sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Como enfrentar as comemorações de fim de ano!


As comemorações já começaram. Sente-se à mesa com os amigos, sem comprometer a boa forma.




Brinde aos amigos, sem aumentar o peso ou compremeter a saúde
O final de ano está aí e todo dia tem alguém ligando querendo marcar um happy-hour, uma festinha de amigo secreto ou uma confraternização para rever os amigos.

Seguir rigorosamente a dieta é missão quase impossível. Não precisa ficar na seca, nem recusar-se a abrir a boca. Mas alguns cuidados à mesa ajudarão a mantê-lo em forma para o verão que se aproxima.
Consultamos a nutricionista Adriana Ávila, da Clínica Vitay, de São Paulo, e a médica Mariela de Oliveira Silveira, especialista em nutrologia pela Universidade de São Paulo (USP) e integrante do comitê diretivo do Kurotel Centro Médico de Longevidade e SPA, que responderam às principais dúvidas que assolam aqueles que querem manter a linha, mas não abrem mão dos prazeres da vida. “Não é preciso passar por privação social para ter boa saúde”, garante Mariela.

Quais as melhores sugestões de petiscos no happy hour no barzinho?
Prefira os alimentos ricos em fibras e proteínas. A nutróloga Mariela sugere: ovos de codorna (1 porção = 3 unidades); frutas secas (1 porção = 6 unidades); oleaginosas (1 porção = 2 castanhas do Pará + 15 amendoins sem sal + 5 nozes + 5 castanhas de caju); tiras de cenoura e pepino embebidos em água e uma pitada de sal (1 porção = 10 tiras de cada); pipoca sem gordura e com baixo teor de sódio (1 porção = 1 xícara de chá).


E o que evitar?
A nutricionista Adriana lista alimentos muito calóricos e/ou gordurosos, que devem ser consumidos com moderação (calorias por porção de 100g): castanha do Pará (683); amendoim (638); empada (466); coxinha (443); pão de queijo (434); risole (425); croquete de carne (346); linguiça (300); pastel de queijo (301); salsicha (292); batata frita (280); salame (272); salaminho (272). “Alguns estudos mostram que se o petisco que antecede o jantar tiver gordura saturada, a chance de aumentar a fome por gordura saturada na hora do jantar é significativamente maior”, completa Mariela.

O que considerar na hora de escolher a bebida?
Você pode pedir sucos de fruta natural, de preferência sem açúcar. Os de limão, maracujá ou acerola são os menos calóricos. “Existem ainda opções interessantes de espumantes não alcoólicas e com valor calórico reduzido. Outras opções válidas são os chás verde e vermelho gelados ou os ‘suchás’ (combinação de frutas e chás)”, diz Mariela.


“Das bebidas alcoólicas, a menos calórica é a cerveja, depois vêm os vinhos e os destilados (whisky, vodca, pinga). A caipirinha com adoçante terá menos calorias do que a feita com açúcar. Mas claro que tudo depende do quanto você bebe! E é muito importante intercalar com os líquidos não alcoólicos e menos calóricos”, avisa Adriana.

“Vale lembrar que as mulheres não devem tomar álcool diariamente. Um recente trabalho do reconhecido periódico Lancet mostrou que mesmo que em pequena quantidade diária (meia taça de vinho), a bebida pode aumentar risco de câncer de mama de forma importante”, alerta a nutróloga do Kurotel.

Existe algum “truque” para evitar o exagero à mesa?
Antes de ir para qualquer evento procure fazer um lanche saudável. Sugestão: pão integral com alface, cenoura crua ralada, peito de peru ou frango ou rosbife, azeite extra-virgem ou maionese light. Ou uma salada de verduras (folhas inteiras) e legumes crus com azeite ou maionese light e algumas torradas. Também pode ser uma salada de frutas, com iogurte desnatado, aveia ou granola light. “Nunca vá de estômago vazio!”, alerta Adriana.


Não se esqueça também da pré-hidratação. “Isso é essencial para reduzir as chances de intoxicação alcoólica e alimentar. De modo geral, um adulto deve tomar cerca de dois litros de água ao dia. Cafés, chás ou energéticos não são bons hidratantes, pois estimulam a diurese e ficam menos tempo dentro do organismo”, diz Mariela.


Depois de sair vários dias seguidos é preciso tirar um dia para “desintoxicar”?
“É uma boa ideia fazer uma alimentação mais leve depois de tantos abusos”, aconselha Adriana. Consuma frutas ou suco naturais, verduras, legumes, carnes magras. “Mas não precisa fazer greve de fome ou jejum. Modere, mas não corte pão, arroz, batata e massa”, completa a nutricionista.

“Com relação ao álcool, é indicado ficar pelo menos quatro dias na semana sem usá-lo, especialmente as mulheres”, sugere Mariela.

Moderação, portanto, é a chave. Afinal, esse não será o último dezembro de sua vida.

Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário