terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

REMO- UMA ATIVIDADE PARA O VERÃO


A canoa virou, por deixá-la virar... Foi por causa da Maria que não soube remar”. Esqueça a canção infantil ao pensar na prática do remo. Primeiro porque é muito difícil o barco virar – e se isso acontecer, ele não afunda. Depois, porque se você não souber remar, é fácil aprender.


Modalidade que combina com o verão, a prática vem crescendo no Brasil e traz inúmeros benefícios para a saúde, além de ajudar a desenvolver importantes habilidades para o dia a dia.
Estudos apontam que, assim como a natação, o remo proporciona grande desenvolvimento físico geral, utilizando a maior parte dos grupos musculares.
“É uma atividade completa: trabalha 80% dos músculos do corpo: pernas, abdômen, peito, costas e braços”, diz Fernando de Campos Mello, Supervisor Técnico de Remo do Esporte Clube Pinheiros, de 
São Paulo.

Esporte deixa o corpo feminino definido e bonito
Além do mais, promove grande queima calórica: uma aula para iniciantes consome de 400 a 800 calorias e em um treino profissional ou competição, o gasto pode chegar a 3000 calorias. Junte a isso um importante trabalho cardiovascular e consequente aumento da resistência, além de ganho de flexibilidade e melhora da coordenação motora, associado ao baixo risco de lesões, e você tem o remo como excelente opção para quem busca no esporte uma fonte de saúde.
“Sem contar que a prática estimula o contato com a natureza. Em São Paulo, realizamos os treinamentos na raia olímpica da Universidade de São Paulo (USP), em meio a muita tranquilidade, verde e animais como peixes, tartarugas e patos. É um verdadeiro oásis na cidade”, completa o técnico.
Para todos
O remo é recomendado para todas as idades. “Sugerimos a partir dos 12 anos, apenas por não termos barcos que sejam adequados às crianças mais pequenas”, explica Fernando Mello. Os mais velhos também têm vez: é comum encontrar quem tenha começado depois dos 60 anos.
Em relação ao mito de que não é um esporte para mulheres, por deixar costas e ombros muito musculosos, o especialista rebate: “Esse é um preconceito brasileiro – na Europa e na Austrália existem clubes de remo exclusivamente femininos. Praticado como lazer, o esporte define e deixa super bonito o corpo da mulher”.
Além dos benefícios físicos, o remo pode levar ao desenvolvimento de habilidades muito úteis para o cotidiano. Praticado individualmente ou em equipe, leva a melhora da concentração, da coordenação, do equilíbrio, da disciplina, da confiança e da colaboração mútua, entre outras coisas.
“No Exterior, o remo é muito utilizado como atividade de integração em ambiente corporativo, trabalhando espírito de equipe e liderança”, diz Fernando Mello.

Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário