terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Alimentos podem retardar o envelhecimento

Algumas substâncias contidas nos alimentos são fundamentais para manter o rejuvenescimento de dentro para fora.




Envelhecer! Palavra temida por muitas mulheres que buscam manter a boa forma física longe das expressões marcantes como rugas, pele flácida e cabelos brancos. Entretanto, existe um aliado natural e que está ao alcance de todos, os alimentos.

Substâncias antioxidantes existentes em alguns alimentos são capazes de proteger a pele contra os radicais livres, moléculas tóxicas formadas pelo corpo que atuam danificando as membranas celulares e, consequentemente, contribuindo para o envelhecimento precoce.

Os bons hábitos alimentares podem refletir positivamente no nosso corpo. A ingestão de alimentos ricos em vitamina A, C e E ajudam a impedir a ação corrosiva dos radicais livres nas células do organismo. As frutas cítricas (acerola, abacaxi, laranja e limão), por exemplo, por serem ricas em vitamina C irrigam e oxigenam a pele, agem contra o aparecimento de varizes e celulite, previnem rugas e flacidez e participam da produção de colágeno. Já o chá verde, o morango e a uva possuem polifenóis (antioxidante) que estimulam as funções do fígado, garantem maior disposição, tornam a pele mais saudável e bonita, além de prevenir o envelhecimento.

Hoje os nutricionistas ressaltam a importância doa alimentos como benéficos no combate as substâncias degenerativas. O consumo de soja e derivados é um grande exemplo, uma vez que contêm isoflavonas (substância que possuem ação semelhante ao hormônio feminino estrogênio) que são decisivas para evitar o ressecamento da pele e melhorar a elasticidade, garantindo uma pele mais jovem e saudável, garante a nutricionista Dra. Roseli Rossi.

Ela ainda ressalta que a alimentação pode ajudar muito no processo de retardar o envelhecimento, porém coloca como observação a dieta que está sendo feita. É preciso ter cautela na dieta, pois alguns alimentos em vez de ajudar, atrapalham. O envelhecimento é um processo inflamatório microscópico de células e o consumo de alimentos com elevado nível de carboidratos refinados, gorduras saturadas, trans, sódio e calorias faz o organismo produzir mais substâncias inflamatórias e, consequentemente, acelera o processo degenerativo das células do corpo.

Ter um estilo de vida saudável, praticar atividades físicas e, principalmente, cuidar da alimentação é construir barreiras contra o envelhecimento. Por isso, a nutricionista Roseli Rossi elaborou uma lista com dicas de alimentos que podem te ajudar a retardar o envelhecimento. Veja!

*Vitamina E: fundamental para retardar o envelhecimento dos tecidos por contribuir para manter a elasticidade natural e enrijecimento dos tecidos.
Fontes: óleos vegetais, gérmen de trigo, nozes, sementes, grãos inteiros e os vegetais de folhas verdes.

*Selênio: é um oligoelemento, poderoso antioxidante, e essencial para o funcionamento normal do sistema imunológico e glândulas de tireóide.
Fontes: carnes, oleaginosas (castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas, nozes), cereais integrais, ovos, leite e derivados.

*Zinco: necessário para a síntese de enzimas relacionadas à ação antioxidante, cicatrização e produção de colágeno. Possui relação com a manutenção de uma pele saudável, ou seja, sua deficiência ocasiona lesões em pele, má cicatrização, acne, manchas brancas nas unhas, entre outros problemas.
Fontes: carnes, aves, frutos do mar, laticínios, feijões, lentilhas, nozes, sementes (em especial a de abóbora) e cereais integrais.

*Bioflavonóides: são componentes das plantas que agem como antioxidantes. Além de proteger a vitamina C de uma possível oxidação no sangue, permite que o corpo seja beneficiado por uma ação mais ampla da vitamina. Possui propriedades anti-alérgicas, anti-inflamatórias, anti-bactericidas, anti-virais e anti-oxidantes, prevenindo contra o envelhecimento precoce.
Fontes: frutas cítricas e uvas vermelhas ou escuras.

*Carotenóides: oferece proteção contra algumas doenças degenerativas, como certos tipos de câncer, doenças cardiovasculares e catarata. Inibe a modificação decorrente a ação oxidativa, influencia positivamente no processo aterosclerótico e, consequentemente, a progressão de doenças coronarianas.
Fonte: Frutas e vegetais amarelados a alaranjados, brócolis e escarola.

