quarta-feira, 25 de julho de 2012

Alimentos que ajudam na Imunidade

Com a menor mudança de temperatura algumas pessoas acabam pegando uma gripinha aqui e ali ou aparece uma herpes labial. Isso acontece quando a imunidade está baixa.





É um bom momento para cuidar da imunidade, afinal o inverno está chegando e não é hora de deixar o sistema imunológico enfraquecido. É hora de nos proteger!!


Como funciona e pra que serve o nosso Sistema Imunológico?

É uma complexa rede de tecidos, órgãos, células e substâncias que protegem o nosso corpo de infecções e doenças.

Nosso corpo está constantemente sob ataque de milhões de microorganismos, incluindo bactérias, vírus e fungos. A melhor defesa contra eles é ter um sistema imunológico forte. A capacidade do seu organismo de lutar contra esses invasores é que vai determinar se você vai desenvolver a infecção, ou não.


Se você fica doente com facilidade, grandes são as chances de você estar com a imunidade baixa. Os sintomas de um sistema imunológico enfraquecido são gripes freqüentes, infecções parasitárias recorrentes e pequenas infecções que se tornam mais sérias.


O que não fazer


- Estudos sugerem que dietas com alta quantidade de açúcares (pães , massas, açucar refinado e carboidratos em geral) interferem na capacidade das células brancas do sangue de destruir bactérias, prejudicando o sistema imunológico.


- A ingestão excessiva de gorduras reduz a atividade das células protetoras e prejudica a resposta imunológica. No entanto, alguns tipos de gorduras podem ser neutras ou até benéficas, como, por exemplo, as gorduras monoinsaturadas presentes no azeite e nos peixes.


- Magreza excessiva e obesidade estão associadas a um sistema imunológico debilitado. A obesidade parece aumentar o risco de infecções. Uma dieta com restrição severa de calorias prejudica o sistema imunológico. Os efeitos negativos no sistema imunológico podem diminuir se a pessoa pratica exercícios físicos regulares e melhora a alimentação.


- Exercícios físicos moderados e regulares fortalecem o sistema imunológico. Eles aumentam a atividade das células protetoras. No entanto, exercícios muito intensos e prolongados como maratonas podem em curto prazo aumentar o risco de infecções.


E o que fazer...


Precisamos selecionar melhor nossos alimentos. Usufruir da variedade de frutas e verduras e assim suprir a necessidade de nutrientes do nosso organismo.


Abaixo, uma lista dos alimentos que não podem faltar:


- O primeiro alimento e mais importante é a ÁGUA: Beber no mínimo 2 litros de água durante o dia. Uma dica interessante é beber em garrafinhas de 500 mL e fazer a meta de no mínimo 4 garrafinhas por dia. Sem água os nutrientes não conseguem entrar nas células e ficamos sem “combustível”;


- Cenoura: rica em betacaroteno, aumenta as defesas contra qualquer infecção bacteriana ou viral. Outros alimentos com a mesma propriedade são: mangas, mamão, laranjas, melão e vegetais verdes (couve, rúcula e mostarda);


- Castanha do Brasil: Rica em muito nutrientes e os principais são o magnésio e o selênio que são nutrientes importantes e que a gente tem dificuldade de atingir na alimentação e com apenas 3 castanhas por dia essa quantidade é atingida. Cuidado com excesso pois mais de 6 castanhas pode causar dor de cabeça pela quantidade de selênio, além da castanha ser muito calórica.


- Peixe: Rico em ômega 3 que ajuda a combater as infecções, outra opção de alimentos ricos em ômega 3 são o atum e a sardinha em lata.


Um mineral que se destaca para manter o Sistema Imune eficiente é o ZINCO


Este mineral faz parte de mais de 300 enzimas, sendo essencial para que inúmeras reações químicas ocorram no nosso organismo. Sua maior importância está para o bom funcionamento imunológico, assim como para o crescimento de fetos e crianças, sendo essencial na gravidez.


Sua deficiência pode provocar sintomas como: queda de cabelo, perda de paladar, retardo de crescimento em crianças, unhas fracas, entre outros. A ingestão de grandes quantidades de Ácido Fólico também pode provocar a deficiência de Zinco.


O zinco atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos. Carnes, cereais integrais, oleaginosas (castanha-do-Brasil, castanha de caju, nozes, amêndoas), sementes (linhaça), leguminosas (feijão, grão de bico, ervilha) são alimentos ricos em zinco e importantíssimos para a nossa alimentação.


CUIDE-SE!!!

Fonte: Nutrição que funciona