sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O lado negativo dos alimentos saudáveis

Não existe alimento perfeito. Barra de cereais, suco de frutas e até frango grelhado podem fazer mal
Barrinha de cereais: não é tão saudável quanto parece
Não é de hoje que a geração saúde tem propagado uma cultura de refeições saudáveis, nas quais alguns alimentos têm se tornado verdadeiros salvadores da pátria.

Comer muitas frutas, verduras e legumes; trocar carne vermelha pela branca; substituir refrigerantes por sucos naturais e abusar das fibras. Tudo isso virou uma espécie de mantra dos nutricionistas. Mas todo alimento, por mais saudável que possa parecer, tem seus aspectos negativos. Em outras palavras, comer bem pode fazer mal.

Tudo depende de alguns fatores que vão além dos alimentos em si. A própria saúde da pessoa, caso debilitada de alguma maneira, pode transformar mocinhos em vilões. Até um inofensivo suco de laranja, receita caseira muito popular contra gripes e resfriados, ganha status de inimigo quando ingerido por pessoas com estômago frágil, refluxo ou dentes sensíveis.

O iG Saúde entrevistou nutricionistas para desvendar um pouco mais destas situações delicadas.

Frutas cítricas

Lado bom – Elas são baratas e fáceis de encontrar. Ricas em vitamina C, as frutas cítricas fortalecem o sistema imunológico e também ajudam a emagrecer. Suas fibras possuem uma característica especial, são fibras solúveis que agem como uma espécie de gel no estômago e absorvem parte da gordura ingerida por outros alimentos. Isso evita que acabem absorvidas e armazenadas em regiões indesejáveis do corpo, como a barriga.

Lado negativo – “Frutas cítricas têm muita acidez e podem causar sensibilidade excessiva nos dentes”, afirma a nutricionista Lúcia Helena Lista Bertonha, do Conselho de Nutricionistas de São Paulo. Essa acidez também pode causar ou agravar problemas no aparelho digestivo, como azia, refluxo gástrico e estomatite. Quem faz tratamento com medicações fortes está mais sujeito aos efeitos da acidez. Alguns estudos sugerem ainda que as frutas cítricas tenham relação com crises de enxaqueca.

Barras de cereais

Lado bom – As barras de cereais caíram no gosto popular pela praticidade. São fáceis de transportar e cumprem bem o papel das refeições intermediárias, como lanches da manhã ou da tarde.

Lado negativo – Por serem feitas a partir de cereais, as barrinhas são tidas como fontes de fibras, necessárias para o bom funcionamento do aparelho digestivo. Mas a quantidade de fibras por barra não é tão expressiva assim. “É recomendado ingerir 25 gramas diárias de fibras”, afirma Lúcia Helena. Mas uma barra tem apenas 1 grama, em média. “O farelo de aveia é uma opção mais interessante, pois uma colher de sopa tem 3 gramas de fibras solúveis, que ajudam a absorver a gordura dos alimentos”, sugere a nutricionista.

Chás

Lado bom – Eles são substitutos interessantes para o café. O chá de camomila, por exemplo, pode ser ingerido à noite, antes de dormir para embalar o sono. Já o chá de boldo tem propriedades que auxiliam o funcionamento do fígado.

Lado negativo – Os chazinhos levam a fama de serem inofensivos, mas não podem ser ingeridos de qualquer jeito. “Alguns chás escuros possuem cafeína e podem interferir no sono e na absorção de cálcio pelo organismo”, afirma Fabiana Sigristi Bertti, nutricionista do Hospital Bandeirantes.

Frango grelhado

Lado bom – No mundo das carnes, não há nada que leve mais fama de mocinho que o frango grelhado. Ele consegue ter valores nutricionais muito semelhantes ao da carne vermelha, mas é menos calórico e tem menos gordura.

Lado negativo – O fato do frango ter menos gordura não significa que ele seja livre de gordura. “A carne do peito tem menos gordura que as coxas e outras extremidades do frango”, afirma Fabiana. Também é importante retirar a pele antes de grelhar o alimento, caso contrário a gordura será derretida e absorvida pelo restante da carne. “Isso dá maciez ao alimento, mas o torna menos saudável”, diz.


Leite

Lado bom – Apontado como uma das principais fontes de cálcio, o leite é recomendado para prevenção de osteoporose, especialmente entre mulheres. O leite é rico também em proteínas e ajuda na manutenção dos músculos.

Lado negativo – Além das pessoas intolerantes à lactose, quem sofre de problemas renais deve ser cauteloso com o alimento. Isso por causa de suas proteínas, que podem dificultar ainda mais o funcionamento dos rins.

Fonte: IG do dia 07/01/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário