainda possuem propriedade diuréticas que ajudam a reduzir a retenção de líquidos que se acumula na barriga", conta Buchman. 

No caso dos vegetais é interessante optar por aquelas ricos em magnésio. Boas opções são a beterraba, acelga, quiabo e alcachofra. A berinjela também é uma ótima opção por ser rica em fibras solúveis.  

Invista nas sementes da saciedade

As sementes de linhaça e de chia são aliadas no emagrecimento e consequentemente na perda de gordura abdominal. O principal motivo para isso é por elas serem ricas em fibras solúveis que irão proporcionar saciedade e consequentemente o emagrecimento. 

Além disso, estas sementes são ricas em ômega 3. Este ácido graxo possui ação anti-inflamatória que pode agir na inflamação causada pela gordura. 

A melhor maneira de consumir a chia e a linhaça é triturando-as. Assim, é possível obter o ômega 3 presente nessas sementes. A orientação é triturar toda a quantidade do saquinho com uma das sementes, colocar o pó em uma vasilha de plástico fosca e com tampa e armazená-la no freezer. Assim, o alimento fica protegido da luz, do oxigênio e da temperatura, evitando que ocorra a oxidação. Este procedimento é muito importante e se não for feito a gordura do alimento triturado irá oxidar, o que é prejudicial para a saúde.  

Invista em chás

Alguns chás possuem propriedades que contribuem para que a barriga fique lisinha. "Porém, antes de consumi-los é melhor passar por uma avaliação com um profissional de saúde para que ele indique qual poderá ser consumido de acordo com cada caso e também o quanto ingerir", alerta Medeiros. 

O chá de hibisco contribui para que menos gordura fique acumulada na região do abdômen e quadril, acredita-se que isto ocorre devido a ação antioxidante dos flavonoides antocianina e quercetina. O chá verde possui efeito termogênico e por isso auxilia na perda de peso. Já o chá de cavalinha é utilizado porque ajuda a diminuir a retenção de líquidos e o chá de menta auxilia na digestão e diminui a formação de gases.  

Beba água!

Quer manter a barriga lisinha? Então, beba água! "Nenhuma estratégia paraemagrecer ajuda se não tiver água. Isto porque todas as reações do nosso organismo dependem da água. Para queimar gordura, eliminar toxinas, o intestino funcionar corretamente e evitar retenção de líquidos precisamos beber água", destaca Buchman. 

A quantidade de água que deve ser ingerida por dia varia de acordo com o indivíduo, levando-se em conta aspectos alimentares e intensidade de atividade física realizada.  

Evite alimentos que causam gases

Para conquistar a barriga chapada evite o consumo de alimentos que causam gases. Isto porque o problema irá levar a um leve aumento da circunferência abdominal. Alguns alimentos que podem causar gases são: bebidas gaseificadas como os refrigerantes e água com gás, frituras, pão, queijo, embutidos, enlatado de carne vermelha e certas leguminosas, como feijão. 

Evite alimentos que causam retenção de líquidos

Diminuir o consumo de alimentos que causam a retenção de líquidos é importante, pois o problema pode levar ao aumento da região abdominal. Por isso, quem busca uma barriga chapada deve diminuir o consumo de sódio. Os alimentos que possuem boas quantidades da substância são: embutidos, sal em excesso e alimentos processados. 

Os embutidos e industrializados ainda contam com conservantes e corantes que criam um processo inflamatório, com a célula inflamada tudo passa a funcionar mal, até a perda de gordura.  


Fonte: MSN

Receitas com Chia

    

Torta funcional de banana e amêndoas



         

Ingredientes:

Massa:                   
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral ou farinha de arroz integral (nesse caso ao final da receita utilizar 1 colher de café de goma xantana)
  • 1 xícara de aveia em flocos
  • 1 xícara de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 2 colheres de sopa de óleo de canola ou óleo de coco
  • 2 colheres de manteiga sem sal
  • 2 colheres de sopa de farinha de chia com linhaça e pyssilium
  • 1/2 xícara de amêndoas laminadas.
Recheio:                                  
  • 8 a 10 bananas maduras
  • Canela em pó 1/2 xícara de amêndoas laminadas
  • Calda de Agave.

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes secos da massa em um refratário fundo. Em seguida acrescente o óleo aos poucos até obter uma massa. Coloque em uma assadeira com o fundo falso.colocar a massa nos fundos e nas laterais pressionado com as mãos. Faça uma camada das bananas, o agave, a canela e as amêndoas. Leve ao forno médio entre 20 e 25 minutos. 

Receita de tapioca com chia



Ingredientes: 
2 colheres (sopa) de farinha de tapioca (goma de mandioca hidratada)
1 colher (sopa) de semente de chia 
2 colheres (sopa) de queijo cottage
5 tomates cerejas
Folhas de manjericão 

Modo de preparo: Incorpore a farinha de tapioca com a chia e coloque a mistura em uma frigideira bem quente. Deixe virar uma massa dourada e vire. Acrescente o queijo cottage, o tomate e o manjericão. Sirva em seguida. 

Rendimento: 1 unidade Valor nutricional (1 unidade) 

Valor calórico 199,1 kcal 
Proteína 8,32 g 
Carboidrato 26,7 g 
Gordura 6,6 g 
Gordura Saturada 0,35 g 

Bolo de chocolate funcional com chia


Ingredientes:

  • 3 ovos inteiros
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo ou calda de agave ou mel ou melado
  • 1 e 1/2 xícara de farinha de arroz
  • 1 xícara de fécula de batata
  • 1 xícara de achocolatado sem lactose ou cacau
  • 1/2 xícara de óleo de girassol ou óleo de coco
  • 1/2 xícara de água quente
  • 1 colher de sopa de semente de chia
  • 1 colher de sopa de fermento em pó.

Modo de preparo:

Pré aqueça o forno a 180º. Na batedeira bata os ovos inteiros e o açúcar (ou agave ou mel ou melado) até dobrar de volume. Acrescente aos poucos as farinhas intercalando com a água e o óleo e continue batendo. Quando a mistura estiver homogênea, desligue a batedeira e acrescente a semente de chia e o fermento em pó. Coloque em uma assadeira untada e enfarinhada e asse por 30 minutos. 

Frozen de mamão e iogurte



Ingredientes:

  • 650 gramas de mamão formosa
  • 2 potes de iogurte desnatado
  • 2 colheres de sopa de sementes de chia
  • Adoçante a gosto.

Modo de preparo:

Descasque e corte o mamão, retirando as sementes com cuidado. Em um saco plástico leve o mamão ao congelador e os potes de iogurte também. Bata no processador ou liquidificador o iogurte congelado e os cubos de mamão, o adoçante e 1 e 1/2 colher (sopa) de sementes de chia. Sirva bem gelado. Enfeite com algumas sementes e folhas de hortelã e sementes de chia que sobrou.

Rendimento:

4 porções com 130 calorias cada.             
Fonte: Minha Vida


domingo, 23 de fevereiro de 2014

TABELA DE CALORIAS DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS- CUIDADO NO CARNAVAL! NÃO EXAGERE!

AlimentoMedida caseiraPeso(g)Calorias(Kcal)
Aguardente1 dose50 ml115
Batida de frutas com leite condensado1 copo200 ml504
Caipirinha de limão com açúcar (aguardente)1 copo200 ml300
Caipirinha de limão com açúcar (vodca)1 copo200 ml310
Caipirinha de limão com adoçante (aguardente)1 copo200 ml240
Caipirinha de morango com açúcar (saquê)1 copo200 ml340
Cerveja1 lata350 ml151
Cerveja Malzbier "Brahma"1 long neck355 ml199
Cerveja sem álcool1 long neck355 ml89
Champanhe1 taça125 ml110
Chope1 tulipa300 ml180
Conhaque1 dose50 ml125
Cuba Libre1 copo250 ml170
Gim1 dose30 ml60
Margarita1 copo150 ml131
Mojito1 copo200 ml250
Quentão100 ml294
Prosecco1 taça125 ml106
Rum1 dose50 ml110
Saquê1 cálice35 ml50
Smirnoff Ice1 long neck275 ml240
Tequila1 dose50 ml110
Uísque1 dose50 ml120
Vinho branco doce1 taça125 ml173
Vinho branco seco1 taça125 ml107
Vinho Quente100 ml120
Vinho tinto1 taça125 ml107
Vodca1 dose50 ml120
FONTE: BOA FORMA