domingo, 1 de maio de 2011

Milho e suas qualidades nutricionais


O milho é um dos alimentos mais nutritivos que existem. Puro ou como ingredientes de outros produtos, é uma importante fonte de energética para o homem. Ao contrário do trigo e o arroz, que são refinados durante seus processos de industrialização, o milho conserva sua casca, que é rica em fibras, fundamental para a eliminação das toxinas do organismo humano.

Além das fibras, o grão de milho é constituído de carboidratos, proteínas, vitaminas (A e complexo B), sais minerais (ferro, fósforo, potássio, cálcio), óleo e grandes quantidades de açúcares, gorduras, celulose e calorias.
Maior que as qualidades nutricionais do milho, só mesmo sua versatilidade para o aproveitamento na alimentação humana. Ele pode ser consumido diretamente ou como componente para a fabricação de balas, biscoitos, pães, chocolates, geléias, sorvetes, maionese e até cerveja.

Apesar de serem usados para fazer pães, o milho não contém a proteína glúten. Isso faz com que os assados de milho não sejam especialmente nutritivos (como é o caso dos assados feitos de trigo). Sua proteína, quando associada à uma leguminosa (feijões) ou ao leite, é quase completa. O óleo de milho, cuja gordura é polinsaturada, é uma das principais fontes de ômega-6 existentes, contribuindo para a prevenção de distúrbios cardíacos.
Outra propriedade do óleo de milho é seu elevadíssimo teor de vitamina E, que previne ou evita a ação dos chamados radicais livres.
É rico em fibras, que ajudam a manter o intestino em forma, além de ajudar na prevenção de doenças do trato gastrointestinal.
Junto ao caule crescem as espigas, compostas pelo sabugo onde estão fixados os grãos. O milho verde pode ser comprado na espiga ou em lata. Na indústria, no processo de extração a seco é retirada a película e separado o germe do endosperma. Do germe se extrai o óleo e a parte sólida é utilizada para a produção de rações. Do endosperma, se produz o canjicão ou mungunzá (amarelo) que é utilizado para fazer a pipoca. Quando na separação, o endosperma se quebra em vários pedaços, viram canjica (branca). Os pequenos são levados para a moagem e se transformam em canjiquinha, em fubá e o amido. Num processo adicional, onde o produto passa por uma máquina de vapor obtém-se a farinha de milho pré-cozida e a polenta pré-cozida.

Milho da pipoca é o mais duro e com a casca mega-resistente. Dos três tipos, é o que ganha de longe em fibras.
>>O milho verde, da pamonha, é chamado assim por ser colhido antes de amadurecer. É cheio de carotenóides, que, no organismo, viram vitamina A.
>>O grão branco do milho de canjica ou munguzá, como se diz no Nordeste , passa por processamento e a casca vai embora. De todos é a melhor fonte de ferro.

Com este alimento tão rico você não pode deixar de incluí-lo na sua alimentação.

Patrícia Brigagão Mendes

Sopa de Brócolis e espinafre


Ingredientes

1 cebola
1 dente de alho
250 g de brócolis
300 g de espinafres
2 batatas
2 colheres de sopa de azeite
50 g de manteiga
900 ml de caldo de galinha ou de legumes
100 g de gorgonzola
Suco de ½ limão
1 pitada de noz-moscada ralada
80 g de pinhões torrados
Sal e pimenta-do-reino moída

Modo de preparo
Descasque e fatie a cebola e o alho. Lave os demais legumes. Destaque os buquês do brócolis. Limpe o espinafre. Descasque e lave as batatas. Coloque o azeite e a manteiga para esquentar numa caçarola. Acrescente a cebola e o alho e refogue por 3 minutos. Coloque a seguir os brócolis e os espinafres, deixe refogar, depois despeje o caldo e as batatas. Após ferver, deixe cozinhar lentamente durante 25 minutos. Corte o gorgonzola em cubinhos e coloque-o na caçarola com o suco de limão e a noz-moscada. Coloque sal e pimenta. Decore com os pinhões torrados. Sirva com fatias de pão douradas ao forno.

Receita retirada do livro Sopas, da coleção 100% Prazer

Site: Yahoo

Yoggy e suas calorias


Esta delícia do potinho virou tendência forte em várias cidades brasileiras. O frozen yogurt (sorvete + iogurte) ganhou adeptos, principalmente quem está interessado em seguir a dieta (conheça o Dieta e Saúde) e não dispensa um gostinho doce no cardápio.

Diferentemente do "primo gordo", o sorvete de iogurte não é feito com leite integral, mas sim com iogurte desnatado - em algumas lojas, como a Yogoberry, que tem lojas espalhadas em várias cidades do país, há versões com 0g de gorduras (contra quase 5g para a mesma quantidade do sorvete à base de leite). Em relação às calorias, comparadas às de um sorvete tradicional de sabor creme, ele também ganha a disputa: tem metade das calorias.

Entretanto, esse valor vale para a versão do frozen yogurt puro (que por si, já é uma delícia), isto é, sem os acompanhamentos. As lojas que oferecem a iguaria costumam disponibilizar coberturas e caldas para os mais variados paladares. Daí, também fica mais fácil cair em tentação e sair da dieta. É comum apostar em: biscoito recheado triturado, confeitos de chocolate, marshmallow e muitas outras guloseimas que engordam seu frozen.


A nutricionista Roberta Stella, responsável pelo Programa de Emagrecimento Dieta e Saúde alerta para o cuidado na escolha dos acompanhamentos. "Pense que você já escolheu o iogurte por se tratar de uma opção mais saudável, então siga a mesma linha e opte por acompanhamentos leves. Escolher as frutas e deixar as coberturas doces e açucaradas de lado é a melhor alternativa", explica ela. "Assim, você evita a ingestão de mais calorias, gorduras e de açúcar refinado. Nenhum alimento está totalmente liberado ou proibido. É preciso ter controle da quantidade que será consumida para não prejudicar a dieta."

Mas que recheio!

Quem se preocupa em manter a forma, também encontra opções de acompanhamentos bem atraentes e leves para o frozen. Frutas variadas e granola entram nessa lista, além de chocolate light (esse último com moderação!). As caldas são dispensáveis, tendo em vista que levam açúcar e poucos nutrientes.


Uma boa opção para quem quer mais sabor no frozen é pedi-lo na versão batido com frutas ou granola, que por ser feita com frutas frescas preserva vitaminas e nutrientes. Alguns sabores tentadores são o de chá verde (da Yogoberry), de Jabuticaba (da Yoggi) e o de framboesa (da Yogolove).

Se você se render a esta novidade, é bom saber qual o limite de ingestão diário. Roberta responde: "ele pode ser consumido diariamente. O limite é um porte pequeno 120g, sempre observando aquelas recomendações sobre as coberturas e caldas." De resto, caia nessa tentação do frozen yogurt: refrescante, doce, magro e delicioso!

Fonte:Minha vida