quarta-feira, 26 de junho de 2013

Alimentos que ajudam na artrite reumatóide

Existem muitos mitos alimentares sobre a artrite, mas alguns estudos sugerem que certos alimentos podem ajudar a reduzir as dores e inflamações e abrandar o avanço da artrite.

Algumas pessoas dizem que os lacticínios causam artrite e que o vinagre de cidra e o mel a curam. Outros acreditam que as frutas cítricas, tais como limões, laranjas e toranjas, e vegetais como as batatas, berinjelas e pimentos, podem piorar os sintomas. Muitas pessoas que vivem com artrite, como a artrite reumatóide, também dizem que existe uma ligação entre certos alimentos e recaídas que experienciam.
Apesar de haver poucos indícios que suportem estas afirmações, alguns estudos sugerem que certos alimentos podem ajudar a reduzir as dores e as inflamações e abrandar a progressão da doença.
Todos estes alimentos contribuem para uma dieta saudável e equilibrada, a qual pode ajudar com a artrite e reduzir o risco de desenvolver complicações de saúde, tais como doenças cardíacas, osteoporose (ossos fracos e frágeis) e a obesidade.
Alimentos ricos em cálcio incluem lacticínios (leite, queijo e iogurte), nozes, sementes e peixe, tal como sardinhas ou espadilha (especialmente se comer as espinhas).
A luz solar é a nossa principal fonte de vitamina D, mas esta também pode ser encontrado no peixe gordo e alimentos enriquecidos, tais como os cereais e margarinas.
Existem cada vez mais indícios que a dieta mediterrânica faz bem à artrite, além de muitas outras doenças. Esta dieta inclui muita fruta e vegetais, peixe, grãos de leguminosas e uma quantidade moderada de carnes vermelhas.
Crê-se que os alimentos ricos em ómega-3 possuem um efeito anti-inflamatório, que pode reduzir associado às articulações inflamadas. O ómega-3 é encontrado no peixe gordo, tal como a sardinha, cavala e salmão.
Deve comer pelo menos duas doses de peixe gordo por semana. O ómega-3 existe também em nozes e sementes (especificamente de linhaça), e é normalmente usado para enriquecer margarinas, cereais e iogurtes líquidos biológicos.
Alguns alimentos, como os patês, carnes não cozidas e lacticínios não pasteurizados podem aumentar o risco de desenvolver uma intoxicação alimentar. Se estiver a tomar medicação imunossupressora deve evitar estes alimentos.

Fonte: Mehiu

Nenhum comentário:

Postar um comentário