sábado, 24 de março de 2012

Antes de alterar o corpo, malhar beneficia a cabeça

Cérebro é a primeira parte do corpo a melhorar com os exercícios físicos, dizem especialistas


Foto: Getty Images Ampliar
Cérebro é a primeira parte do corpo a sentir os benefícios da malhação
O objetivo é afinar a cintura, tornear as pernas e levantar o bumbum. Mas os especialistas afirmam que, de forma imediata, a primeira parte do corpo a sentir os benefícios da malhação é o cérebro.
Segundo os especialistas que fazem o boletim da Escola de Saúde Pública de Harvard, uma das instituições mais respeitadas do mundo, com apenas 20 minutos de exercícios aeróbicos de média intensidade (entram na categoria as caminhadas na rua ou na esteira, por exemplo) é possível turbinar ao menos três funções cerebrais.
Os exames de ressonância magnética mostraram que os praticantes melhoram o tempo de reação, a interpretação de imagens, e a execução de funções de planejamento tais como memória, gerenciamento de informações, capacidade de bloquear dados desnecessários e realização de raciocínio mais complexo.
Apesar do efeito imediato, os médicos alertam que uma única sessão de malhação não é suficiente para deixar ninguém mais inteligente. Isso porque, após um treino de uma hora, a fadiga (cansaço) atrapalha a melhora cognitiva conseguida durante a atividade. Se faltar água ou alimentação adequada – em especial sem carboidratos (tidos como vilões da dieta, mas essenciais para a saúde), os benefícios também diminuem.
Isso indica que, para ter efeito no corpo e na mente a longo prazo, os exercícios não podem ser exagerados, é preciso hidratação constante e a escolha do cardápio também precisa contemplar todos os nutrientes.
“Com exercícios de intensidade moderada, o corpo ativa o sistema nervoso simpático e aumenta os níveis de adrenalina. Estes são provavelmente os dois principais fatores na melhoria do desempenho mental”, escreveram os autores do boletim.
“Porém, em intensidade exagerada, o nível de esforço interfere na concentração e na capacidade de realizar tarefas da raciocínio.”
Limites individuais
Saber quais são os limites individuais e evitar os excessos são tarefas que precisam não apenas do próprio praticante de exercício, mas também do médico e do profissional de educação física.
A personal trainer Clóe Celentano diz que as séries que mesclam atividades aeróbicas e de força (musculação) precisam ser feitas individualmente, o que evita lesões e até desistências.
“Uma caminhada até o trabalho, os serviços domésticos ou trocar o elevador pela escada são importantes para tirar a pessoa do sedentarismo absoluto, mas não para uma mudança no metabolismo”, afirma Clóe.
“Para isso, é necessário a elaboração de treinos específicos e direcionados”, completa ela, que foi eleita a melhor profissional da sua área.

Fonte: IG

Cinco dicas para evitar poros dilatados

Especialistas ensinam como manter a pele lisinha e sem os incômodos “furinhos” no rosto.



Todo mundo sonha em ter uma pele lisa e macia. Mas para conseguir uma boa aparência, é preciso incluir de fato os cuidados de beleza na rotina diária. Assim como as rugas, a flacidez e as manchas, os poros dilatados – aqueles “furinhos” visíveis na pele – são indesejáveis e motivo de queixa entre as mulheres. A região mais afetada pelo problema é a chamada “Zona T”, que envolve testa, nariz e queixo.

Característico das peles oleosas e mistas, os poros dilatados acumulam células mortas e gordura. “Para minimizá-los é preciso manter a pele limpa e controlar a oleosidade”, explica Alexandre Okubo, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Além do primer, item aplicado antes da maquiagem e que ajuda a disfarçar as imperfeições da pele, existem diversos produtos no mercado que ofuscam os "furinhos". Contudo, para solucionar mesmo o inconveniente é preciso adotar cuidados mais específicos.

“Os poros dilatados são reversíveis, mas deve ser realizado um tratamento contínuo”, alerta Giana Campoi, dermatologista da Clínica Carla Vidal. A aplicação de laser, por exemplo, é indicada e traz resultados rápidos. “O número de sessões pode variar entre uma e três, depende da gravidade”, explica.

Com a ajuda de dermatologistas e esteticistas, elegemos cinco dicas certeiras para evitar a dilatação dos poros, confira:

1. Lave o rosto da forma correta
Dar uma ensaboada rápida embaixo do chuveiro não resolve – no máximo resseca a pele. Limpar o rosto todos os dias com água morna e sabonete específico é uma tarefa obrigatória para remover as células mortas e evitar o excesso de óleo na superfície dos poros. O ideal é repetir o procedimento de duas a três vezes por dia e tonificar em seguida com um adstringente. “A limpeza de pele profissional também é indicada uma vez por mês. É uma ação profunda que elimina as impurezas dos poros e ajuda a retraí-los.”, conta a esteticista Eva Vaie.

2. Cuidado com o hidratante
Após a limpeza, você deve aplicar um hidratante facial. Mais uma vez o produto deve ser específico para peles oleosas e mistas, do tipo “oil free”. Muitos hidratantes já oferecem princípios ativos que ajudam a diminuir a produção de sebo. O mesmo para o protetor solar. Formulações à base de gel, gel creme, sérum e fluído evitam o acúmulo de oleosidade e, consequentemente, a dilatação dos poros.

3. Coma direito
Você já sabe que a beleza acontece de dentro para fora. Portanto, tudo que você come reflete na aparência da pele, unhas e cabelo. Uma alimentação regrada e saudável ajuda a controlar o brilho excessivo na pele e o aparecimento de acnes. E de quebra, claro, melhora o aspecto geral da pele. Você tem pele oleosa e gosta de frituras? Então coma com moderação. Não adianta gastar um dinheirão em cosméticos e se jogar na batata frita. Lembrando que o chocolate é um alimento rico em gorduras também.

4. Esfoliação faz milagres
Assim como a limpeza profunda, a esfoliação elimina o acúmulo de sujeira nos poros e auxilia a retração deles. “Pode ser feita de uma a duas vezes por semana para remover o sebo e células mortas”, conta Alexandre. Mas pegue leve: não adianta esfoliar com força, isso só trará efeitos negativos. Veja receitas de esfoliantes caseiros.

5. Evite maquiagem em excesso
O excesso de maquiagem obstrui os poros e agrava os “furinhos” na superfície. O problema fica ainda maior para quem não retira a make antes de dormir – e daí voltamos para a dica número 1: lavar. O ideal é fazer uma limpeza geral para deixar a pele fresca. Use algum removedor específico se preferir, mas não oleoso. “É importante tratar e cuidar, não apenas disfarçar”, diz Giana. “Bonito mesmo é ter pele com aparência bem cuidada”, completa Eva.

Fonte: IG