sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Feliz Natal a todos!

Lá vem a ceia de Natal para tirar você da linha. Mesmo para quem mantém um cardápio equilibrado durante o ano fica difícil resistir a tantas tentações em uma única noite. E o prato fica com um punhado de cada opção, uma mais calórica do que a outra. Fica difícil negar, afinal, muitas delas só aparecem nessa época do ano mesmo.
Sem abrir mão de curtir a festa é possível tornar a ceia mais saudável. Você pode substituir alimentos calóricos por alimentos mais saudáveis e nutritivos. Para ajudá-los na escolha dos pratos mais saborosos, confira a tabela de calorias abaixo e conheça o que você está colocando no prato. 

Calorias dos alimentos de Natal

  • Nozes 190 kcal
  • Avelã 178 kcal
  • Amêndoa 164 kcal
  • Uva passa 60 kcal
  • Banana passa 90 kcal
  • Figo seco 60 kcal
  • Pera seca 144 kcal
  • Damasco seco 26 kcal
  • Ameixa fresca 36 kcal
  • Cereja fresca 50 kcal
  • Pêssego em calda 83 kcal
  • Pêssego fresco 35 kcal
  • Rabanada 125 kcal
  • Panetone 250 kcal
  • Panetone de Chocolate 334 kcal
  • Farofa 118 kcal
  • Arroz à grega 236 kcal
  • Cuscuz 125 kcal
  • Champanhe 90 kcal
  • Vinho branco doce 142 kcal
  • Vinho branco seco 85 kcal
  • Vinho tinto 65 kcal
  • Whisky 240 kcal
  • Cerveja 147 kcal
  • Licor 90 kcal
  • Caipirinha (vodka) 304 kcal
  • Saquê 40 kcal
  • Batida de frutas com leite condensado 416 kcal

Calorias das carnes típicas do Natal


  • Tender Bolinha 135 Kcal
  • Chester 158 Kcal
  • Peru assado 167 Kcal
  • Lombo assado 238 Kcal
  • Pernil porco assado 305 Kcal
  • Vitela magra assada 227 Kcal
  • Coelho cozido 197 Kcal
  • Pato assado 201 Kcal
  • Cabrito – perna assada 184 Kcal
  • Carneiro (carne magra) 206 Kcal
  • Lagarto assado 117 Kcal
  • Carne de boi magra assada 288 Kcal
  • Frango assado inteiro 195 Kcal
  • Carneiro (carne gorda) 317 Kcal
  • Leitão 380 Kcal

“Se não puder preparar uma ceia mais leve, já que os convites para festas são muitos nesta época, pelo menos tente manter o seu prato longe das calorias desnecessárias”, orienta a nutricionista. Lembre-se também que, depois da comilança de fim de ano, é preciso retomar logo as práticas alimentares saudáveis do dia a dia.
Fonte: Itodas
Desejo a todos os meus blogueiros, pacientes e amigos,
Feliz Natal !

Patrícia Brigagão Mendes


Dicas Natalinas!

Ninguém precisa deixar de comemorar com prazer essa data tão especial. Dá para preparar uma ceia leve, saudável, equilibrada e… deliciosa! Para isso, basta recorrer a algumas alternativas de baixo teor calórico, com menos gorduras e açúcares. Além disso, vale incluir em suas receitas muitas hortaliças, frutas e cereais integrais.

Isso mesmo. A grande variedade de hortaliças e frutas cultivada em nosso país permite que os pratos típicos das festas fiquem com uma apresentação de encher os olhos, e ainda trazem mais saúde à mesa. São alternativas de baixo valor calórico e que contêm substâncias que nos protegem das doenças crônico-degenerativas, tais como diabetes, hipertensão, obesidade e doenças cardiovasculares.
- Inicie a ceia por saladas cruas que possuem um alto teor de fibras. A vantagem é que as fibras atuam como uma “esponja” na absorção de gorduras, evitando seus efeitos nocivos sobre o organismo.
- Os cereais integrais devem ser incluídos nos pratos principais, bem como em saladas. Uma boa sugestão para a ceia é o arroz preto com vegetais picados – um prato exótico, saboroso e nutritivo. Se preferir, utilize o arroz integral cateto ou agulhinha.
- A farofa tradicional pode ser substituída por farofa de soja.
- Evite alimentos com alto teor de gorduras saturadas, como frituras, salgadinhos, embutidos, maionese, queijos gordos (gorgonzola, provolone, cheddar), carnes gordurosas (presunto, pernil, bacon, salame, pele de aves, carne vermelha com gordura), massas com cremes ou molhos cremosos, creme de leite, chantili. Essas gorduras exercem um papel comprovado no surgimento de doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.
- Para beber, opte pelo suco de uva orgânico, vinho tinto orgânico ou o vinho sem álcool. Substitua o refrigerante por sucos de frutas naturais, chás gelados, água.
- As frutas (frescas ou secas) são excelentes opções de sobremesa e também podem ser ingredientes de saladas mistas e coloridas. Evite os excessos de rabanadas, tortas, doces refinados e com coberturas e recheios gordurosos.
- As oleaginosas (castanhas, nozes, pistache, avelãs, amêndoas etc.) também são excelentes opções, desde que consumidas com moderação. Além de saborosas, são altamente nutritivas e favorecem a diminuição do LDL colesterol e o aumento do HDL colesterol.
- As preparações cozidas, assadas e grelhadas devem ser privilegiadas.
- Dê preferência às pastas e maioneses à base de soja e molhos feitos com iogurte desnatado. Use e abuse de temperos e ervas fina, substituindo o sal e os condimentos prontos que possuem muito sódio e gorduras saturadas e trans.
- O panetone pode ser consumido por todos, já que, atualmente, existem as opções light (ideais para quem busca o emagrecimento), sem adição de açúcar (para diabéticos) e sem glúten (para celíacos). Portanto, sabendo escolher, ninguém precisa passar longe dessa delícia.
- Além dos panetones, existem outras opções saudáveis e específicas para pessoas com necessidades especiais como bolachas de natal sem glúten, brownie sem glúten e lactose, chocolates sem adição de açúcar em formatos especiais para o natal, pêssego em calda diet, leite condensado diet, leite condensado de soja, pão-de-mel sem glúten, doce de soja (similar ao doce de leite convencional).
Fonte: Mde mulher