*Licopeno: pertencente ao grupo dos carotenóides, possui poder antioxidante, prevenindo o envelhecimento precoce. Tem ação anticancerígena, principalmente com relação ao câncer de próstata.
Fontes: principalmente no tomate, de preferência cozido (Ex: Molho de tomate).

*Ômega 3: o ácido graxo essencial ômega 3, classificado como uma gorduras poliinsaturadas controla a entrada e a saída de compostos pelas células, uma vez que estas gorduras fazem parte das membranas celulares. Também são as principais fontes de energia celular.
Fontes: peixes de águas frias, óleo de linhaça, óleo de soja e óleo de canola.

Fonte: IG

Como ter uma pele mais saudável em todas as idades

Veja dicas para prevenir o envelhecimento precoce e o aparecimento de doenças.


Muita gente não sabe, mas a pele é considerada o maior órgão do corpo humano. É nela que ficam registradas de forma mais evidente não só as marcas da passagem do tempo, mas as escolhas feitas ao longo da vida.

Para ressaltar a importância do cuidado precoce com essa estrutura que nos protege das mais variadas formas, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica lançou a Campanha pela Saúde da Pele.
A ideia é ampliar o conhecimento sobre os cuidados com a pele e fornecer informações que ajudem a prevenir o envelhecimento precoce e o aparecimento de doenças relacionadas a esse órgão. Veja a seguir algumas dicas de como ter uma pele mais saudável em todas as idades.
Alimentação
Faça refeições equilibradas, priorizando o consumo de frutas, verduras, cereais integrais e proteínas magras. O corpo precisa de nutrientes na medida certa. Sem uma dieta saudável, deixa de produzir certas substâncias importantes para apele ou pior: não consegue eliminar algumas toxinas que prejudicam o corpo, o que deixa a pele desprotegida.

Dica: alimentos ricos em vitamina A (mamão, cenoura e brócolis) ajudam a equilibrar a oleosidade e são indicados para peles mistas ou oleosas. Já os ricos em vitaminas E (arroz integrar e germen de trigo) aumentam a hidratação de dentro para fora e por isso são indicados para quem tem a pele seca.


Exercícios
O sedentarismo aumenta o acúmulo de gordura, deixando a pele mais esticada e mais flácida, e elevando o risco de diversas doenças. Além de produzir neurotransmissores que melhoram a sensação de bem-estar, a atividade física regular e moderada produz mais antioxidantes, substâncias que ajudam a evitar o envelhecimento precoce da pele.
Mais calma
O estresse está por trás de muitos problemas como depressão, ansiedade, doenças cardíacas e ganho de peso. Isso porque as alterações emocionais geradas pelo estresse provocam aumento na liberação de hormônios que prejudicam as defesas do organismo. Como maior órgão do corpo, a pele também sofre com isso, ficando mais vulnerável a doenças. Mesmo vivendo em uma grande cidade, tente se organizar para levar uma vida menos estressante. Sua pele agradece.

Quer uma pele saudável? Evite:
- Alimentos gordurosos de doces (eles aumentam a flacidez da pele)
- Fumo (o tabaco prejudica a oxigenação da pele, gerando flacidez, manchas, rugas e envelhecimento precoce)
- Álcool (ele aumenta a oxidação dos tecidos e assim favorece o envelhecimento da pele)
- Poluição (as toxinas presentes nela agridem a pele)
- Radiação solar (a exposição a ela é cumulativa e pode levar ao câncer de pele)

Fonte: Campanha pela Saúde da Pele (Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica)

Salada grega


Rendimento: 4
Ingredientes
300 g de tomates débora

150 g de pepino japonês pequeno

1 pimentão verde

1 cebola roxa

50 g de queijo feta

50 g azeitonas preta sem caroço

30 ml de azeite extravirgem

Sal refinado a gosto

10 ml de suco de limão tahiti



Modo de Preparo
Cortar o tomate em quatro partes iguais e, depois, cada uma delas ao meio.
Descascar o pepino, cortar ao meio e cortar em cubos grandes.
Cortar o pimentão e cebola em cubos grandes.
Misturar todos os vegetais.
Adicionar a azeitona inteira e temperar com a vinagrete; adicionar o queijo feta, cortado também em cubos médios e ajustar com sal.

Fonte: IG