quinta-feira, 29 de setembro de 2011

40 dicas para voltar ao peso ideal



Quase metade dos brasileiros está acima do peso, mas é possível reduzir esse número com hábitos saudáveis.

Dados divulgados nessa segunda-feira (18) pelo Ministério da Saúde mostram que 48% dos brasileiros adultos estão com quilos extras na balança. O número aumentou em relação a 2006, que era de 42,7%. Mais da metade dos homens está acima do peso (52,1%) e, entre as mulheres, a proporção é de 44,3%.

Para fugir dessa armadilha perigosa à sua saúde, a nutricionista Roberta Stella reuniu todos os truques para fazer o ponteiro da balança voltar ao normal sem que você passe fome:

1) Nada de se desesperar: esqueça as dietas muito restritivas ou que prometem um grande emagrecimento em um período pequeno de tempo. Em longo prazo, o resultado é desastroso.

2) Comece fazendo um diário com os alimentos que você ingere todos os dias. Você perceberá os erros e se corrigirá sozinho. Essa mesma pesquisa do Ministério da Saúde divulgou que a presença de feijão e hortaliças na mesa das famílias brasileiras diminuiu, ao passo que o consumo de gordura aumentou.

3) Estabeleça uma rotina alimentar.


4) Estipule cinco refeições por dia, com horários para que elas aconteçam. E cumpra.

5) Analise os rótulos dos alimentos. Muitas vezes, os alimentos light contêm uma pequena diferença na quantidade calórica, que nem compensa a troca.

6) Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo.

7) Opte por leites e derivados desnatados. A menor quantidade de gordura significa menos colesterol e calorias na sua alimentação.

8) Cuidado com os embutidos (mortadela, salame, presunto). Eles carregam uma quantidade considerável de gordura, colesterol e sódio.

9) Escolha embutidos com menor quantidade de gordura como, por exemplo, o peito de peru.

10) Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar.

11) Faça lanchinhos entre as refeições, hábito essencial para uma alimentação saudável.

12) Para esses lanches, opte por alimentos fáceis de serem obtidos e carregados na bolsa, como iogurte, barrinha de cereais, frutas e bolacha salgada.

13) Coma pelo menos 2 frutas por dia.

14) Consuma as frutas (maçã, pêra, uva) com casca.


15) Saladas e legumes devem fazer parte da sua alimentação diária.

16) Evite preparações altamente calóricas como gratinadas, fritas, à parmegiana, à milanesa e quatro queijos.

17) Tempere as saladas com suco de limão e vinagre.

18) O azeite tem gorduras boas para o coração. Mas isso não quer dizer que ele não seja calórico. Se a intenção é emagrecer, use com muita moderação.

19) Doces devem ser evitados, principalmente bolos recheados, tortas, bomba de chocolate.

20) Prefira os sanduíches naturais aos oferecidos pelos fast-foods.

21) Atum e sardinha em conserva são ótimos para uma salada ou um sanduíche. Mas lembre-se: utilize a versão light, conservada em água, não em óleo.

22) Prefira as carnes menos calóricas, como peixe, frango e cortes magros de carne bovina.

23) Retire a pele do frango.

24) Cuidado com os molhos à base de maionese para temperar saladas.

25) Prefiras os picolés ao sorvete de massa.

26) Sucos naturais são uma ótima pedida para se refrescar.

27) Você pode contar com a água de coco para se hidratar, mas atente à quantidade. Por ser calórica, a bebida não pode ser consumida livremente. Um copo pequeno (200 mL) apresenta 40 calorias. Consuma somente um coco por dia e beba muita água mineral.

28) Evite bebidas gaseificadas, mesmo as que não contêm calorias, como água e refrigerantes light.

29) Durante a refeição, beba somente um copo pequeno (200 mL) de líquidos. Assim a digestão não ficará prejudicada.

30) Um grama de álcool tem 9 calorias. Já um grama de carboidratos ou proteínas contém apenas 4 calorias: ou seja, aquele copinho de cerveja engorda bem mais do que um pedaço de pão. Portanto, evite as bebidas alcoólicas se o objetivo é emagrecer.

31) Se for a um barzinho, evite os petiscos fritos, amendoins e castanhas de caju.

32) Não vá ao supermercado com fome. Isso somente fará com que não resista quando passar pela gôndola de doces e salgadinhos.

33) Beba muita água, pelo menos, 2 litros por dia.

34) Cuidado com o café. Beba, no máximo, 4 xícaras por dia.

35) Inicie a refeição com um prato grande de saladas (folhas e legumes cozidos).

36) Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.

37) Dê preferência a alimentos ricos em água e de baixo valor calórico, como frutas, legumes e verduras. Você poderá consumir um volume maior desses alimentos, comparando com aqueles ricos em calorias.

38) Evite fazer a última refeição do dia perto da hora de se deitar. Para não prejudicar a digestão dos alimentos e o sono, faça o jantar, pelo menos, uma hora e meia antes de ir para a cama.

39) Boa notícia para quem é fã de lanchonetes: as grandes redes de sanduíches já possuem opções saudáveis. Entre elas, destacam-se salada, água de coco e frutas.

40) Não encare a dieta como punição. Afinal, a reestruturação alimentar garante um corpo mais bonito e saudável. A dieta nada mais é que um presente que você dá a si mesmo. Mantenha as atitudes positivas ao longo do emagrecimento.

Fonte: UOL

Psoríase e alimentação saudável

O excesso de peso agrava a psoríase?

Os estudos demonstraram que a psoríase tende a ser mais grave e mais resistente ao tratamento em pessoas com excesso de peso. Para além disso, o excesso de peso nas zonas das dobras cutâneas, como as axilas, virilhas e por baixo dos seios, podem aumentar o risco de infecções fúngicas e bacterianas. O excesso de peso também representa um esforço extra para as articulações, que podem tornar-se mais dolorosas com o decorrer do tempo.

Os estudos demonstram que nas pessoas que têm excesso de peso a psoríase está normalmente associada a distúrbios lipídicos e ao aumento dos níveis de ácido úrico. Estes desequilíbrios biológicos podem exacerbar os efeitos secundários de determinados fármacos, como a ciclosporina e os retinóides, que são utilizados para tratar a psoríase.

As pessoas que têm excesso de peso são por isso aconselhadas a seguir uma dieta equilibrada prescrita por um nutricionista.

As pessoas que têm psoríase devem seguir uma dieta especial?

Não existe uma dieta que possa curar a psoríase, mas é importante ter um estilo de vida saudável e bons hábitos alimentares. A sua dieta deve incluir fruta e vegetais em quantidades suficientes para lhe fornecer fibras, vitaminas e minerais. É preferível limitar o seu consumo de gorduras saturadas (gordura animal) e ingerir muitos alimentos ricos em ácidos gordos essenciais, como os cereais e os óleos vegetais. Por último, o consumo em excesso de alimentos gordos e de álcool pode sobrecarregar o fígado, o que resulta na acumulação de toxinas no sangue. Como os resíduos são eliminados através da pele, esta tem que trabalhar a toda a sua capacidade quando existe uma grande quantidade de toxinas, aumentando assim as probabilidades de crises.

Os suplementos alimentares podem melhorar a psoríase?

O consumo de zinco, magnésio, vitamina B6 e as vitaminas A, C e E anti-oxidantes pode ajudar as pessoas com psoríase. Presentemente estão a ser levados a cabo estudos para investigar o efeito dos óleos de peixe, que são ricos em ácidos gordos insaturados, uma vez que se pensa que estes possam ajudar a espaçar as crises. No entanto, os suplementos alimentares não podem curar a psoríase.

As pessoas que têm psoríase devem praticar exercício com regularidade?

A actividade física é normalmente boa para a saúde física e mental. O stress é conhecido por desencadear crises de psoríase e, ao ajudar o corpo a livrar-se do excesso de tensão, o exercício ajuda a combater o stress. O exercício é uma boa maneira de ajudar a manter a forma, fortalecendo o espírito e melhorando a sua própria imagem.

Pontos chave
· As pessoas com psoríase devem tentar ter uma dieta equilibrada com muita fruta e vegetais, assim como alimentos ricos em ácidos gordos essenciais.
· As pessoas com excesso de peso devem seguir uma dieta prescrita por um nutricionista, pois o excesso de peso pode exacerbar a psoríase.
· O exercício pode evitar e reduzir o stress, o que eventualmente é bom para o sistema imunitário.