terça-feira, 19 de abril de 2011

Mitos e verdades

Muitas mães dizem que não pode misturar manga com leite. Verdade ou mito?

É comum mulheres repetirem para seus filhos frases que lhe foram ditas por suas mães. Elas ficam tão enraizadas que chega ao ponto em que a mãe nem se dá ao trabalho de pensar se o que diz faz sentido. O iG levantou dez frases comuns na boca de mães e falou com especialistas para ver se por trás de cada uma delas há mesmo um fundo de verdade.

“Não fez mais que sua obrigação”
Para a psicóloga Miriam Barros, os pais que dizem isso podem estar bem intencionados, mas acabam causando mais danos do que benefícios aos filhos. “Os pais não fazem isso por maldade ou má intenção, mas vão minando a autoestima da criança que espera reconhecimento”, acredita. “A criança precisa de reforço, reconhecimento, elogio.” Para os pais que têm medo de que o filho se ache o máximo e pare de se esforçar não devem se preocupar, basta só achar o tom certo para validar o esforço e mostrar que a criança ou adolescente pode crescer ainda mais. “Reconhecer um esforço não é mimar, não é igual a aceitar tudo.” De acordo com Miriam, ter amor próprio e gostar de si mesmo é um comportamento aprendido, e cabe aos pais ensiná-lo.

“Não pode misturar manga com leite”
São raríssimos os alimentos que não podem ser misturados, de acordo com Beatriz Tenuta Martins, presidente do Conselho Regional de Nutrição. “De modo geral, você pode misturar qualquer coisa.” O leite é uma fonte importante de cálcio, principalmente para crianças, além de ter proteínas de boa qualidade. Já a manga fornece uma série de vitaminas e o betacaroteno, um precursor da vitamina A, presente em todas as estruturas de proteção de pele, de cabelo e dos olhos. “Do ponto de vista da nutrição é uma combinação excelente e fácil de digerir”, afirma Beatriz. Possivelmente, o mito surgiu de uma história contada aos escravos, para que eles não quisessem consumir leite. “A maioria das proibições alimentares é em função de tabus desse tipo”, diz a nutricionista.

“Não pode nadar ou entrar na piscina depois de comer porque dá congestão”
Depois de uma refeição mais completa, o sangue é direcionado para a região digestiva. “Existe um fundo de verdade: a concentração sanguínea na região do estômago aumenta depois das refeições. É bom não mergulhar por cerca de uma hora depois de uma refeição completa”, afirma Beatriz. “Mas entrar numa piscina rasa não faz mal nenhum”. A recomendação é de evitar qualquer esforço físico mais intenso, mas atividades leves estão permitidas.

“Não tira a casca da maçã que a vitamina está na casca”
Comer a casca é o recomendado, mas não apenas por causa das vitaminas. “A fruta inteira tem vitaminas, mas as fibras estão concentradas na casca, e as vitaminas também, em menor proporção”, afirma Beatriz. Para mães preocupadas com resíduos de agrotóxicos, que possam resistir à lavagem, ainda vale a pena consumir a casca. “O benefício é maior do que o risco, se não for possível comer orgânicos. Não é todo mundo que tem acesso a alimentos orgânicos, seja por preço ou disponibilidade. Aí é lavar bem, higienizar e comer com casca”, diz a nutricionista.

Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário