sábado, 8 de dezembro de 2012

Você sabe o que funciona contra a celulite?



Se você reclama de celulite, saiba que a queixa é parte da rotina de nove entre dez mulheres brasileiras, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Como os furinhos tendem a piorar com o passar da idade, quanto antes você lançar mão de alternativas para combatê-los, menos surpresas desagradáveis terá na frente do espelho nos próximos anos. Mas tenha cuidado para não cair em mitos e investir dinheiro em tratamentos que não são específicos contra a celulite. Descubra o que funciona e o que pode ser deixado de lado para deter a celulite e passe o verão com a pele mais lisinha e saudável. 

Exercício físico: funciona

"A celulite se forma por causa do acúmulo de líquidos e de gorduras entre as fibras elásticas de sustentação da pele", explica a dermatologista Miriam de Oliveira, de São Paulo. Quando você pratica exercícios, principalmente aeróbicos, promove a queima de gordura e favorece a circulação, diminuindo a retenção de líquido. Isso previne celulite e ameniza o aspecto dos furinhos que já existem. 
Tratamento a laser

Tratamento a laser: depende do tipo

A dermatologista Miriam explica que o laser aplicado na pele não funciona se for um tratamento mais profundo, já que a celulite é mais superficial. Já tratamentos a laser para corrigir varizes e vasinhos podem ter um efeito indireto na celulite. "Eles ajudam a melhorar a circulação, evitando o acúmulo de líquidos e o aumento de edemas que pioram a celulite", explica a profissional. Haverá uma diminuição dos furinhos, portanto, mas não tão eficaz quanto tratamentos específicos para esse problema. 
Pimenta é termogênica - Getty Images

Alimentação: funciona

O que você coloca no prato pode favorecer o acúmulo de gorduras. Por isso, evite doces, massas, frituras e outras fontes de carboidratos simples e gorduras saturadas em excesso. "O refrigerante também é prejudicial, mas por causa da alta quantidade de açúcar, e não do gás", explica a dermatologista Luciana Macedo, diretora médica da Clinique des Arts, de São Paulo.

Um cardápio anticelulite pede saladas, alimentos integrais, frutas e alimentos que aumentam o metabolismo, são os chamados termogênicos, como chá verde, café e condimentos. "Mas vale lembrar que mesmo essas opções termogênicas precisam de moderação no consumo para não provocar ganho excessivo de peso", alerta Luciana.  
Creme para o corpo aberto - Getty Images

Produto à base de cafeína: funciona

Segundo a fisioterapeuta dermato-funcional Lucely Lustre, do Centro de Estética Alan Landecker, em São Paulo, a cafeína estimula a queima de gordura nas células da pele e impede que elas acumulem mais gorduras que darão origem à celulite. Para acertar na escolha desses produtos, consulte um dermatologista antes de comprá-los. 
Barriga com marcações da lipoaspiração - Getty Images

Lipoaspiração: não funciona

Esse tratamento é indicado para remodelar o corpo, mas não serve para emagrecer ou eliminar celulites. "A vantagem é que, com o contorno corporal harmonizado, é mais fácil identificar a celulite e combatê-la", explica o cirurgião plástico Alan Landecker, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

O médico aponta outro procedimento cirúrgico que pode ser eficaz contra a celulite mais avançada (quando forma depressões na pele): a subcisão, que consiste na eliminação dos buraquinhos da pele e preenchimento do espaço deprimido com gordura do próprio corpo. "A recuperação da paciente costuma ser tranquila, mas exige cuidados especiais, como o uso de cinta compressiva por aproximadamente 30 dias", explica o cirurgião.  
Escova anticelulite - Getty Images

Escova anticelulite: funciona

Prática e eficiente, a escova anticelulite ajuda a recuperar o contorno corporal e reduzir a celulite. "Além disso, ela resgata a firmeza da pele e combate a retenção de líquidos", afirma a fisioterapeuta dermato-funcional Taíssa Veronese, de São Paulo. Existem vários modelos diferentes que variam na forma de uso: com óleo, com a pele seca, durante o banho, entre outros. 
Creme com ácido retinoico nas mãos de uma mulher - Getty Images

Produto com ácido retinoico: funciona

"O ácido retinoico tem o poder de ativar a circulação, estimular a formação de colágeno e reorganizar as fibras elásticas da pele que foram danificadas pela exposição solar", explica Taíssa Veronese. Como resultado, a pele fica mais lisa e firme, com menos linhas e ondulações. O uso desse produto, porém, precisa ser associado a outras técnicas de combate à celulite. 
Mulher passando creme nas pernas - Getty Images

Autobronzeador para disfarçar a aparência: funciona

Cremes autobronzeadores não eliminam a celulite, mas ajudam a disfarçar o aspecto dela. "A tonalidade mais escura da pele deixa menos visível o problema", afirma Lucely Lustre. Ganhar uma pele morena por causa da exposição ao sol não é recomendado, já que os raios solares podem aumentar a incidência de câncer de pele e acelerar o aparecimento de rugas. Mesmo com protetor solar, evite ficar muito tempo com o corpo exposto ao sol.

