quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Aprenda a descongelar alimentos com segurança

Nem sempre dá para descongelar alimentos correndo. Aprenda a usar a técnica sem prejudicar a qualidade da refeição.



Descongelar do jeito certo garante frutas e alimentos com propriedades nutricionais originais.

Para conservar as propriedades nutricionais, a textura e sabor dos alimentos e manuseá-los de modo seguro, o descongelamento deve ser feito lentamente. Tentar acelerar o processo, com água ou calor, pode comprometer o resultado. Na pressa, o cozinheiro pode acabar estragando as propriedades do alimento, jogando fora suas fibras e vitaminas e deixando-o com um sabor terrível. Além do risco de haver proliferação de bactérias e fungos nos alimentos, uma vez que ficam expostos. Aprenda os cinco mandamentos para descongelar sem erros. As dicas são da culinarista Maria Helena Zachi, especialista em conservação de alimentos, de São Paulo.


1. Do freezer para a geladeira
Descongelar alimentos em temperatura ambiente, apenas tirando-os do freezer e colocando-os sobre a pia, pode ser mais rápido. Mas não é o melhor. Use a geladeira para descongelar. Programe-se com antecedência para esperar o processo acabar e, assim, a comida ficará mais protegida contra bactérias. Comidas expostas ao clima podem passar direto, em questão de minutos, de descongelada a estragada.

Cada tipo de alimento pede um tempo para descongelar
2. Não coloque produtos sob a água
Isso também pode acelerar o descongelamento mas é aí que vão embora muitas vitaminas do alimento e, na grande maioria das vezes, também o sabor, pois a comida fica encharcada. Isso sem falar no desperdício de água. A melhor escolha ainda é descer o alimento do freezer para a geladeira calculando o tempo. Para carnes (que são as peças mais difíceis de descongelar), fica assim:

De 3 a 5 Kg: 1 a 2 dias de geladeira
De 5,5 a 7 Kg: entre 2 e 3 dias
De 7 a 10 Kg: entre 3 e 4 dias

3. Fique longe das ferramentas
Não use facas, espátulas ou martelos para quebrar as porções de comida que foram congeladas. Isso servirá apenas para destroçar filés ou legumes inocentes que, quando afinal estiverem na temperatura ideal, terão perdido forma e estrutura para cozinhar, assar ou fritar.

Saiba quanto tempo os alimentos duram fora da geladeira e o que acontece se forem consumidos depois desse prazo.

4. O fogão como aliado
Certos alimentos podem, sim, ir direto do freezer para o cozimento. É o caso de carnes moídas, hambúrgueres ou salsicha, por exemplo. Caldos e sopas também podem ser retirados do pote de congelamento e ir direto derreter no caldeirão. Isso não afeta suas propriedades nutritivas.

5. Se há pressa mesmo, apele
Se o bloco gelado se recusa a voltar à vida, uma opção é utilizar a função de descongelamento do micro-ondas (leia no manual do forno o tempo ideal para cada tipo de alimento). Alguns produtos, é bom dizer, não mantém a textura, aroma ou o sabor que teriam ao descongelar apropriadamente na geladeira. A pressa traz essa imperfeição.

Aprendeu tudo ou tem dúvidas?
Comente!

Fonte: IG

Sabe arrumar sua geladeira e evitar que estraguem os alimentos?

Saiba onde e como armazenar cada alimento para manter tudo fresquinho por mais tempo.


Nada de chegar do mercado e enfiar tudo na geladeira. Aprenda a armazenar alimentos direitinho
Bagunça nos armários ainda dá para relevar. Mas na geladeira, nunca! E não é uma uma questão de organização, mas de saúde: se mal armazenados, os alimentos perecíveis perdem suas propriedades nutricionais, estragam mais rápido e podem causar problemas sérios como a intoxicação alimentar. Então, se seu refrigerador tem azeitonas embolorando e pizza guardada da semana passada, saia dessa fria e mãos à obra.

Mantenha o gavetão inferior sempre limpo e seco para guardar legumes e hortaliças folhosas, como alface, agrião, rúcula e espinafre, por até quatro dias. E nada de chegar com a compra do supermercado e jogar tudo na geladeira. "Antes de guardar, retire as hortaliças da embalagem, livre-se das folhas murchas e machucadas e coloque tudo em sacos plásticos transparentes e secos", recomenda a nutricionista Madalena Vallinoti, da clínica Personal Diet, de São Paulo. Higienizar os alimenttos antes de guardar também é importante.

As frutas podem ficar nas prateleiras de baixo, fechadas em recipientes plásticos. E só devem ser refrigeradas se estiverem maduras, do contrário, deixe-as do lado de fora até amadurecerem. Nesse espaço também ficam as sobras de comidas, guardadas em potes herméticos, para o cheiro não passar para outros alimentos.

Antes de guardar, deve-se lavar os alimentos
Peixes, aves e carnes podem ser mantidos em suas embalagens originais, nas gavetas, no compartimento extrafrio ou nas prateleiras intermediárias, mas sempre em recipientes plásticos com tampa. “Esse cuidado evita a contaminação de outros alimentos, caso haja vazamento do suco das carnes”, explica a nutricionista. Se não forem consumidos em dois dias (no caso dos peixes, apenas um dia), leve as carnes ao freezer em sacos plásticos próprios para congelamento.

O caso dos ovos é diferente: eles devem ser guardados fora da caixa, que pode ser contaminada no depósito do mercado. O importante na hora de armazená-los é que eles se movimentem pouco para evitar microfissuras na casca imperceptíveis à vista humana. Mas, se estiverem bem encaixadinhos no recipiente da porta, podem ficar ali sem problemas.

Na prateleira superior, que mantém melhor a temperatura por estar próxima ao freezer, arrume os laticínios, como queijos, requeijão, manteiga, leite, iogurtes, sobremesas, além de embutidos e patês. Todos devem ficar em embalagens fechadas, para não deixar odores na geladeira.

Na porta, coloque água, refrigerantes, sucos de caixinha, ervas, especiarias, geleias, condimentos como mostarda e catchup, vidros de azeitonas e conservas. Alimentos comprados congelados vão direto para o freezer. E, uma vez descongelados, não podem voltar para lá.

Carnes e peixes devem ser guardados limpos e separados em pequenas porções, etiquetados com data. Se precisar degelar, faça isso uma vez por mês. Por fim, mantenha o botão de temperatura da geladeira sempre a 4ºC e, pelo menos uma vez por semana, faça uma faxina geral nas gavetas e prateleiras para jogar fora tudo (mas tudo mesmo!) o que estiver estragando. Que tal começar hoje?

Faça seus comentários!

Fonte: IG