terça-feira, 23 de abril de 2013

Você acha que seu filho come bem?

Eu assisti a um documentário brasileiro que abriu meus olhos em relação à alimentação do Theo, que tem 4 anos. 


Em cartaz nas principais capitais do país, "Muito Além do Peso" mostra como a obesidade virou uma epidemia entre as crianças e como pais, mães e escolas estão perdidos na hora de lidar com isso.

Para quem acha um exagero chamar de epidemia o fato de termos crianças gordinhas, o filme traz número impressionantes.

Começo com o que mais me chocou, pois tenho uma filhinha, a Liz, de apenas 9 meses:
  • Mais da metade (56%) dos bebês brasileiros tomam refrigerante antes de completar 1 ano de vida. No filme, há uma cena em que alguns bebês ou crianças de colo estão mandando ver numa madadeira de refrigerante. 
Mas há outros dados que nos fazem arregalar os olhos:
  • Um brasileiro consome em média 50 kg de açúcar por ano
  • Uma lata de refrigerante tem o equivalente a 7 saquinhos de açúcar
  • Um pacote de bolacha recheada tem uma quantidade de açúcar e gordura equivalente a oito pães franceses
  • Em um pacote de suco em pó, só 1% é de suco de fruta de verdade
  • A criança brasileira passa em média 5 horas em frente a TV - e só 3 na escola (e criança que vê muita TV faz menos exercício, por exemplo)
  • Outra parte interessante do filme é a que mostra as crianças olhando os legumes e frutas. A maioria não reconhece cenoura, chuchu, beterraba, melão, manga, mas nem pisca ao dizer o nome do pacote de bolacha e salgadinhos. 

    Essa avalanche de dados e cenas impressionantes me fez repensar o que coloco no prato e no lanche do Theo. Tento ao máximo evitar "porcarias", mas acho que dá pra melhorar ainda mais. Como mudanças graduais sempre funcionam melhor, resolvi eleger um vilão por vez. O primeiro foi:

    - Sucos de caixinha. Sei que às vezes não sobre muito tempo para fazer suco natural. Mas nesses dias, o Theo vai tomar água. Porque a maioria dos sucos de caixinha tem uma quantidade absurda de acúçar. Tanto que muito foram obrigados a tirar a palavra "suco" da embalagem - e mudaram para néctar. Também vou procurar marcas mais naturais para levar em passeios, pela praticidade. 

    Quem quiser ver o trailer e outros detalhes do filme, pode entrar no site oficial do "Muito Além do Peso".


    E você, a quantas anda a alimentação de seu filho? Muitos vilões?

    Fonte: MSN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário