segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo!

Peru com Damascos e Uva

Receita light é requintada para servir à noite

POR MINHA VIDA - ATUALIZADO EM 26/12/2012

Ingredientes:

Peru com damascos
1 peito de peru médio (1,5 kg)
½ xícara (chá) de vinho branco
½ xícara (chá) de suco de laranja
Sal a gosto
1 cebola grande ralada
1 colher (sopa) de tomilho fresco picado
1 colher (sopa) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de uvas verdes sem casca e sem sementes
100 g de damascos secos em tiras
1 colher (sopa) de salsa picada 

Modo de preparo:

Coloque o peito de peru, sem a pele, em uma assadeira e cubra com o vinho branco, o suco de laranja, o sal, a cebola e o tomilho. Cubra com alumínio e leve ao forno médio por 1 hora e 20 minutos. 
Retire o papel, verifique se está macio e retire do forno. Deixe amornar e fatie. Coloque na assadeira o restante dos ingredientes e deixe ferver e engrossar, adicionando água se necessário. Coloque as fatias de peru em uma travessa e regue com o molho na hora de servir. Salpique a salsa e sirva.

Valor Nutricional por porção

Carboidratos = 12 g
Calorias = 236 kcal
Tempo: 1 hora e 30 minutos
Rendimento: 10 porções

Chester assado light

Uma receita prática para sobrar mais tempo para você

POR MINHA VIDA - ATUALIZADO EM 26/12/2012

Ingredientes:

Chester assado
1 quilo de peito de chester
1 xícara (chá) de caldo de galinha
1 xícara (chá) de suco de laranja
1 xícara de guaraná light
20 uvas italianas cortadas ao meio
1 cebola pequena picada
1 dente de alho amassado pitada de orégano
1 folha de louro

Modo de Preparo:

Numa assadeira, temperar o chester com os ingredientes restantes, menos a uva. Assar em forno médio por 45 minutos ou até dourar. Colocar o caldo do cozimento numa panela, juntar as uvas e cozinhar até amolecerem. Adicionar mais caldo do cozimento, se necessário. Servir o chester com o molho. 

Valor Calórico e Nutricional (por porção):

Calorias: 254 calorias
Carboidratos: 14,21 g
Proteínas: 31,81 g
Gorduras: 6,84 g
Rendimento: 6 porções

Tender com farofa

Uma receita saborosa e rápida para incrementar o seu Ano-Novo

POR MINHA VIDA - ATUALIZADO EM 26/12/2012

Ingredientes

Tender com farofa - Imagem meramente ilustrativa
2 unidades de presunto tender defumado desossado (1,5kg cada)
1 ½ tablete de manteiga sem sal (300g)
1 xícara de açúcar mascavo (130g)
1 xícara de mostarda Dijon (150g)
2 colheres (sopa) de cravos-da-índia
2 ½ xícaras (chá) de vinho branco seco
½ kg de farinha de mandioca torrada em flocos
1 maço grande de cheiro-verde lavado e picado
½ xícara (chá) de azeitonas verdes picadas
Sal e pimenta-do-reino recém-moída
½ xícara (chá) de suco de laranja 

Modo de preparo:

Faça cortes superficiais nas duas peças de Tender. Prepare uma pasta com 1 tablete de manteiga em temperatura ambiente (200 g), o açúcar mascavo e a mostarda (reserve 2 colheres para fazer o molho). Besunte as peças de tender com essa pasta e espete cravos-da-índia em sua superfície, formando losangos. Acomode os tenderes em uma assadeira para aves. Regue com o vinho e tampe, deixando uma pequena abertura para a saída do vapor.

Ligue o forno em temperatura média/alta (200ºC) e coloque a assadeira com os tenderes, sem aquecimento prévio. Asse por cerca de 40 minutos, retire a tampa deixe dourar por mais 30 minutos. Transfira a carne para uma tábua de cozinha, fatie e mantenha em local aquecido. Retire o caldo formado na assadeira e reserve para o molho.

 Aproveite o calor residual da assadeira para preparar a farofa: despeje a farinha de mandioca na parte da assadeira onde o Tender foi assado. Misture bem, adicione o cheiro-verde, as azeitonas e tempere com sal e pimenta. Misture o caldo do cozimento reservado, o suco de laranja e 2 colheres (sopa) de mostarda em uma vasilha, e leve ao microondas (potência 100% por 1 minuto). Misture, espere esfriar ligeiramente e acrescente aos poucos o restante da manteiga bem gelada, batendo até formar um molho de textura aveludada.

Transfira a farofa para a parte mais rasa da assadeira. Sobre ela acomode as fatias de tender e sirva em seguida, acompanhado do molho (mantenha o restante do tender e da farofa em local aquecido, para depois fazer a reposição). 

Informações

Rendimento: 10 a 12 porções
Tempo de preparo: 30 minutos
Tempo de forno: 1 hora e 10 minutos

Receita cedida pela Santa Marina 
Fonte: MSN

Desejo a todos uma bela ceia com estas deliciosas receitas. Um Ano Novo cheio de saúde, paz e muito amor!

Patrícia Mendes

domingo, 29 de dezembro de 2013

Carne de porco pode apresentar calorias e colesterol em baixas quantidades

A carne de porco já foi tão vilanizada, que até na Bíblia seu consumo era proibido, pelo menos no Antigo Testamento. Apesar de no texto sagrado as alegações serem místicas, o real motivo era a quantidade de doenças que esse alimento poderia passar. Por sorte, isso hoje é passado. "A carne de porco hoje passa por rigorosos processos de produção e higiene. Com o cruzamento genético, associado a esse controle sanitário, ela voltou a ter seu lugar de destaque no grupo das proteínas", explica a nutricionista Nicole Trevisan, da ADJ Diabetes Brasil.


Isso foi aliado à nova alimentação dos suínos, que mudou para melhor. "Eles anteriormente eram alimentados com restos de comida, e agora recebem ração equilibrada, com quantidades adequadas de macronutrientes, e em certas marcas até há a presença de antioxidantes e sequestradores de toxinas", explica Israel Adolfo, nutricionista do esporte de São Paulo. Mas para garantir tudo isso, é preciso verificar sempre a procedência do alimento, inclusive o carimbo da vigilância sanitária. 

A carne suína hoje é uma boa opção de carne vermelha. Apesar da cor clara, ela entra nessa categoria por causa da concentração de hemoglobina, que mesmo sendo menor do que no tipo bovino, ainda é considerada alta. Pena que o estigma de inimiga da saúde ainda continue... Religiosos ou não, muitos ainda acreditam que a carne suína é rica em gorduras e colesterol, características que agora fazem parte do passado desse alimento - desde que você saiba escolher os cortes mais saudáveis e capriche no modo de preparo. O lombo de porco, por exemplo, apresenta menos quantidade de colesterol que o filé de frango. Se você ainda não está convencido, comparamos essa iguaria com as carnes de boi e frango, para que ela possa finalmente ser absolvida na inquisição da cozinha. Confira!


Ótima fonte de proteínas

Nesse primeiro quesito, a carne de porco é campeã, mas principalmente pela qualidade. "Estudos mostram que a carne suína possui maior conteúdo de aminoácidos essenciais (aqueles que nosso corpo não produz), como por exemplo, leucina, lisina e valina. Estes aminoácidos podem auxiliar o organismo na manutenção do sistema imunológico", explica Karina Valentim, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição. Porém, quando o assunto é quantidade, o lombo assado perde apenas para o peito de frango assado, enquanto o primeiro tem 28 gramas a cada 100 g de carne, o segundo apresenta 31 g para a mesma quantidade. Já a alcatra, nessa categoria, apresenta o valor 27 gramas, apenas um pouco a menos. 

Porco também pode ter cortes magros

É claro que em todos os tópicos, tudo depende do tipo de corte. E alguns tipos de carne suína são bem pouco calóricos, por incrível que pareça para muita gente. Vamos aos números: a bisteca suína apresenta 164 kcal a cada 100 gramas do alimento. Já o corte bovino mais magro é o contrafilé sem gordura, que apresenta 131 kcal na mesma quantidade. Porém, a alcatra já tem muito mais energia: 234 kcal. O frango, no entanto, ganha de todas, o peito sem pele é a carne menos calórica de todas, com 119 kcal a cada 100 gramas. Vale ressaltar que esses valores calóricos não consideram o modo de preparo do alimento, portanto a melhor forma de garantir que o corte suíno fique mais saudável à mesa são as preparações assadas, grelhadas e cozidas. Evite as versões fritas, que aumentam o valor calórico da carne. Quando é feita com óleo, por exemplo, a bisteca de porco soma 311 kcal, um aumento considerável. E nem todos os cortes do porco são liberados. O toucinho, por exemplo, contém 593 kcal a cada 100 gramas. 

Colesterol: evite os cortes mais gordos

De acordo com a nutricionista Karina Valentim, alguns cortes de carne de porco lideram o ranking quando o assunto é menos colesterol. O lombo suíno está empatado com o filé-mignon bovino, ambos apresentam 55 mg de colesterol a cada 100 gramas de carne. Logo em seguida vem o filé de frango sem pele, com 59 mg, assim como o contrafilé sem gordura. "Porém, o teor de colesterol da costela suína e do toucinho é maior que todos os cortes de carne bovina, sendo assim, estes cortes não seriam indicados para o consumo cotidiano", alerta a especialista. Já no quesito gorduras, a carne de frango é que as possui em menor quantidade. 

Composição nutricional

No caso de nutrientes como vitaminas e minerais, o porco também apresenta mais vantagens. "A carne suína possui maior teor de vitamina B1 (tiamina), vitamina B3 (niacina) e vitamina B8 (biotina) comparada à carne bovina", aponta a nutricionista Karina. Por outro lado, a carne bovina tem teores maiores de vitamina B12, aquela que só encontramos em fontes animais, e o frango é rico em vitamina B5. Na questão mineral, a carne de boi tem mais zinco, ferro e potássio, seguida pela carne de porco e só depois a de frango. 

Maciez e preparo

Não importa o tipo da carne, todas elas devem ser feitas preferencialmente cozidas, assadas ou grelhadas. Porém, o nutricionista Israel Adolfo considera a suína a carne de preparação mais difícil. "A carne que precisa de melhor cozimento é a de porco, por isto considero a de preparo mais complicado", explica o especialista. Já a maciez varia não só entre os cortes, mas também de animal para animal, mesmo que sejam da mesma espécie. Karina ensina um truque para qualquer uma delas: "para deixar o grelhado mais suculento recomenda-se que não aperte a carne na panela, deixe selar de um lado, vire e deixe selar do outro, para que a carne não perca seu suco interior e fique macia". 

Ingestão em excesso

As proteínas quando consumidas em quantidades muito grandes podem trazem problemas ao organismo, de acordo com Nicole Trevisan. Mas entre os três tipos de carne, a mais perigosa acaba sendo a proveniente do boi. "Estudos mostram que as carnes bovinas possuem maior teor de gordura intrínseca quando comparada a outras carnes. O consumo desta gordura está associado a um maior risco de doenças cardíacas", explica Karine Valentim. Mas ela mesma alerta que no lugar de cortá-la de vez do cardápio, o ideal é limpar bem as peças e tirar toda a gordura antes do preparo. 

Consumo recomendado

Para Israel Adolfo, é muito importante consumir carne, já que ela será fonte de proteínas de alta qualidade e vitaminas como a B12. Mas o consumo deve ser distribuído ao longo da semana. "As carnes bovinas e suínas, por apresentarem um teor de gordura maior, devem ser consumidas no máximo de 3 vezes na semana. Nos outros dias é importante que se faça um rodízio, alternando o consumo de peixes, frangos e ovos, como fonte proteica", ensina a nutricionista Karina. 

Fonte: MSN

Pavê de Banana com salada de frutas

Ingredientes

·                                 7 Unidade(s) bananas-nanicas maduras
·                                 1 Unidade(s) pera média cortada em cubos pequenos
·                                 1 Unidade(s) maçã média cortada em cubos pequenos
·                                 6 Unidade(s) morangos grandes picados
·                                 1 Xícara(s) ADES original
·                                 2 Colher(es) de sopa amido de milho MAIZENA®
·                                 1 Colher(es) de sopa creme vegetal BECEL

Cobertura

·                                 1 Unidade(s) clara
·                                 1/2 Xícara(s) açúcar
·                                 1/2 Xícara(s) água
Modo de Preparo:
                  1.Corte 3 bananas em cubos pequenos.
·                                 2.Em uma panela média, misture a banana picada, a pera, a maçã, e os morangos e leve ao fogo médio por 5 minutos ou até que estejam macias.
·                                 3.Dissolva o amido de milho MAIZENA® no ADES original e junte ao refogado, mexendo sempre, até engrossar.
·                                 4.Retire do fogo, acrescente o creme vegetal BECEL, misturando delicadamente.
·                                 5.Reserve.
·                                 6.Corte as bananas restantes em fatias finas no sentido do comprimento.
·                                 7.Reserve.
·                                 8.Em um refratário retangular médio (31 x 19 cm), forme camadas alternadas de fatias de banana e creme de frutas, finalizando com o creme.
·                                 9.Reserve.
·                                 10.Preaqueça o forno em temperatura média (180°C).

Cobertura

·                                 1.Bata na batedeira a clara em neve firme.
·                                 2.Reserve.
·                                 3.Em uma panela, junte o açúcar e a água e leve ao fogo médio por 10 minutos.
·                                 4.Volte a bater as claras e adicione, sem parar de bater, a calda quente em ponto de fio.
·                                 5.Continue batendo até obter um marshmallow.
·                                 6.Espalhe o marshmallow sobre o creme no refratário e leve ao forno por 20 minutos ou até dourar.
·                                 7.Retire do forno e deixe amornar.
8.Sirva em seguida.

Fonte: Recepedia

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Dicas importantes para suas férias!

Seu organismo sente as mudanças 
Se as mudanças não forem bem planejadas, seu organismo pode sofrer vários tipos de desequilíbrio. "A falta de atividade física e os excessos na alimentação levam ao aumento de insulina circulando no sangue. A curto prazo, isso provoca o aumento de peso e, sem o controle adequado, casos de diabetes", afirma o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia. O cuidado é para que as mudanças sejam positivas, com horas a mais de sono e de descanso, além de mudanças para tornar a alimentação mais saudável. 

Comer fora 
A nutricionista Andréia Ceschin, especialista do Minha Vida, afirma que a variedade de opções dos restaurantes não deve ser vista como uma ameaça à dieta. "O melhor é buscar um restaurante por quilo, self-service, com muitas opções de salada, legumes e grelhados". Planeje seu prato antes de montá-lo e evite pegar pequenas porções de tudo o que é oferecido, cuidando para restringir ao máximo o consumo de frituras

Acordar tarde e pular o café da manhã 
A primeira refeição do dia é a mais importante, por isso nunca deve ser deixada de lado. "O organismo tem o dia inteiro pra metabolizar o café da manhã. Você ganha mais energia e disposição com uma refeição balanceada", afirma o nutrólogo. O especialista recomenda compor, especialmente, o jantar com uma salada e uma proteína, como uma carne ou ovo. E nada de exageros: o metabolismo do jantar acontece, em parte, durante o sono. Nesta fase, todas as funções são mais lentas e a digestão pode ser prejudicada.  

Protetor solar na sombra 
A dermatologista Flávia Toledo Piza, diretora do espaço Guedala, recomenda o uso de protetor solar com FPS 15, no mínimo, a cada três horas. "Muitos ambientes na sombra refletem os raios ultravioletas. Por isso, mesmo que a pele não sofra com as queimaduras, há o risco de envelhecimento precoce".  

Barraquinhas de comida 
É melhor evitar o consumo de alimentos de barraquinhas e ambulantes. Normalmente, nenhum dos dois oferece higiene ideal ou tem preocupação adequada com a conservação dos alimentos. A maionese, por exemplo, deve ficar na geladeira e não em temperatura ambiente. E o manuseio dos alimentos pede luvas e toucas descartáveis, nem sempre usadas. "Muitos desses alimentos ficam em contato com a poluição, fumaça do trânsito e insetos, o que pode gerar contaminação e levar a uma intoxicação alimentar, cujos sintomas mais comuns são a diarréia, os vômitos e as dores abdominais", afirma a nutricionista Andréia.  

Consumo de álcool na medida 
Uma dose de bebida alcoólica por dia pode ser ingerida sem lesar o sistema digestivo. No caso dos destilados, uma dose são 30 ml. Para os vinhos, a medida é uma taça pequena e uma lata é sua cota de cerveja (300ml). O nutrólogo Roberto Navarro enfatiza que a cerveja tem muitas calorias e deve ser evitada se você quer emagrecer. Uma dica é escolher os dias de festa para ingerir bebidas alcoólicas, e procurar alternar os drinks com copos de água ou sucos, reduzindo naturalmente o consumo de álcool. 

Depois de atacar a geladeira 
O nutrólogo Roberto Navarro frisa que, ao comer e em seguida dormir, muita glicose fica armazenada. Quando isso acontecer, entretanto, o ideal é começar o dia seguinte com um café da manhã balanceado e a prática de exercícios físicos, estimulando o organismo a gastar a energia acumulada e acelerando o metabolismo.  

 Fonte: Yahoo

Dez dicas para reverter os exageros das festas

Não faça restrições excessivas
O exagero nas comemorações do final de ano não deve ser compensado por dias e dias de uma excessiva restrição. O resultado poderá ser o oposto do que o desejado caso você não suporte a fome. O ideal é, nas refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), consumir alimentos com maior volume e menor quantidade energética como frutas, legumes, verduras, além de cereais integrais (por exemplo, arroz integral).

Dessa maneira, o organismo irá receber o alerta de saciedade, levando à interrupção da ação de se alimentar. Além disso, esses alimentos são ricos em fibras, fazendo com que o esvaziamento gástrico ocorra lentamente. Roberta Stella, nutricionista do Dieta e Saúde dá a dica: estipule horários para pequenos lanches entre as refeições principais, isso evita ficar beliscando.

Faça um diário alimentar
Na primeira semana do ano, faça um diário alimentar. Anote tudo o que você come e a hora em que isso acontece. Sabendo identificar os períodos de maior fome e os erros alimentares, ficará mais fácil reorganizar a alimentação.

Anotar os alimentos consumidos é uma rotina diária fundamental para o emagrecimento. É com ela que você observa como está se alimentando e percebe seu erros e acertos. Esta é a base de reeducação alimentar. É com esse controle que você passa a fazer adaptações em sua alimentação e aprende a ter uma alimentação saudável mesmo comendo o que gosta.


Fracione sua alimentação
Faça pequenos lanches entre as refeições principais. Opte por frutas, biscoitos integrais, barrinhas de cereais ou iogurtes desnatados.Os lanches mais fracionados não fazem mal nenhum à saúde nem à dieta e até podem, dependendo da pessoa, estimular o metabolismo e reduzir o apetite da próxima refeição, porém, deve-se prestar atenção as calorias ingeridas, nesses intervalos: "precisam ser alimentos que matem a fome sem acabar com a sua dieta", explica a nutricionista Anita Sachs, professora de nutrição da Unifesp.  

Tenha uma dieta equilibrada
A relação entre ingerir carboidratos após às 18 horas e ganhar peso não passa de mito. Entretanto, é importante que os alimentos estejam bem distribuídos durante o dia, evitando uma elevada concentração no período noturno, principalmente se você vai dormir logo após o jantar. 

Faça substituições inteligentes
O uso de massas integrais dá mais saciedade que alimentos feitos com farinha branca ou com muito açúcar. Isso se deve ao índice glicêmico. Alimentos com alto índice glicêmico (acima de 70) estimulam uma liberação muito grande de insulina. Já opções com baixo índice glicêmico, até 50, evitam a liberação de insulina. "A grande liberação de insulina dá uma saciedade temporária, mas, depois de um curto período de tempo, a fome volta ainda maior", aponta Roberto Navarro. "Por isso, troque alimento de alto índice glicêmico por alimentos de baixo índice glicêmico". Exemplos: em de sorvete de massa, tome um picolé de frutas e use molho de tomates no lugar de molho branco.ubstitua os alimentos tradicionais por outros com menos teor de gorduras. Leites desnatados, iogurtes light, queijos brancos são as melhores opções. 

Leia o rótulo
Compare os rótulos dos alimentos para verificar se a substituição do integralpelo light vale a pena. A restrição de calorias é o princípio básico de quem deseja emagrecer. A restrição calórica é necessária para que haja o emagrecimento. Entretanto, é importante conciliar uma alimentação com baixas calorias com uma elevada qualidade nutricional dos alimentos. Não é correto, por exemplo, ingerir doces, bolos, tortas diariamente, mesmo estando dentro da quantidade calórica necessária para a eliminação de peso. Faça preparações que não acrescentam muitas calorias aos alimentos como, grelhados, cozidos e assados. 

Pratique exercícios
A atividade física favorece a eliminação de peso. Faça exercícios diariamente. Quanto mais intensa a atividade, mais calorias você queima e é mais fácil manter o peso sob controle. Algumas dicas da personal trainner especialista do Minha Vida Teresa Maria Passarella são: vá pelas escadas ao invés do elevador, leve seu cachorro para passear, caminhe durante a pausa de seu almoço, levante-se no intervalo da TV, ou melhor, movimente-se o máximo que puder, pois ao longo do dia, você verá que gastou mais calorias do que imagina. 

Fonte: Yahoo

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Sucos para o verão!

Suco diet de abacaxi com cenoura e hortelã


INGREDIENTES

  • 2 cenouras médias descascadas e picadas
  • 5 folhas de hortelã
  • 2 xícaras (chá) de abacaxi pérola picado
  • 300 ml de suco de laranja, bem gelado
  • Adoçante a gosto 
  • Para decorar : espetinhos de cenoura

MODO DE PREPARO

Coloque no copo do liquidificador as cenouras, a hortelã, o abacaxi, o suco de laranja, 200 ml de água bem gelada (se preferir, use gelo) e o adoçante. 
Bata por 30 segundos, despeje nos copos e decore com espetinhos de cenoura.  

Suco light de abacaxi com maçã e erva-doce


INGREDIENTES

  • 2 maçãs fujis descascadas e picadas
  • 1 colher (sopa) de suco de limão
  • 2 xícaras (chá) de abacaxi pérola picado
  • 1 xícara (chá) de erva-doce picada
  • Adoçante a gosto 
  • Para acompanhar : espetinho de morango

MODO DE PREPARO

Regue os pedaços de maçã com o suco de limão e coloque no copo do liquidificador. Junte o abacaxi, a erva-doce, 300 ml de água gelada, 3 pedras de gelo e o adoçante. Bata por 1 minuto ou até ficar homogêneo. 
Despeje a bebida nos copos e sirva com espetinho de morango.

Milkshake de brigadeiro


INGREDIENTES

  • 600 ml de leite integral
  • 2 colheres (sopa) de maisena
  • 1 lata de leite condensado
  • 3 colheres (sopa) de cacau em pó
  • 6 colheres (sopa) de creme de leite
  • ½ xícara (chá) de biscoito de chocolate triturado
  • Para decorar : confeitos com cobertura de chocolate e raspas de chocolate branco

MODO DE PREPARO

Disponha em uma panela o leite e a maisena (dissolvida em um pouco de leite). Cozinhe, sem parar de mexer, por 5 minutos ou até obter um creme levemente encorpado. Retire do fogo e ao amornar, despeje em uma forma para fazer gelo e leve ao congelador por 2 horas. 
Coloque em uma panela o leite condensado e o cacau. Cozinhe, sem parar de mexer, por 4 minutos. Retire do fogo e deixe esfriar. 
Passado o tempo, transfira para o copo do liquidificador, o leite congelado, o creme de leite condensado com cacau (brigadeiro) e adicione o creme de leite. Bata por 1 minuto e misture os biscoitos triturados. 
Despeje o milkshake nos copos. Decore com confeitos com cobertura de chocolate e raspas de chocolate branco.

Fonte: IG