sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Álcool e Cafeína - os maiores inimigos da Creatina


Álcool e Cafeína - os maiores inimigos da Creatina
Por: FelipeCarvalho
15/02/2011

A Questão do Álcool

A questão que envolve o Álcool, primeiramente, é que, não existem estudos científicos sobre o uso de Creatina misturado com o álcool, porém existem pesquisas sobre os efeitos do álcool sobre o corpo e sobre a creatina. Juntando os fatos fica fácil entender se eles se misturam ou não.

Quando você treina com pesos na academia, na verdade você destroí e quebra o tecido muscular. O único motivo para que os músculos fiquem maiores durante o treino é devido ao fluxo sanguíneo e justamente porque o músculo está sendo lesionado(microscopicamente). O aumento do músculo só ocorre durante o descanso, quando ocorre a síntese protéica. A síntese protéica é a produção de novas proteínas musculares. O que ocorre é que durante o reparo muscular você acaba construindo mais do que você danificou durante o treino, e quanto mais você danifica, maior vai ser o “lucro”.
A creatina, de uma forma simples e resumida, ajuda no aumento da ATP que é a energia usada para atividades que exigem movimentos rápidos e explosivos(erguer pesos é um belo exemplo). O nosso corpo mantém uma dose bem limitada de ATP, que é suficiente apenas para alguns segundos de atividade intensa. A partir do momento que os níveis de ATP caem, o músculo fica fatigado.
Com relação ao Álcool, existem diversos malefícios do álcool quando o assunto é construção muscular, porém os principais são:
- Diminuição da Síntese Protéica
- Diminuição dos efeitos anabólicos da insulina e do hormônio do crescimento
- Diminuição da testosterona(principal hormônio anabólico)
O que acontece se somarmos esses dois fatores?

A creatina por um lado vai propiciar um ambiente anabólico para o corpo, aumentando os níveis de ATP, promovendo um aumento na síntese protéica, permitindo que o seu corpo vá além de seu limite natural, isto além de aumentar os seus ganhos, poderá fazer com que seu corpo libere mais hormônios anabólicos para suprir a demanda. Porém o consumo de álcool vai fazer justamente o contrário: diminuir a síntese e de quebra abaixar os níveis dos hormônios anabólicos em seu corpo. Não é necessário ser um cientista para saber que o álcool vai limitar ou anular completamente os efeitos da suplementação com creatina.

A Questão da Cafeína

O caso da Cafeína é que, teoricamente, uma pessoa poderia tomar as duas substâncias e ter uma performance ainda maior no treino, com mais energia, disposição devido a cafeína e força e explosão devido a creatina. Porém em um estudo com o propósito de descobrir quais seriam os reais efeitos se um atleta utilizasse creatina e cafeína juntos, descobriram que a cafeína destruía o efeito da creatina carregada nos músculos.

O estudo mostrou que o uso excessivo pode anular completamente os benefícios fisiológicos resultados pelo uso da creatina. Uso crônico de café e outras bebidas com cafeína é totalmente contra indicado quando estiver usando creatina. Três pequenas xícaras de café são o suficiente para anular todo o efeito da creatina acumulada em até 2 meses de consumo, o mesmo para bebidas como Coca-Cola.

Se você realmente leva a sério o seu treino é bom começar a cortar qualquer produto que contenha cafeína da sua rotina.


Fonte:Titagon Beta


Nenhum comentário:

Postar um comentário