terça-feira, 2 de novembro de 2010

Dieta para Quimioterapia


As drogas quimioterápicas poderão provocar efeitos colaterais que muitas vezes influenciam diretamente na sua ingestão alimentar.

Se você não estiver apresentando nenhum efeito colateral (diarréia, constipação intestinal, náuseas e vômitos, perda de apetite, alteração de paladar, mucosite, leucopenia, plaquetopenia), a sua alimentação deve ser de consistência normal ou de acordo com sua aceitação, fracionada (cinco a seis refeições/dia), variando ao máximo os componentes do cardápio, para evitar monotonia alimentar.

A ingestão de líquidos (água, sucos, água de coco, sopas etc.) deverá ser de no mínimo 1,5 a 3 litros por dia, para que haja eliminação da parte tóxica do medicamento. Durante o tratamento a ingestão de bebidas alcoólicas não é aconselhada.
Exemplo de cardápio nutritivo

Para atender a todas as recomendações nutricionais deve-se variar os alimentos diariamente. A quantidade do alimento a ser ingerido varia de indivíduo para indivíduo, pois cada um tem a sua própria necessidade para tanto. Consulte um nutricionista que ele saberá como melhor adaptar a sua dieta com suas necessidades.
Refeições Alimentos Substituições
Café da manhã Leite com alto teor de ferroCafé Pão integralGeléia de frutas Mamão Queijo, coalhadaChá ou achcolatadoPão francês, torrada, bolachaMargarinaFrutas da época
Lanche da manhã Pêra Frutas da época
Almoço Arroz Feijão Peixe cozido Vagem cozida Agrião em salada Azeite de oliva e sal em pouca quantidadeLaranja Massa, batata, polentaLentilha, ervilha, grão de bicoFrango sem pele, ovo ou carne magraChuchu, abobrinha, cenouraAlface, rúcula, catalonia, acelgaErvas aromáticas Frutas da época
Lanche da tarde Mingau de aveia Leite ou iogurte com cereal
Jantar Massa ao sugoFrango assadoEscarola refogadaBeterraba em saladaAzeite de oliva e sal em pouca quantidadeMelão Arroz integral, batata,mandiocaCarne magra, peixe, ovoAcelga, almeirão, agriãoBerinjela, quiabo, tomateErvas aromáticas Frutas da época
Lanche da noite Leite Bolacha cream crackerMargarina Iogurte, queijo Torrada, bolo, pãoGeléia de frutas

Caso apresente algum efeito colateral, algumas mudanças nos hábitos diários e na alimentação também auxiliam o paciente no combate desses sintomas, tais como:

• Prefira alimentos de fácil digestão.
• Procure fazer pequenas refeições várias vezes ao dia.
• Respeite seus gostos e preferências.
• Evite alimentos gordurosos e frituras em geral.
• Coma devagar, mastigue bem os alimentos.
• Prefira alimentos frios, gelados, ou em temperatura ambiente.
• Evite deitar-se logo após as refeições.
• Evite odores fortes.
• Procure ficar afastado da cozinha durante o preparo das refeições.
• Se necessário, adicione um suplemento nutricional para melhorar a ingestão de nutrientes (converse com o nutricionista para saber qual o suplemento indicado para você).
• Procure não exercer atividades que exijam esforço físico.
• Procure vestir roupas leves.
• Converse com seu médico para ajustar a medicação para melhorar os efeitos colaterais.

3 comentários:

  1. Adoreiiiiiiiiiiiii o novo visual do blog, ficou dez!
    beijinssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Anotei tudinhooooooooo. Tem coisas aí que eu detestava, mas hoje fazem parte do meu dia a dia.
    Parabéns pelo novo Blog. Custou caro? Imagino que sim. Tem gente que cobra alto por serviços ksksksksskksskksks.

    ResponderExcluir
  3. Eliane,
    Que bom que gostou! Fui eu e Rosana que fizemos as mudanças, levamos uma surra, mas valeu a pena! Este texto foi para você. Se precisar de mim, conte comigo.
    beijos
    Patrícia

    ResponderExcluir