Fonte: MSN

Sete alimentos que combatem a ansiedade



Está cada vez mais difícil manter a calma? Todo mundo vive dizendo que você é uma pessoa ansiosa? A ansiedade provoca uma bagunça nas emoções e de quebra ainda reflete na saúde. Quando em excesso, ela desencadeia a sensação de mal-estar e te impede de viver a vida com mais leveza, sem tanta angústia em relação ao que ainda está por vir. Os ataques de gula também são creditados a ela. Existem tratamentos e terapias para controlar a ansiedade, mas sabia que a alimentação também pode ajudar a domar este furacão interno? Alguns alimentos contêm aminoácidos e vitaminas essenciais, que atuam diretamente diminuindo o estresse, combatendo a ansiedade e aumentando os níveis de serotonina, responsável pelo bem-estar e pelo relaxamento. A seguir, conheça os sete alimentos campeões para aquietar a mente. 
Frutas cítricas: Estudos comprovaram que a vitamina C, presente nas frutas cítricas, diminui a secreção de cortisol, hormônio liberado pela glândula adrenal em resposta ao estresse e à ansiedade e responsável por transmitir a notícia de estresse para todas as partes do corpo. Seu consumo promove o bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta a sensação de bem-estar. "Vitaminas e minerais, como a vitamina C, por exemplo, são perdidas nos quadros de estresse e ansiedade, além de queda de açúcar no sangue (hipoglicemia). Por isso, existe a necessidade de suprir essas carências", ressalta a nutricionista Rosana Farah, membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade.
leite, ovos e queijos - foto Getty Images Leite, ovos e derivados magros: Eles são uma ótima fonte de um tipo de aminoácido, o triptofano, que alivia os sintomas de ansiedade. De acordo com a nutricionista Rosana Farah, uma vez no cérebro, o triptofano aumenta a produção de serotonina, o hormônio da felicidade, que é um neurotransmissor capaz de relaxar e dar sensação de bem-estar. A especialista recomenda o consumo de 2 a 3 porções por dia deste grupo de alimentos.
carboidratos - foto Getty Images Carboidratos: Os carboidratos, provenientes dos cereais na sua forma simples e integrais, e das frutas mais adocicadas, também podem combater a indesejada ansiedade. "Eles elevam o nível de açúcar no sangue, dando energia, bem-estar e disposição", explica Rosana Farah. Pães, arroz, aveia, feijão, massas, batata, mel, jabuticaba, uvas, maçãs fazem parte deste grupo alimentar. A quantidade recomendada é de 6 a 9 porções diárias.
banana - foto Getty Images Banana: Um estudo feito por pesquisadores do Instituto de Pesquisas de Alimentos e Nutrição das Filipinas comprovou que esta fruta ajuda no combate da depressão e alivia os sintomas da ansiedade. Graças ao alto teor de triptofano qua a fruta carrega, ajudando na produção de serotonina.
carnes e peixes - foto Getty Images Carnes e peixes: Eles são a melhor fonte natural de triptofano, aminoácido que em conjunto com a vitamina B3 e o magnésio produzem serotonina, um neurotransmissor importante no processo do sono, do humor e que regula os níveis de ansiedade. Além disso, as carnes e peixes contêm outro aminoácido chamado taurina. Esta substância aumenta a disponibilidade de um neurotransmissor chamado GABA, que o organismo usa para controlar fisiologicamente a ansiedade. "A recomendação diária em relação às carnes é de 1 a 2 porções, dê sempre preferência às carnes brancas e magras", recomenda a nutricionista Rosana Farah.
chocolate - foto Getty Images Chocolate: O chocolate é rico em flavonoides, um tipo de antioxidante que favorece a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar e que melhora o humor, reduzindo a sensação de ansiedade. explica a especialista em nutrição clínica e gastronomia, Rosana Farah. O recomendado são 30 gramas de chocolate por dia. E de preferência ao chocolate amargo, bem menos calórico e mais rico em flavonoides.
espinafre - foto Getty Images Espinafre: O espinafre contém folato (ácido fólico), que é uma potente vitamina antidepressiva natural. Segundo a nutricionista Rosana Farah, ele combate a ansiedade, pois quando está em baixas concentrações no organismo também diminui os níveis cerebrais de serotonina. Além disso, segundo um estudo da Universidade da Califórnia, o cérebro consome muita energia para funcionar e isso resulta na sobra de resíduos químicos oxidantes. É neste momento que alimentos, como o espinafre, começam a trabalhar para eliminar as substâncias em excesso, "desenferrujando" o cérebro.

Fonte: MSN

Dez motivos para ter um mini-trampolim em casa



Nas academias, as aulas de power jump ou jump fit, com exercícios realizados sobre um mini-trampolim, são uma febre. Divertida e dinâmica, a modalidade melhora o condicionamento físico, ajuda a emagrecer, tonifica os músculos e ainda proporciona maior equilíbrio e coordenação motora. Quer mais um motivo para se render à atividade? Dá para você treinar na sua própria casa.

Tudo bem que para isso você vai ter que comprar uma cama elástica. O preço varia de acordo com a marca, mas com 150 reais já dá para levar uma. E, tem muita loja que ainda facilita a compra do aparelho a partir do pagamento parcelado. 
mulher sentada no minitrampolim - Foto: Getty Images

Dá pique de sobra para realizar as tarefas ao longo do dia

Por ser um exercício aeróbio, vai aumentar o seu condicionamento físico e melhorar o funcionamento do seu sistema cardiorrespiratório. "Mas antes de começar a saltar sobre a lona na sala de casa ou no quarto, consulte um médico para saber se está tudo em ordem com sua saúde para realizar exercícios", explica Marcelo.
mulher medido a barriga com uma fita métrica - Foto: Getty Images

Elimina gordurinhas

Uma aula de 30 minutos pode queimar de 200 a 400 calorias, dependendo da intensidade da atividade sobre a cama elástica. Considere os seguintes níveis de intensidade: caminhada (leve); corrida com pequena fase aérea (média); corrida com elevação de joelho (moderada-alta) e sprint, que é a corrida bastante acelerada (alta).
mulher pulando na cama elástica - Foto: Getty Images

A atividade é divertida e dinâmica

As séries de exercícios podem ser bastante variadas. Coloque uma música para servir de estímulo. Uma série que dá resultados e leva cerca de 40 segundos é : 8 corridas, 8 polichinelos, 8 exercícios laterais e 8 elevações de joelho (veja como executar os movimentos logo abaixo). "Quem tem bom condicionamento, pode repetir a série por quatro vezes, sem intervalos, e intercalar com uma caminhada de um minuto para recuperar o fôlego. Mas se você era sedentário, faça uma série completa e intercale com uma caminhada de 30 segundos", diz o professor da Bio Ritmo.
celulite - Foto: Getty Images

A modalidade é a campeã para combater a celulite

Os saltinhos na cama elástica favorecem a flexão dos músculos dos membros inferiores e faz com que se pressione levemente os gânglios linfáticos da região, proporcionando uma espécie de drenagem linfática, que ativa a circulação e facilita o processo de eliminação das toxinas do organismo.
homem usando o minitrampolim - Foto: Getty Images

Não ocupa espaço

O acessório tem, em média, uma largura de 92 centímetros e profundidade de 20 centímetros. E ainda há versões dobráveis. Portanto, você pode guardá-lo facilmente em qualquer lugar da casa ou até mesmo escondê-lo embaixo da cama.
mulher magra - Foto: Getty Images

Deixa o corpo durinho

Os movimentos ajudam a tonificar, principalmente, membros inferiores (coxas, panturilhas, o bumbum e os músculos da região do quadril).
minitrampolim - Foto: Getty Images

As crianças adoram

Seu objetivo é treinar, mas se você tem filhos, sobrinhos, primos ou volta e meia se vê na função de babá do filho dos amigos, a cama elástica é uma ótima atração para os pequenos se esbaldarem.
mulher com o joelo lesionado - Foto: Getty Images

Afasta lesões

Os exercícios fortalecem a região de musculatura flexora do quadril, que é fundamental para proteger os joelhos e tornozelos. De acordo com um estudo da Universidade de Oklahoma (EUA), a lona elástica absorve 87% dos impactos. O fortalecimento muscular da área do quadril contribui diretamente para uma melhor estabilidade do corpo.
barriga durinha  - Foto: Getty Images

Deixa a barriga durinha

Por causa do equilíbrio que ficar em cima da cama elástica demanda, fortalece a musculatura do core - é um cinturão de força, um conjunto de músculos abdominais e dorsais que, juntamente aos do quadril, formam o núcleo do corpo. A estrutura também é responsável pela manutenção da postura e proteção da coluna contra impactos e sobrecargas.
homem usando o minitrampolim - Foto: Getty Images

Aprenda a se exercitar sem sair do lugar

Caminhada: realize como se fosse uma marcha, é feito com a ponta do pés sempre em contato com a lona e há uma pequena flexão do joelho.

Corrida: o movimento é de subida e descida sempre com um pé na lona e depois o outro. O joelho forma um ângulo de 45 graus entre a coxa e a perna.

Corrida com elevação de joelho: nesse exercício, o joelho sobe até a altura da linha do quadril, formando um ângulo de 90 graus entre a coxa e a perna.

Sprint: corrida de intensidade forte com pique acelerado. Polichinelo: como na brincadeira, você vai abrir e fechar as pernas ao mesmo tempo.

Polisapato ou tesoura: variações do polichinelo com movimentação alternada das pernas para frente e para trás.

Elevação de joelho para a lateral: lembra o movimento de aquecimento feito por jogadores de futebol. Com o tronco fixo, eleva-se o joelho direito na altura do quadril em direção a mão esquerda e vice-versa.

Laterais: é o mesmo movimento do canguru só que para os lados. Com os dois pés juntos, pule em direção as laterais da cama elástica.

Fonte: MSN