domingo, 3 de julho de 2011

Cuidado no consumo de Ração Humana


A ração humana virou mesmo moda. O Papo de Gordo fez até uma série de matérias falando sobre o que é, como preparar e se a mistura emagrece. E quando a gente pensou que tudo já havia sido dito a respeito desse assunto, leitores enviaram mais dúvidas, principalmente sobre os perigos de seu consumo. Ao que tudo indica, tem muita gente por aí acreditando que o suplemento alimentar é milagroso e que basta comer para emagrecer, mas a coisa não é bem assim.

Pesquisando a respeito dos prós e dos contras de se consumir o produto, logo de cara vem o alerta: como a procura tem sido cada vez maior e a mistura é dispensada de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é preciso ter muito cuidado.

Para que não pareça paranoia de nossa parte, veja as questões levantadas pelas nutricionistas Juliana Verzolla e Flávia Morais, em uma notícia publicada pelo G1.

Juliana, que é especialista em nutrição funcional, diz que um dos erros mais comuns é a pessoa querer perder peso deixando de lado os exercícios físicos e sem fechar a boca, apostando que o produto sozinho será a solução. Há também quem use a ração de forma equivocada, substituindo refeições.

“A ração humana tem que ser misturada com leite ou suco. As fibras possuem muito açúcar e, em excesso, elas fazem mal. A ração alia produtos saudáveis, mas eles não se adaptam ao organismo de qualquer pessoa”, avisa.

Flávia também comenta sobre os riscos do uso abusivo da ração humana, que pode ser comprada pronta ou com os ingredientes separados.

“A ração só pode ser tomada uma vez ao dia e de preferência na parte da manhã. Essa mistura de cereais em pó pode trazer um sério risco à saúde, caso seja tomada sem orientação de um profissional. A pessoa pode ter distensão abdominal ou até mesmo constipação intestinal, já que o organismo de cada um funciona de forma diferente”, explica.


Ela concorda que a ração não é a fórmula para emagrecimento, mas acredita que as fibras misturadas inibem o apetite. Isso não quer dizer que os exercícios físicos e dieta balanceada estejam descartados para manter um corpo bonito e saudável.

Então está dado o recado? A ração não tem segredo e é só conciliar atividades físicas, alimentação saudável e a mistura em pó? Não é bem assim…

Encontramos no site Diário da Saúde uma entrevista com a nutricionista clínica e fiscal do Conselho Regional de Nutrição do Rio de Janeiro, Edna Garambone. Ela reforça o alerta de que a ração humana é um complemento e não substituto da alimentação, podendo ser utilizada, com recomendação clínica, adicionada a saladas, iogurtes e frutas, mas nunca no lugar das refeições.

Edna também alerta para os cuidados com as alergias, pois algumas pessoas podem ser sensíveis a algum de seus componentes e ter efeitos colaterais nocivos à saúde.

“Quem tem alergia à linhaça ou síndrome do intestino irritado pode sofrer com os efeitos colaterais, como a dor de cabeça e o aumento das idas ao banheiro. Além disso, como o produto muitas vezes é consumido por conta própria, as pessoas ficam sem saber que é preciso beber muita água para evitar o fecalomas, ou endurecimento das fezes”, disse a nutricionista.

Nunca é demais lembrar também que grávidas, hipertensos e diabéticos devem estar atentos aos perigos da ração humana. Isso porque algumas receitas trazem ingredientes como cacau, guaraná em pó e açúcar mascavo.

Então ficam os alertas.

—–

Fontes:
Nutricionistas advertem contra o mau uso da ração humana
Ração humana emagrece, mas especialistas pedem cuidados no uso
Papo de Gordo

Nenhum comentário:

Postar um comentário