sábado, 17 de março de 2012

O que são PREBIÓTICOS?



O termo PREbiótico é utilizado para determinados componentes de alimentos vegetais, que não são digeríveis em qualquer das etapas do processo digestivo. Portanto resistentes à ação de enzimas .

Os PREbióticos, são na verdade carboidratos ou fibras solúveis em água (hidrossolúveis), encontradas em certos alimentos, como por exemplo, nos cítricos e na maçã.

Não calóricos ou energéticos, o consumo dos PREbióticos são benéficos, porque estimulam seletivamente o crescimento e a atividade de uma ou mais espécies bacterianas no cólon.

Exemplos de PREbióticos são: frutoologosacarídeos (FOS), a pectina, as ligninas e a inulina.

1.Os frutooligosacarídeos estão presentes em alimentos como a cebola, alho, tomate, banana, cevada, aveia, trigo, mel e cerveja.
2.A pectina está presente na entrecasca dos cítricos, do maracujá e na maçã.
3.As ligninas nas cascas de frutas oleaginosas e leguminosas como a linha e a soja.
4.A inulina é encontrada principalmente na raiz da chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.
A inulina extraída da chicória é produzida comercialmente e pode ser consumida por diabéticos como substituto do açúcar por conter somente 1 a 2 kcal/g.

Os PREbióticos, ou as fibras alimentares apresentam as seguintes funções:

- Ajudam na manutenção da flora intestinal;
- Estimulam a motilidade intestinal (trânsito intestinal);
- Contribuem com a consistência normal das fezes, prevenindo assim a diarréia e a constipação intestinal por alterarem a microflora colônica propiciando uma microflora saudável;
- Colaboram para que somente sejam absorvidas pelo intestino as substâncias necessárias, eliminando assim o excesso de glicose (açúcar) e colesterol, favorecendo, então a diminuição do colesterol e triglicérides totais no sangue;
- Possuem efeito bifidogênico, isto é, estimulam o crescimento das bifidobactérias, responsáveis por inibirem a atividade de outras bactérias que são putrefativas e intoxicantes.
É importante saber que uma vida saudável está relacionada não somente com os alimentos que são ingeridos, mas também com o estilo de vida, a hereditariedade, influência do meio ambiente e atividade física. Assim, é fundamental perceber que uma boa saúde não depende somente de alimentos funcionais e sim de vários fatores que juntos proporcionam uma vida saudável.

Fonte: Doce Limão

Nenhum comentário:

Postar um comentário