sábado, 21 de julho de 2012

Dicas para ganhar massa muscular

Veja aqui quais são os alimentos certos para ganhar massa muscular rapidamente e faça a sua dieta.




A alimentação é cada vez mais esquecida pelos brasileiros e isto é um grande erro já que é através dela que podemos manter nosso peso ideal, ter saúde e evitarmos uma série de doenças. Mas tudo isto só é possível uma vez que nos alimentamos de forma correta. Se fizermos o contrário, ingerindo alimentos totalmente dispensáveis a uma boa dieta a alimentação age de forma contrária e será uma das causadoras de inúmeros problemas em nossa vida.

Muitas pessoas procuram informações sobre os alimentos com maior teor glicêmico, com poucas calorias ou aqueles ricos em fibras. É muito comum encontrar sites e informações sobre estes assuntos. Mas você sabe quais são os alimentos que são indicados para o ganho de massa muscular? Há os alimentos corretos para se ganhar massa muscular rapidamente, sem para isto, colocar a saúde em risco com o ganho exagerado de peso.
Se você não sabe quais alimentos incluir na dieta para ganho de massa muscular, você precisa prestar atenção nestas dicas que seguem, pois poderá ser o grande segredo para que você possa finalmente conquistar aquela forma física que tanto queria.


Para você ter uma ideia, o peito de frango sem pele é um dos alimentos que não podem faltar na dieta dos fisiculturistas. Isso acontece porque o peito de frango é um alimento rico em proteínas e pobre em carboidratos e gordura. 100g de peito possui 23g de proteínas, 0g de carboidrato e 0g de gordura.

Se você deseja melhorar sua massa muscular, inclua este alimento em quantas refeições quiser, e combine-o com saladas, arroz integral, macarrão integral ou qualquer outra forma de sua preferência.


Outro alimento que não pode faltar no seu cardápio é o atum. Rico em ácidos graxos (gorduras boas) e com alto teor de proteínas. Em 100 g de atum você tem 23 g de proteína, 3 g de carboidratos e 9g de gorduras, mas lembre-se que esta gordura faz bem ao organismo, pois ela aumenta a produção da testosterona e do hormônio do crescimento. Sempre que possível, tenho o atum à mesa, nas principais refeições do dia.
A batata doce também é outro alimento super indicado para ganhar massa muscular. Ela não é tão rica em proteínas, mas possui muitos carboidratos de teor glicêmico baixo. Isso faz com que o organismo possa consumir de forma gradual a energia e a insulina possa ser liberada de forma mais controlada dentro do corpo.



Consumir alimentos ricos em proteínas é essencial, mas se você quer ganhar massa muscular não pode deixar de lado os alimentos que são ricos em carboidratos, pois eles é que irão conferir a energia necessária para você ter disposição e força na hora dos exercícios físicos.


Mas como há diferença de pessoa para pessoa, o ideal é que você converse com seu médico ou nutricionista, para que ele possa lhe avaliar e recomendar a dieta correta para o seu caso.

Dietas com baixo de teor de gordura podem reduzir ondas de calor da menopausa




Alimentação com pouca gordura pode reduzir os "fogachos" e os suores noturnos da menopausa

Dietas com baixo teor de açúcar são mais eficientes e saudáveis, diz estudo Teste constata gordura trans escondida no rótulo de alimentos industrializados Soja melhora sintoma de menopausa, diz estudo americano Uma nova pesquisa descobriu que, além dos benefícios conhecidos, dietas com baixo teor de gordura também podem reduzir as ondas de calor e os suores noturnos da menopausa.

Os cientistas estudaram 17.473 mulheres na menopausa que não faziam terapia de reposição hormonal. Entre as participantes, 40% receberam um plano de dieta com baixo teor de gorduras e rico em frutas, hortaliças e cereais integrais. Elas visitaram nutricionistas periodicamente com o intuito de assegurar a realização da dieta. As outras mantiveram sua dieta costumeira. Todas as participantes registraram em detalhes a intensidade das ondas de calor e dos suores noturnos.

De modo geral, as mulheres do grupo que realizou a dieta estavam 14% mais propensas a eliminar esses sintomas no primeiro ano do estudo do que as do outro grupo. Essa diferença continuou depois que fatores como peso inicial, tabagismo, etnia e outros foram levados em conta.

As mulheres em dieta estavam três vezes mais propensas a perder peso do que as que continuaram com sua alimentação habitual. Entretanto, mesmo as participantes do grupo em dieta que ganharam peso estavam mais propensas a eliminar ou reduzir os sintomas da menopausa.

"Precisamos realizar mais pesquisas para descobrir quais aspectos da dieta estão relacionados aos sintomas vasomotores", afirmou a principal autora do estudo e pesquisadora da Kaiser Permanente de Oakland, na Califórnia, Candyce H. Kroenke. "Contudo, se a perda de peso ocorre em um contexto de alteração para uma dieta saudável, talvez essa seja uma forma de eliminar as ondas de calor."

Fonte: UOL